Chafariz da Estrada da Foz

IPA.00003327
Portugal, Leiria, Caldas da Rainha, União das freguesias de Caldas da Rainha - Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório
 
Chafariz barroco, de espaldar, de planta retangular, corpo único. Tratamento estrutural e elementos ornamentais de características barrocas. A estrela em que se insere a bica representava emblematicamente uma das 7 plêiades da constelação do Touro, as filhas de Apolo da Mitologia; as outras 6 plêiades estavam representadas por 5 estrelas nas bicas do Chafariz das 5 Bicas, uma estrêla na bica do Chafariz da Rua Nova.
Número IPA Antigo: PT031006030005
 
Registo visualizado 465 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Hidráulica de elevação, extração e distribuição  Chafariz / Fonte  Chafariz / Fonte  Tipo espaldar

Descrição

Planta retangular. Corpo único rectangular, encimado por frontão triangular vazado, com duas quebras laterais; pequenas volutas com lacrimal rematam lateralmente o corpo central; neste rasga-se a bica, a meio de uma estrêla, soprepujada por fita esvoaçante com inscrição em latim, significando, "Esta é a primeira pleiade" e a data de 1749 gravada por cima; toda a composição é enquadrada por moldura em relevo de vértices truncados, com quatro rosetões nos cantos. Do tanque resta apenas a base.

Acessos

Rua Dr. Vitorino Fróis

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 28/82, DR, 1.ª série, n.º 47 de 26 fevereiro 1982

Enquadramento

Urbano. Isolado, com muro envolvente definindo um pequeno adro semi-circular, rodeado por bancos corridos; por trás um prédio de vários andares.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Hidráulica: chafariz

Utilização Actual

Hidráulica: chafariz

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1748, 01 setembro - início do plano de abastecimento de água à povoação; 1749 - data de construção, de acordo com inscrição, com água captada no Vale da Delgada; em conjunto com a Fonte das Cinco Bicas e a Fonte da Rua Nova; estava inicialmente no Largo da Copa; 1751, 31 janeiro - termina o plano de abastecimento de água à povoação.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Cantaria e bronze (bica).

Bibliografia

CARVALHO, Augusto da Silva, Memórias das Caldas da Raínha, Lisboa, 1932; COUTO, Matilde Tomás do, Os Chafarizes das Caldas, in Notícias das Caldas; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal, vol. V, Lisboa, 1955.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login