Casa de Pomarchão

IPA.00003618
Portugal, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Arcozelo
 
Solar barroco integrado na tipologia da chamada casa torre, com planta em U e capela adossada perpendicularmente. Elementos barrocos: pináculos, perfil do frontão da capela, escadarias de acesso à varanda e molduras das janelas da torre. Elementos maneiristas de características clássicas: loggia de dois pisos com colunatas. Fachada principal cortada por corpo a S. que se adossou à loggia.
Número IPA Antigo: PT011607040064
 
Registo visualizado 292 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  Tipo planta em U

Descrição

Casa de planta em U, e alçados de dois pisos. Acrescentados para E. dois corpos: torre de três pisos e planta quadrangular e a capela. Volumes articulados por coberturas em telhado de quatro águas na Casa e Torre e duas águas na capela. Fachada principal orientada a E. de dois pisos, ambos com loggia interrompida pela escadaria central, de um só lanço, antecedida por um patamar de quatro degraus de planta quadrangular e cantos facetados. A N. adossa-se torre rematada por quatro pináculos. Possui, no piso térreo uma janela reduzida, no intermédio um vão de sacada e no piso superior dois janelões, todos contornados por molduras curvas. A fachada lateral S. apresenta o prolongamento da varanda da fachada principal com um segundo acesso através de uma escadaria de um só lanço implantada no gaveto. A N. da casa, adossa-se perpendicularmente, a fachada lateral da capela com dois janelões rectangulares com mulduras recortadas. A sua fachada principal, orientada a S., apresenta um portal encimado por um janelão de forma quadrilobada. A rematar a empena um frontão curvo interrompido ladeado por fogaréus. O espaço interior é marcado por sucessivas salas com tectos em masseira, mantendo-se a cozinha antiga com todas as suas caraterísticas originais.

Acessos

Arcozelo, desvio entre o KM 32 e KM 33 da EN 201. VWGS84 (graus decimais) lat.: 41,783141; long.: -8,595475

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 5/2002, DR, 1.ª série-B, n.º 42 de 19 fevereiro 2002

Enquadramento

Rural, isolada. A Casa insere-se no interior da Quinta da Pomarchão. Esta relaciona-se a S. e O. com a EN 201. Rodeada ainda por terrenos agrícolas, tem-se acesso à Casa de Pomarchão por um terreiro de forma rectangular alongada ladeado por duas construções rurais (a dum lado adaptada ao turismo rural com apartamentos e a outra destinada a casa do caseiro e adega). A anteceder o terreiro, um muro ritmado por seis pilastras com o portal de entrada. Este, de arco pleno, é encimado por pedra de armas coroada por uma cruz.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Comercial e turística

Propriedade

Privada: fundação

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 / 18 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1618 - António Gonçalves Reimão (1º Senhor da Casa) adquire Pomarchão; 1681 - é instituído o Morgadio de Pomarchão; 1690 (AZEREDO, 1978, p. 63) - Manuel Gonçalves Reimão institui vínculo a favor dos descendentes de seu irmão Gaspar Malheiro Reimão; séc. 17 - provável construção da casa; Ventura Malheiro Reimão e sua mulher executam benfeitorias na casa e adquirem um terreno em 1682 para definição do terreiro e construção do portal original; 1775 - construção da capela e reconstrução da casa; séc. 18 - com a administração de Ventura Malheiro Reimão é construída a torre, a varanda, a cozinha, a capela e uma ala dos quartos; ao que parece, estas alterações foram feitas com dinheiro enviado pelo irmão, o frei conde do Restelo, que foi Bispo de Angola e do Rio de Janeiro, e que fez fortuna no Brasil; séc. 19, finais - ampliação do lado N., passando a ter planta em L, e reconstrução do portal de entrada reaproveitando a pedra de armas original; transformação de antigos quartos em salas; posteriormente passou a ter planta em U; 1985 - transformação das duas casas de caseiro para Turismo de Habitação e Turismo Rural, modificando a planta do imóvel para "O"; 2018, cerca - doação do solar à Fundação Champalimaud, que ali pretende instalar um centro internacional de encontros e retiros científicos.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes-

Materiais

Paredes exteriores de alvenaria de granito rebocada pelo interior e exterior; cobertura em estrutura de madeira revestida a telha de barro; caixilharias de madeira e alumínio lacado (nos quartos); pavimentos em soalho de madeira e lajeado de granito (varanda e cozinha antiga); tectos em estuque e madeira (salas e varanda).

Bibliografia

AFONSO, Marília, Prazeres do Minho. A arte de bem receber em cinco casas de família, in Casas de Portugal, nº 27, Agosto / Setembro, Lisboa, 2001; AURORA, Conde de, Roteiro da Ribeira Lima, Porto, 1939; AZEREDO, Francisco, Casas Senhoriais Portuguesas, Porto, 1978; AZEVEDO, Carlos de, Solares Portugueses, Lisboa, 1988.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Proprietário: Anos 40 - Substituição do telhado, aumento da Ala dos quartos e construção das casas de banho; 1987 - inserção de apartamento dentro da Casa principal para Turismo Rural; Anos 90 - Construção de nova cozinha no pátio existente; substituição dos caixilhos de madeira dos quartos por alumínio lacado.

Observações

A Casa de Pomarchão pertenceu à mesma família há doze gerações (500 anos). Esta Casa era uma segunda residência ligada à actividade agrícola, constituindo a residência principal e permanente (Inverno) da família a Casa da Praça, localizada na cidade de Viana do Castelo. A data de 1775 na padieira do arco do coro da Capela é em alto relevo. António Gonçalves Reimão, mercador, com negócios no Brasil. O General Frederico Vilar foi o autor do projecto de Quartel General do Porto. Consta que as pedras para as colunas da loggia, foram, em bruto, a servir de lastro a navios para o Brasil, e que de lá vieram trabalhadores para a construção do solar.

Autor e Data

Paulo Dórdio e Isabel Sereno 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login