Império do Espírito Santo da Rua Nova

IPA.00033784
Portugal, Ilha Terceira (Açores), Angra do Heroísmo, Angra (Nossa Senhora da Conceição)
 
Arquitetura religiosa, setecentista. Império de planta retangular, interiormente de espaço único, tendo adossado posteriormente a despensa. Apresenta as fachadas marcadas por embasamento e estruturadas e seccionadas por três eixos de vãos, a principal terminada em frontão recortado, sobreposto por coroa do Espírito Santo, e com os vãos correspondendo a porta entre janelas, estas com panos de peito decorados com almofadas retangulares, sendo os elementos estruturais e decorativos sublinhados por policromia azul, de sabor popular.
Número IPA Antigo: PT071901040083
 
Registo visualizado 1534 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Império    

Descrição

Império de planta retangular simples e casa da Irmandade também retangular, disposta perpendicularmente, com volumes escalonados e coberturas diferenciadas em telhados de duas águas, as da casa da Irmandade rematadas em beirada simples. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, com faixa ou embasamento a preto e cunhais, frisos, cornijas, molduras dos vãos e elementos decorativos pintados de azul claro. IMPÉRIO com fachadas marcadas por embasamento, a principal virada a SE., e terminada em frontão recortado, com friso inferior e rematado por aletas, sobreposto por plinto sustentando coroa do Espírito Santo e tendo no alinhamento dos cunhais pináculos sobre acrotério; o tímpano é decorado por motivo vegetalista curvo, sublinhado por friso preto, envolvendo cartela inscrita. É rasgada por três vãos em arco deprimido, o central mais largo, assentes em pilares, os exteriores dispostos nos cunhais, pintados de azul e com chanfro branco, sobre dupla ordem de plintos, os inferiores mais altos e ritmando o embasamento, correspondendo a porta entre duas janelas de peitoril, com bandeira e pano de peito ornado por almofada retangular, de ângulos curvos, pintada de branco e azul. Sobre os vãos corre friso côncavo largo, pintado de branco. Fachadas laterais semelhantes, terminadas em platibanda plena, definida por cornijas, pintadas de azul, e estruturadas e rasgadas por três janelas de peitoril iguais às da frontaria, em arco deprimido, sobre pilares com chanfro, tendo panos de peito ornados por almofadas retangulares, de ângulos curvos; também sobre os vãos corre friso côncavo largo, pintado de branco. DESPENSA com fachada principal virada a NE., de dois pisos, com cunhais pintados de azul e rasgada por dois eixos de vãos retilíneos, de molduras pintadas de azul e recortadas superiormente, correspondendo a janelas de peitoril.

Acessos

Angra (Nossa Senhora da Conceição), Rua Nova; Rua Conselheiro Nicolau Anastácio Bettencourt

Protecção

Incluído na Zona Central da Cidade de Angra do Heroismo (v. IPA.00010623)

Enquadramento

Urbano, adossado posteriormente ao edifício da despensa, disposto de gaveto num dos quarteirões do centro histórico, adaptado ao declive do terreno e formando frente de rua, com passeio separador. Nas imediações, ergue-se o Quartel de Bombeiros.

Descrição Complementar

No tímpano surge cartela retangular com a inscrição "1799".

Utilização Inicial

Religiosa: império do Divino Espírito Santo

Utilização Actual

Religiosa: império do Divino Espírito Santo

Propriedade

Privada: Irmandade

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1667 - já nesta data existem referências à realização das festas do Espírito Santo na Rua Nova, certamente numa estrutura de materiais perecíveis; as festas revestiam-se de grande pompa, que contava com a presença da banda militar do Castelo; 1799 - data inscrita no tímpano assinalando a construção do Império, em substituição do antigo em materiais perecíveis; posteriormente procede-se à construção da despensa adossada; 1891, 16 dezembro - data do alvará com os Estatutos do Império.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura rebocada e pintada; portas e caixilharia de madeira; vidros simples; cobertura de telha.

Bibliografia

CAMPOS, João dos Santos de Sousa - Para uma explicação da arquitectura dos Impérios do Espírito Santo. Porto: s.n., 2002. Dissertação de Mestrado em Relações Internacionais, apresentada à Universidade Aberta, texto policopiado; MERELIM, Pedro de - As 18 Paróquias de Angra. Sumário Histórico. Angra do Heroísmo: tipografia Minerva Comercial, 1974.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Paula Noé 2012

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login