Estação Ferroviária de Salsas

IPA.00035977
Portugal, Bragança, Bragança, Salsas
 
Estação ferroviária da Linha do Tua, construída no séc. 20, conservando ainda o edifício de passageiros (EP), as instalações sanitárias públicas e um depósito de água. O edifício de passageiros tem planta retangular e fachadas de um piso, com soco de cantaria, remate em cornija, e rasgadas por vãos abatidos, com moldura recortada lateralmente e fecho saliente, estando as duas laterais da fachada principal transformadas em janelas e correspondendo na posterior a portais. O espaço interior divide-se em zona destinada à habitação do chefe de estação e à área de serviço e do público. A ligação ferroviária era feita em via estreita (bitola métrica) entre a estação do Tua (Linha do Douro) e a estação de Bragança, numa extensão total de 134 quilómetros.
 
Registo visualizado 36 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Transportes  Apeadeiro / Estação  Estação ferroviária  

Descrição

Conjunto composto por edifício de passageiros (EP), instalações sanitárias públicas e depósito de água, apresentando ainda uma toma de água. O EDIFÍCIO DE PASSAGEIROS tem planta retangular, com cobertura em telhado de duas águas, rematadas em beirada simples. Fachadas de um piso, rebocadas e pintadas de branco, com soco de cantaria e remate em cornija do mesmo material. A fachada principal e a posterior são rasgadas por três vãos de arco abatido, com moldura em cantaria, de recorte lateral e fecho saliente. A fachada principal surge virada a nascente, correspondendo atualmente os vãos a janelas de peitoril e, na fachada posterior, virada à linha, a portais. As fachadas laterais, em empena e rasgadas por olho de boi, e a posterior, sobre o vão central, apresentam toponímias em relevo. No INTERIOR o espaço estava dividido entre áreas de serviço e sala de espera e ainda a habitação do chefe de estação. A S. do edifício de passageiros ergue-se pequeno corpo das antigas NSTALAÇÕES SANITÁRIAS, de planta rectangular, simples e cobertura homogénea em telhado de duas águas, rematada em beirada simples. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, terminadas em cornija de betão; a S. abre-se descentrado porta de verga recta com ligeiro recorte lateral.

Acessos

Salsas, EN 317; A 4; Linha do Tua - Ponto quilométrico 104,556 (PK). WGS84 (graus decimais): lat.: 41,638426, long.: -6,816308

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado, no limite exterior poente da povoação, erguendo-se nas imediações várias habitações.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: estação ferroviária

Utilização Actual

Cultural e recreativa: casa do mascarado

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Infraestruturas de Portugal (conforme do artigo 6º, nº 2 e 5, e artigo 11º, n.º 1, ambos do DL 91/2015, e com a regras definidas pelo regime jurídico do Domínio Público Ferroviário que constam do DL 276/2003)

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1906, 14 agosto - inauguração do troço da linha do Tua entre Sendas e Rossas, na sequência da qual se deve ter construído a estação; 1934 - a Companhia Nacional de Caminhos de Ferro instala uma via de resguardo na estação; 1992, 15 outubro - encerramento da linha; 2006, 15 Agosto - inauguração do largo da Estação.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes autónomas.

Materiais

Estrutura rebocada e pintada; soco, cornija e molduras dos vãos em cantaria de granito; portas e caixilharias de alumínio; cobertura de telha.

Bibliografia

Bragança Boletim Municipal Especial. nº 22, Bragança: fevereiro 2009; «O que se fez nos caminhos de ferro em Portugal, em 1934». In Gazeta dos Caminhos de Ferro. 01 janeiro 1935, ano n.º 47, p. 28»; «O que se fez em Caminhos de Ferro no ano de 1939». In Gazeta dos Caminhos de Ferro. 1 janeiro 1940, ano n.º 52, p. 39; «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão». In Gazeta dos Caminhos de Ferro. 16 outubro 1956, n.º 69, p. 529.

Documentação Gráfica

Arquivo Técnico da IP-Infraestruturas de Portugal (solicitação através do site www.infraestruturasdeportugal.pt)

Documentação Fotográfica

DGPC: SIPA; Arquivo Técnico da IP-Infraestruturas de Portugal (solicitação através do site www.infraestruturasdeportugal.pt)

Documentação Administrativa

Arquivo Técnico da IP-Infraestruturas de Portugal (solicitação através do site www.infraestruturasdeportugal.pt); Câmara Municipal de Lisboa: Hemeroteca Digital

Intervenção Realizada

Companhia Nacional de Caminhos de Ferro: 1939 - obras de restauro na estação; Câmara Municipal de Bragança: 2006 - obras de conservação do edifício de passageiros, das antigas instalações sanitárias e do largo envolvente da estação.

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Armando Oliveira 2018 (no âmbito do Protocolo de colaboração DGPC / Infraestruturas de Portugal)

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login