Ermida de Nossa Senhora da Conceição

IPA.00003354
Portugal, Santarém, Tomar, União das freguesias de Tomar (São João Baptista) e Santa Maria dos Olivais
 
Capela maneirista. De salientar a coerência estilística no interior, revelando a apropriação de uma simbologia funerária.
Número IPA Antigo: PT031418120005
 
Registo visualizado 1648 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta por 3 naves, transepto ligeiramente saliente e capela-mor prismática mais estreita. Coberturas diferenciadas em telhados de 2 águas nas naves, transepto rematado ao centro por cúpula, apresentando no fecho um pináculo e capela-mor por terraço, em cujo ângulo um cupulim coroa a escada de acesso; cúpula e terraço rematados por platibanda vazada com acrotérios nos cunhais, encimados por pináculos. Na platibanda que coroa a cobertura da capela-mor insere-se uma pequena sineira em arco de volta perfeita. Fachadas em cantaria, percorridas por embasamento, flanqueadas por cunhais apilastrados e remates em friso e cornija. Fachada principal de um pano, rasgada por portal rectangular encimada por entablamento, ladeado por dois janelões de igual perfil, rematada por frontão triangular delimitado por friso, aberto no tímpano por óculo semi-circular, fechando no vértice por cruz latina em pedra sobre plinto; o transepto é assinalado por frontões triangulares nos alçados N. e S. iguais ao da fachada principal; no alçado S. rasga-se uma porta de moldura rectangular, encimada por uma das janelas da nave. Todas as janelas têm vãos rectangulares, algumas com enxalço perspectivado e encimadas por frontão triangular com denticulado verticular; frontões e prapeitos assentam em mísulas em forma de volutas. INTERIOR: 3 naves separadas por 2 renques de 3 colunas coríntias, encimadas por entablamento, sobre a qual assentam as abóbadas de berço, pilastras de ordem igual adossadas à caixa murária; 3 tramos separados por arcos torais; transepto inscrito, assinalado pelo entablamento e berços transversais, coroado na zona do cruzeiro por abóbada em barrete de clérigo; cúpula em caixotões decorados com rosetas apresentando nos ângulos mascarões; capela-mor com ábside em nicho semi-cilíndrico, rematado por concha em quarto de esfera, antecedida por um tramo abobadado, para a qual abrem 2 pequenas capelas. Pavimento com algumas pedras sigladas (1).

Acessos

Avenida Dr. Victor Guimarães

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG, 1.ª série, n.º 136 de 23 junho 1910 / ZEP / Zona "non aedificandi", Portaria, DG, 2.ª série, n.º 48 de 28 fevereiro 1947

Enquadramento

Urbano. Situada numa elevação sobranceira à parte O. da cidade de Tomar, a meio de uma plataforma delimitada por muro baixo formando um adro pavimentado com lajes, abaixo do morro onde se implanta o Castelo de Tomar (v. PT031418120006) e o Convento de Cristo (v. PT031418120002).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: ermida

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTOS: João de Castilho, Diogo de Torralva e Terzi

Cronologia

1535, c. de - início da construção durante o priorado de Frei António de Lisboa; 1573, c. de - conclusão da obra durante o priorado de Frei Basílio; 1711 - Fr. Agostinho de Santa Maria faz referência à Ermida de Nossa Senhora da Conceição, no "Santuário Mariano(...)", *2; 1848 - data incisa numa lápide comemorativa referente a restauros efectuados na igreja; 1946 - foi elaborado o processo para definição da Zona Especial de Pretecção, publicada em 1947; 1992, 01 junho - o imóvel é afeto ao Instituto Português do Património Arquitetónico, pelo Decreto-lei 106F/92, DR, 1.ª série A, n.º 126; 2001, 13 de Fevereiro - publicação no DR III Série, nº 37, do concurso público nº 306/IPPAR-L/E/2000, para adjudicação da empreitada «Convento de Cristo, Ermida da Imaculada Conceição - Obras de restauro e conservação».

