O Casulo / Casa do pintor José Malhoa / Centro Cultural de Figueiró dos Vinhos

IPA.00003308
Portugal, Leiria, Figueiró dos Vinhos, União das freguesias de Figueiró dos Vinhos e Bairradas
 
Palacete romântico de volumes irregulares, empenas agudas e esguias águas furtadas. As fachadas da casa, de volumes diferenciados, são revestidas a tijolo, contrastando vivamente com a marcação dos cunhais, em blocos rusticados. Esta situação repete-se em alguns dos vãos, havendo a assinalar, ainda, os frisos de azulejos de Rafael Bordalo Pinheiro presentes nos remates das molduras de algumas das janelas. Na fachada posterior um jardim e zona de recreio com um tabuleiro de Damas e/ou Xadrez de grandes dimensões.
Número IPA Antigo: PT021008040004
 
Registo visualizado 553 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Palacete  

Descrição

Planta composta por 2 corpos rectangulares, em "T", correspondendo o braço orientado a N. S. ao primitivo atelier do pintor, de um piso e sótão apenas, e o braço orientado a E. O. ao acrescento posterior para adaptação a habitação, este com uma cave, 2 pisos e um sótão. Do lado E. abre-se uma varanda alpendrada, a N. uma varanda fechada. Volumes articulados com coberturas diferenciadas: os corpos de empenas agudas (S. e O.) são rematados por telhados de 2 águas, o torreão na junção dos dois braços, dentro do qual está a escada de acesso ao sótão, é rematado por telhado de 4 águas, o alpendre e varanda fechada por telhados de 2 águas, o corpo central por telhado de 4 águas rasgado por águas-furtadas a N. e a E. A porta principal rasga-se na frontaria S., no topo do corpo mais baixo. As paredes rebocadas imitam o lavrado e a cor do tijolo; cunhais e molduras das janelas recortam-se em blocos de pedra rusticada; nas vergas e cornijas destacam-se frisos de azulejos de Rafael Bordalo Pinheiro. INTERIOR: destaque para a sala da habitação, aberta para o alpendre, forrada a couro lavrado, a lareira e o tecto de madeira, com pequenos painéis pintados com motivos florais.

Acessos

Avenida José Malhoa. WGS84: 39º54'13.78''N. / 8º16'24.85''O.

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Decreto n.º 28/82, DR, 1.ª série, n.º 47 de 26 fevereiro 1982 *1

Enquadramento

Urbano. Junto à casa de Mestre Simões de Almeida (v. PT021008040024), na periferia da vila oitocentista. Toda a propriedade se encontra delimitada por muro, formando do lado da fachada principal um pequeno largo em cota superior à propriedade, formado por vários muros de sustentação de terras e onde se encontra um plinto suportando o busto do artista e uma fonte em cantaria, de espaldar recto e tanque. No muro da propriedade duas placas comemorativas da morte do pintor (*1). Do lado oposto da avenida erguem-se os edifícios do Tribunal de Comarca de Figueiró dos Vinhos (v. PT021008040018) e a Casa da Criança (v. PT021008040026). No prolongamento da avenida, destaque para a Casa do Povo (v. PT021008040027), a antiga Escola Secundária Municipal de Figueiró dos Vinhos (v. PT021008040019) e a Escola Primária (v. PT021008040028), entre outras construções de cariz educativo, nomeadamente um Polo do IPL - Centro de Formação para Cursos de Especialização Tecnológica.

Descrição Complementar

A Fachada posterior volta-se para zona ajardinada, onde se encontra um caramanchão e um tanque de gosto romântico. No limite da propriedade, fronteira com a da Casa de Simões de Almeida, foi construído um pavilhão de planta quadrangular sobre supedâneo, em alvenaria, com cobertura homogénea em telhado de quatro águas assente na parede posterior e em dois pilares no lado voltado ao jardim, e cujo acesso ao interior se faz por 8 degraus com guarda em ferro que se prolonga para os lados, apresentando pavimento em tijoleira; fronteiro a esta estrutura com função de tribuna, encontra-se desenhado no pavimento, em pequenos paralelepípedos, um tabuleiro do jogo de Damas ou Xadrez, integrado numa base elíptica, que liga ao palanque por corredor em calçada e tendo no lado oposto outros três corredores no mesmo material.

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Cultural e recreativa: edifício multiusos

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Ernesto Reynaud (1898). MARCENEIRO: Manuel Granada (1898). PEDREIRO: Júlio Soares Pinto (1898). PINTOR DE AZULEJOS: Rafael Bordalo Pinheiro.

Cronologia

1895 - construção da casa de Malhoa, contemplando um atelier; 1898 - ampliação do mesmo, pela junção de um corpo transversal, projectada pelo Arquitecto Ernesto Reynaud; Júlio Soares Pinto é o pedreiro, Manuel Granada o marceneiro; 1933 - morte de Malhoa; a casa entra na posse da Sociedade Nacional de Belas Artes que a vende em hasta pública; 1985 - sede do Centro Cultural de Figueiró dos Vinhos; 2008 - Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos adquiriu em hasta pública a casa onde viveu e morreu o pintor Mestre Malhoa; o imóvel havia sido propriedade da Câmara Municipal, mas esta, por protocolo, passou a sua posse para o Centro Cultural, voltando a adquirir o imóvel.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Fundações em granito; alvenaria rebocada imitando tijolo e pedra; cantaria; azulejos e telha cerâmica.

Bibliografia

Album de Turismo, Comissão de Iniciativa de Turismo de Figueiró dos Vinhos, Lisboa, 1934.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: séc. 20 - ao primitivo projecto de Reynaud foram introduzidas algumas alterações: na cobertura do atelier foram destruídos 2 telhados transversais sob cuja empena se abriam clarabóias; nessa altura foi criada a varanda fechada do lado N.; antes da instalação do Centro Cultural foram feitas obras de conservação, guiadas pelo respeito da traça inicial; a primitiva varanda alpendrada foi contudo substituída por balaustrada em cimento.

Observações

*1 - DOF: Casa mandada construir pelo pintor José Malhoa e conhecida por O Casulo. *1 - "Homenagem à memória do Pintor / José Malhoa no 50º aniversário / da sua morte ocorrida nesta Vila / no ano de 1933, onde se veio radicar / e mandando construir este Casulo / nele tendo habitado para perpectuar / nas telas o Figueiró dos alvor4s / do séc. XX / Figueiró dos Vinhos 26-X-1983" e "Homenagem do Município de / Figueiró dos Vinhos / ao Pintor José Malhoa na passagem / do 75º Aniversário da sua morte. / 1933 - 2008 / 26 de Outubro de 2008".

Autor e Data

Isabel Mendonça 1991 / Cecília Matias 2009

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login