Capela Românica de Moreira Lima / Capela do Espírito Santo

IPA.00003475
Portugal, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Cabração e Moreira do Lima
 
Arquitectura religiosa, românica. Capela rural da 2ª fase do românico português onde é evidente uma certa apropriação das formas e temas tradicionais, nomeadamente na adopção da capela-mor quadrangular, de tradição hispânica e na diminuição dos capitéis com decoração de inspiração vegetal. Tipologicamente integra-se na 2ª fase do foco românico do Alto Minho, onde é já nítida uma certa tendência para o gótico, aqui notado especialmente no pórtico axial, com arco apontado e sem tímpano. A fresta da parede testeira da capela-mor tem já uma modinatura gótica. Modificações interiores do séc. 17 em estilo maneirista sendo os retábulos de talha do tipo de "retábulos de edículas". O frontal do altar da capela-mor é de madeira pintada imitando tecidos com motivos florais. Os modilhões, todos eles esculpidos, são muito curiosos e, segundo Manuel Aguiar Barreiros, na sua simbólica está bem patente as alusões morais e satíricas; por exemplo na figura de olhos esbogalhados que deita fora a língua desmedida - a maledicência; a que aperta com força os dedos aos lábios - o segredo; a que junta as mãos suplicantes ao céu - a oração; a que com ar glutão espalma as mãos sobre o estômago - a gula, etc.
Número IPA Antigo: PT011607320011
 
Registo visualizado 873 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal, composta, de nave única, capela-mor quandragular mais baixa e sacristia adossada no lado esquerdo. Volumes articulados com cobertura diferenciada em telhados de 2 e 4 águas (na sacristia). Frontespício orientado, terminado em empena, pórtico de arco apontado formado por 3 arquivoltas, sendo a exterior bosantada, sobre impostas lisas, e 2 colunelos adossados nas reintrâncias com capitéis decorados com motivos florais e um outro com 2 caras e uma serpente. É encimado por 4 modilhões e uma fresta larga. Fachadas laterais com portais, de arco pleno, janela no lado S. da capela-mor e fresta de 2 lumes na sua parede testeira. Cornijas sobre modilhões historiados e, a N., um capitel. Sobre o telhado da fachada S uma pequena sineira. Interior simples com 2 altares laterais postos de ângulo, banqueta de pedra e retábulos de talha. Tecto de madeira. Arco triunfal sobre pilastras e capela-mor com retábulo, também de talha, representando "Descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos" e "Coroação da Virgem" na parte superior. Cobertura de madeira em masseira.

Acessos

Moreira do Lima, EN. 202, EN. 524 e Estrada camarária 1230-2. VWGS84 (graus decimais) lat.: 41,787619; long.: -8,615647

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 44 075, DG, 1.ª série, n.º 281 de 05 dezembro 1961

Enquadramento

Rural, isolado, implantação harmónica. Ergue-se na base da Serra de Antelas, num adro murado e sobranceiro à estrada, ao nível da qual fica fontanário do séc. XVIII, de 3 bicas e coroado por 3 bolas sobre plintos. Nas proximidades existem várias casas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 13 / 17 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 12 - Ali existia um vasto complexo arquitectónico que servia de sede aos frades templários; séc. 13, finais - provável construção da actual igreja; 1678 - data de inscrição descoberta durante as obras de restauro; 1688 - data do retábulo da capela-mor.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes..

Materiais

Estrutura em cantaria de granito aparente; betão; retábulo de talha; pavimento de lajedo; cobertura de telha.

Bibliografia

BARREIROS, Pe. Manuel de Aguiar, Egrejas e Capelas Românicas da Ribeira Lima, Porto, 1926; SANTOS, Reynaldo dos, O Românico em Portugal, s.l., 1955; ALMEIDA, Carlos A. Ferreira, Primeiras Impressões sobre a Arquitectura Românica Portuguesa in Revista da Faculdade de Letras, vol. 2, Porto, 1971, p. 65 - 116; LIMA, António Fernandes, A Capela Românica de Moreira Lima in O Comércio do Porto, Porto, 25 Set. 1977; ALVES, Lourenço, Arquitectura Religiosa do alto Minho, Viana do Castelo, 1987.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Restauro urgente da talha dos retábulos.

Observações

A capela tem o orago do Espírito Santo. O portal axial foi aberto na espessura da caixa murária que, pela estereometria da pedra, parece ter sido um pouco engrossada na zona quadrangular que o envolve, a qual coincide sensivelmente com os 4 modilhões que encimam o pórtico e que serviam de apoio a um alpendre. A serpente, que surge entre 2 caras num capitel, é um dos animais mais frequentemente representados no nosso românico.

Autor e Data

Paula Noé 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login