Gruta da Marmota

IPA.00003898
Portugal, Santarém, Alcanena, União das freguesias de Alcanena e Vila Moreira
 
Necrópole da Idade do Bronze com posteriores ocupações.
Número IPA Antigo: PT031402010001
 
Registo visualizado 129 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Funerário  Gruta artificial    

Descrição

A área da gruta explorada tem acesso por uma das várias "chaminés" identificadas durante as diversas campanhas arqueológicas; aí a entrada foi artificialmente alargada, delimitada por blocos de cantaria e protegida por uma grade de ferro. O interior é constituído por uma sala de razoáveis dimensões em parte atulhada por sedimentos que, da superfície exterior juntamente com águas pluviais, penetram na gruta através das "chaminés"; várias deposições calcárias de desigual intensidade a par dos parciais desabamentos que o tecto parece ter sofrido, cobriram e em parte destruiram o espólio constituído por ossos, fragmentos de cerâmica.

Acessos

EN. 3, 364 - 4, a S. de Alcanena no Cabeço das Figueirinhas, no lugar de Raposeira

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 95/78, DR, 1.ª série, n.º 210 de 12 setembro 1978

Enquadramento

Rural, isolado. Envolvida por vegetação bravia; integra-se num afloramento calcário numa zona miocénica e de "complexo com vertebrados do Sarmato - Pontiano e com intercalações calcárias" (GONÇALVES - 1973 / 214)

Descrição Complementar

Do espólio recolhido salientam-se: fragmemtos de cerâmica carenada, cerâmica pintada e um artefacto de osso polido provavelmente destinado à decoração cerâmica.

Utilização Inicial

Funerária: gruta artificial

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Idade do Bronze

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Idade do Bronze - período de principal utilização da necrópole; Idade do Ferro - Época medieval - prováveis ocupações a julgar pelos espólio encontrado; séc. 20, década de 60 - descoberta acidental da gruta; 1973 - exploração da gruta sob a direcção de Vítor Gonçalves, Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras de Lisboa, e posterior prospecção com recolha de materiais.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

GONÇALVES, Vítor S. , Uma nova necrópole da Idade do Bronze in O Arqueólogo Português, serie III, vol. VI, 1973, pp. 213 - 218; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/74456 [consultado em 1 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Na zona da gruta encontram-se outras estações arqueológicas entre as quais a Lapa da Galinha.

Autor e Data

Rosário Gordalina 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login