Dados Técnicos

Paredes autoportantes / Estrutura autónoma

Materiais

Cantaria e alvenaria na estrutura; tijolo na balaustrada de remate exterior; telha na cobertura; vidro; madeira

Bibliografia

KUBLER, George, SORIA, M., Art and Architecture in Spain and Portugal - 1500 to 1800, Harmondswarth, 1959; MOREIRA, Rafael, A Ermida de Nª Sª da Conceição, mausoléu de D. João III, Boletim Cultural e Informativo da CMT, nº 1, Tomar, 1981; COELHO, Maria da Conceição Pires, A Igreja da Conceição e o Claustro de D. João III do Convento de Cristo em Tomar, Santarém, 1987.: BORGES, Inês da Conceição do Carmo, A Igreja de Nossa Senhora da Conceição em Tomar, Texto policopiado , (Seminário : "Arquitectura e Renascimento") Mestrado em História da Arte da FLUC, Coimbra, 2006.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; IPPAR

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; IPPAR

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID; IPPAR

Intervenção Realizada

DGEMN: 1933 / 1934 - Refechamento das juntas das cantarias e consolidação do fecho da abóbada central; reconstrução do ripado, armação e telhado "com telha vidrada, gateado e cravado a cal"; guarnecimento das paredes exteriores do varandim, "alegrando" as juntas do pavimento do terraço e refechando-as com argamassa hidráulica; implantação de estiradores de ferro escondidos nos extremos da abóbada; construção da porta lateral e concerto da porta principal; 1943 - substituição de vidros de janelas e frestas; 1965 / 1966 - Construção de muros de suporte delimitadores do adro da Ermida e escadarias; cortina com capeamento de cantaria sobre os muros que sustentam as terras do adro, dos lados N., S. e O; muros de vedação a E; Limpeza e reparação dos paramentos e escada de acesso na dependência sob a capela-mor; desentulhamento do vão de porta e frestas na parede abaixo da ousia e assentamento de porta e caixilhos; Pavimentação com lajes em redor da capela; enchimento e regularização da depressão do lado N. com as terras de desentulhamento das caixas para o pavimento; 1967 - iluminação exterior da Igreja de Nossa Senhora da Conceição; 1970 - Reconstrução do muro de suporte; revisão das coberturas; construção de portas interiores; pintura das portas exteriores; soalho no piso inferior à capela-mor; 1979 - Colocação de uma porta lateral nova e pintura da principal; limpeza das juntas das cantarias e do telhado; IPPAR: 2002 - Obras gerais de restauro e conservação: estudo das patologias da pedra, restauro total das coberturas com reconstrução do sistema de denagem, refechamento de juntas, reparação de cantarias, limpeza e restauro da pedra no interior e no exterior, reparação e substituição de caixilharias, montagem de sistema electroestático de dissuasão de pouso de pombos, reposição e restauro de rebocos, consolidação de elementos decorativos pelo interior e pelo exterior, iluminação monumental interior, sinalética interior, melhoramento dos sistemas de drenagens periféricas, arranjos exteriores, com revisão do actual e articulação com o miradouro, restauro integral da imagem de Nossa Senhora da Conceição

Observações

*1: As lastras terão pertencido à capela de Santa Catarina, outrora existente no Castelo. *2: "Em outro semelhante monte, & também de excellente vista, se vê hum magnifico Templo de três naves, dedicado ao mystério da Conceição imaculada de Maria Santissima, todo de enxelheria, & cuja obra, em tudo grande, & perfeyta. Em sua capella mor se vê collocada huma devotíssima Imagem desta senhora, com quem toda a villa de Tomar tem grande devoção. São os padroeyros deste Santuário da Senhora, os religiosos da mesma Ordem de Christo, & aquelle Convento, & cabeça desta Militar Ordem, & assim vem a ser esta Casa da Senhora filiação do Convento, & ele he o que contribue com todas as despesas necessárias para a fabrica, & mais despesas que se fazem no culto Divino, & serviço da Senhora. He esta Casa muyto frequentada dos moradores de Thomar, que com muita devoçam buscão a esta soberana Senhora; & quando a sua fermosura não attrahisse a si os coraçoens de todos, o alegra de seu sitio, & deliciosa vista que delle se descobre, & a magnificiencia do seu Templo bastavão para convidar os meyos devotos, que os que são devotos inteyros, ou verdadeyramente devotos, só a formosura daquella grande a Senhora basta para os conduzir, & levar àquele seu Santuário, & à sua soberana presença." (Conforme BORGES, Inês). Horário de visitas: 11:00 - 12:00.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1990

Actualização

Cecília Matias 2006
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login