Pelourinho de Vila Nogueira de Azeitão

IPA.00003436
Portugal, Setúbal, Setúbal, União das freguesias de Azeitão (São Lourenço e São Simão)
 
Arquitectura político-administrativa e judicial, setecentista. Pelourinho de pinha piramidal embolada, com soco quadrangular de quatro degraus, colunas toscana e capitel simples, encimado por pequeno pináculo e esfera armilar. No capitel, ferros de sujeição, com remates zoomórficos. Possui ferros de sujeição e argola. A pinha é de pequenas dimensões, comparando com os que seguem a mesma tipologia.
Número IPA Antigo: PT031512040011
 
Registo visualizado 357 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição de ordem militar  Tipo pinha

Descrição

Estrutura em cantaria de calcário, composta por soco quadrangular de quatro degraus, onde assenta a coluna de base redonda, fuste cilíndrico diminuindo de espessura para a parte terminal, com capitel toscano, encimado por remate esférico, sobrepujado pela esfera armilar em ferro muito deteriorada. Tem uma argola e dois ferros de sujeição encaixados lateralmente.

Acessos

Praça da República em Vila Nogueira de Azeitão. WGS84 (graus decimais) lat.: 38,518672; long.: -9,013756

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933 / ZEP, Portaria, DG, 2.ª série, n.º 215 de 11 setembro 1954

Enquadramento

Urbano, isolado, implantação harmónica. Ao centro de um arranjo com calçada, numa praça ampla definida pelo Palácio dos Duques de Aveiro, por um conjunto de edifícios bastante degradados e por estrada com forte intensidade de tráfego. No topo do fuste da coluna uma inscrição: "Fidelissima Regina D. Maria I Imperante Senatus erexit anno 1786".

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1380 - concessão de privilégios por D. Fernando; 1390 - confirmação dos privilégios por D. João II; 1786 - construção do pelourinho, segundo inscrição no mesmo; 1955 - não eram conhecidos elementos do pelourinho (Bonifácio, 1955), desconhecendo-se a data de reconstrução.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de calcário da Serra da Arrábida

Bibliografia

BONIFÁCIO, Luís, Pelourinhos do Distrito de Setúbal, in A Província, Montijo, 12.05.1955; GEPB, vol. 3, Lisboa, s.d.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Nada a assinalar.

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login