Moinho de Vento do Gó

IPA.00033602
Portugal, Ilha do Corvo (Açores), Corvo, Corvo
 
Moinho de vento, construído no séc. 19 ou 20, integrado na tipologia dos moinhos fixos, de pedra, de planta circular, composto por soco e corpo ou torre troncocónica atarracada, cobertos por cúpula cónica, baixa e de madeira, giratória por tração do mastro. Insere-se num grupo de três moinhos de vento, tipologicamente afins, subsistentes dos cerca de sete que existiam na ilha.
Número IPA Antigo: PT072001010007
 
Registo visualizado 617 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Extração, produção e transformação  Moagem    

Descrição

Planta circular, simples com cobertura cónica, em madeira, coroada por catavento, em forma de ave. É composto por soco circular e o corpo do moinho ou a torre, troncocónica, ambos em alvenaria de pedra, rebocada e pintada de branco. A fachada principal surge virada a norte, rasgada, em plano elevado, ao nível do corpo do moinho, por porta de verga reta, precedida por escada de dois lanços convergentes, adossada ao soco. Possui cobertura cónica giratória, de madeira, emergindo do tejadilho o mastro, comprido e aguçado na ponta, com pequena inclinação, com varas de suporte do velame, constituído por oito varais cruzados, com guias e travadeiras, para velas de pano, de formato triangular, sem grade. Não possui rabo.

Acessos

Corvo, Ponta Negra; Caminho dos Moinhos. WGS84 (graus decimais) lat.: 39,670274502, long.: - 31,114535597

Protecção

Categoria: BIM - Bem de Interesse Municipal, Decreto Legislativo Regional n.º 43/2008/A, DR, 1.ª série, n.º 195, artigo 58.º, n.º 7 de 08 outubro 2008

Enquadramento

Urbano, isolado, implantado no extremo sul da ilha e da pista do aeródromo, nas imediações da costa, delimitada por guarda de madeira. Ergue-se adaptado ao declive do terreno, sobre plataforma circular, mais larga que o moinho, acedida por escadas e circundada por faixa pavimentada de pedra. Nas imediações, erguem-se o Moinho de Vento do Agostinho (v. IPA.00035972), o Moinho de Vento do Ti Fernando (v. IPA.00035971) e o Farol da Ponta Negra (v. IPA.00015925).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Extração, produção e transformação: moagem

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Séc. 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 19 / 20 - época provável da construção do moinho; 1996, 03 outubro - classificação do Moinho de Fernando Rocha Pimentel como de Imóvel de Interesse Público, Resolução do Presidente do Governo Regional n.º 234/1996, JORAA, 1.ª série, n.º 40; séc. 21, início - cedência do moinho, pelo proprietário e pelo prazo de cinco anos, à Câmara Municipal do Corvo, visando a sua recuperação e posterior usufruto pelo público.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em alvenaria de pedra rebocada e pintada; porta, cobertura e mastro de madeira.

Bibliografia

LOBÃO, Carlos, RAMIRES, António - Na Rota das Ilhas. Moinhos de Vento dos Açores. Horta: Clube de Filatelia O Ilhéu, 2007; OLIVEIRA, Ernesto Veiga de, GALHANO, Fernando, PEREIRA, Benjamim - Moinhos de Vento Açores e Porto Santo. Lisboa: Centro de Estudos de Etnologia Peninsular, 1965; «Moinhos de vento do Corvo foram recuperados». In Açoriano Oriental. 07 setembro 2013 (http://www.acorianooriental.pt/noticia/moinhos-de-vento-do-corvo-foram-recuperados), [consultado 25 maio 2018].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGPC: SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

CMCorvo: 2012 - recuperação de um primeiro dos três moinhos de vento, na qual o Município do Corvo investe 38 mil euros; 2013, setembro - conclusão das obras de reparação dos restantes dois moinhos do Corvo, executada por um mestre da ilha de São Miguel e que custou 75 mil euros *1.

Observações

*1 - As peças dos moinhos foram reconstruídas na ilha de São Miguel, por um mestre local, tendo sido depois colocadas nos mesmos por dois técnicos, durante um mês. O projeto de recuperação foi candidatado ao programa ProRural para obter financiamento europeu.

Autor e Data

José A. Gavinha 2012

Actualização

Ruben J.C. Furtado (Contribuinte externo) 2014 / Ruben J.C. Furtado (Contribuinte externo) 2015
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login