Ermida de São João Baptista

IPA.00003311
Portugal, Leiria, Alcobaça, Aljubarrota
 
Capela maneirista de planta retangular composta de nave única e capela-mor, interiormente com coberturas de madeira e abobadada respetivamente.
Número IPA Antigo: PT031001130031
 
Registo visualizado 368 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta por nave única e cabeceira, corpo da sacristia saliente adossado a E.; volumes articulados na horizontalidade; cobertura diferenciada em telhado de 2 águas sobre a nave, de aba corrida sobre a sacristia e domo sobre a capela-mor. Pequeno adro delimita a largura do frontispício orientado a S., de pano único, com cunhais de cantaria caiados, em empena triangular, rematado por cruz em pedra, no qual se abre óculo oval; pórtico de moldura recta e tímpano triangular contendo pequena cartela com a data da construção do templo incisa. Sobre a capela-mor, em empena angular, assenta a cúpula sobrepujada por um cruzeiro e ladeada por pináculos. Fachada E.: corpo da nave com cornija saliente, rasgado por pequena fresta; contraforte onde se abre porta de acesso à sacristia a este adossada; saliência do corpo da capela-mor, mais alto, chanfrado num dos cantos, aberto por olho de boi; gárgulas sob a cornija saliente onde assentam 2 pináculos. Fachada N. de cabeceira chanfrada nos cantos superiores, gárgulas; pináculos; contrafortes de esbarro. Fachada O.: ressalto do corpo da nave central aberto por pequena fresta; corpo da capela-mor com gárgulas e pináculos. INTERIOR: arco triunfal de volta perfeita assente em pilares rectangulares; capela-mor de pavimento lajeado e abóbada de vela; nicho do altar em forma de vieira, motivo que se repete entre os pés-direitos dos arcos; porta recta de comunicação com a sacristia. Nave de pavimento lajeado disposto em isódomo; cobertura de madeira em três planos; coro-alto a toda a largura da nave, sustentado por 2 colunas, a que se tem acesso por escada de 2 lances. Iluminação feita através de 2 frestas e óculo (nave) e óculo na capela-mor.

Acessos

Lugar de Olheiros; Largo de São João

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 740-CQ/2012, DR, 2.ª série, n.º 248 de 24 dezembro 2012 *1

Enquadramento

Rural, isolado, implatação destacada. Ergue-se no extremo da freguesia entre uma estrada de terra batida e uma pequena vertente arborizada, tendo nas imediações algumas construções.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Leiria - Fátima)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1583 / 1605 - enquanto D. Pedro de Castilho foi bispo de Leiria, houveram desavenças com a confraria de São João Baptista, por o provedor da comarca não pagar a anata; 1606 - construção do templo; 1838 - obras de restauro; 1998 - Elaborado o projecto de arranjos exteriores e drenagem de águas pluviais no adro, pela Direcção Regional de Monumentos de Lisboa; 1997, 14 março - proposta de classificação da CMAlcobaça; 1998, 18 maio - Despacho de abertura do processo de classificação; 2004, 26 novembro - proposta da DRLisboa para a classificação como Imóvel de Interesse Público; 2011, 23 novembro - proposta da DRCLVTejo de classificação como Monumento de Interesse Público; parecer favorável do Conselho Nacional de Cultura; 2012, 16 março - publicação do projeto de decisão relativo à classificação do edifício como Monumento de Interesse Público, Anúncio n.º 5879/2012, DR, 2.ª série, n.º 55, com a designação oficial de Capela de São João Batista, incluindo o atual adro e o talude de assentamento; 25 setembro - publicação do projeto de decisão de fixação da Zona Especial de Proteção da capela, adro e talude de assentamento, em DR, 2.º série, n.º 186, anúncio n.º 13459/2012.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Pavimentos em aparelho isódomo; estruturas de alvenaria e cantaria; cobertura em telhado e domo; revestimento a cal.

Bibliografia

O Couseiro - Memórias do Bispado de Leiria, clérigo anónimo, s.d.; SANTOS, Ana Maria Olivença Trindade dos, RODRIGUES, José Casimiro - VI Centenário da Batalha de Aljubarrota. Aljubarrota: 1985; SEQUEIRA, Gustavo de Matos - Inventário Artístico de Portugal. Lisboa: 1955, vol. V.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DRML

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMA: DGPU

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DRML

Intervenção Realizada

Séc. 20, 2ª metade - tentativa de consolidação: colocação de uma viga na nave e de cimento nas frestas da parede e óculo da capela-mor; DGEMN: 1998 - consolidação do arco triunfal e dintel do vão da sacristia; 2004 - recuperação dos muros de suporte da capela e beneficiação do espaço exterior envolvente; 2005 - recuperação de fachadas e coberturas; JFA: 2006 - intervenção geral em todo o interior: picagem de paredes da nave, capela-mor e sacristia; substituição das escadas de acesso ao coro alto e da balaustrada.

Observações

*1 - DOF: Incluindo o atual adro e o talude de assentamento. *2 - " O Couseiro " faz referência às imagens pintadas de São Zacarias, Santa Isabel e 2 anjos, bem como o baptismo de Cristo num retábulo de pedra dourado (actualmente inexistente). Em 1955 a porta do frontespício não tinha tímpano. Nº CMA: 15002

Autor e Data

Lurdes Perdigão 1996

Actualização

2010
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login