Calçadinha Romana do Torrão

IPA.00003423
Portugal, Setúbal, Alcácer do Sal, Torrão
 
Via romana.
Número IPA Antigo: PT041501040019
 
Registo visualizado 575 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Via  Via romana  

Descrição

Via aberta em base nivelada, sobre terra batida coberta por camada de pedra talhada com inclinação para escoamento de águas; desenvolve-se em percurso quase rectilíneo delimitada por seixos grandes, colocados em paralelo ao longo da calçada; a parte central é constituída por fiadas de pedras achatadas de diferentes calibres *, com pequenos seixos, cascalho e terra no meio das pedras maiores. A largura é formada pelo valor mínimo estandardizado para via romana de 2,40 m.

Acessos

EN. 5 - 2, entre Alcácer do Sal e o Torrão, a 1 km do Torrão, com início e fim na referida estrada, na Herdade da Quinta de Cima.

Protecção

Enquadramento

Rural, isolado, num pequeno morro, atravessando um olival, descendo para o rio Xarrama, não o atingindo, chegando perto de uma ponte romana.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: via romana

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Época Construção

Séc. 01

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 01 - construção.

Dados Técnicos

Estrutura autónoma

Materiais

Pedra granítica da região

Bibliografia

VASCONCELOS, J. Leite de, Regiões da Lusitânea, Lisboa, 1897; IDEM, Excursão Arqueológica ao Sul de Portugal, Arqueólogo Português, Vol. 4, Lisboa, 1898; IDEM, De Terra em Terra, Vol. 2, Lisboa, 1904; Dicionario Histórico Chorologico Geographico, Bibliografico, Heraldico, Numismático e Artístico, Vol. 5, Lisboa, 1911; Guia de Portugal, Vol. 2, Lisboa, 1927; SAA, Mário, As Grandes Vias da Lusitânea, Livros 4, 6 e 14, Lisboa, 1963 - 1967; FARIA, J. C. Lázaro e FERREIRA, M. A., 1986; ALARCÃO, J, Lisboa, 1988; FERREIRA, Carlos Jorge et. alt., Património Arqueológico do Distrito de Setúbal. Subsídios para uma carta arqueológica, Setúbal, 1993.

Documentação Gráfica

DGEMN - DSID; CMP - 1 : 25 000; Folha 487; X -191. 2; y -148 3; CCP 1 : 50 000; Folha 39 D

Documentação Fotográfica

DGEMN - DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

* Dimensões várias das pedras: 28 / 38 / 17 / 22 / 12 / 6 cm. A calçada está sinalizada com placas indicativas de monumento.

Autor e Data

Albertina Belo 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login