Castelo Belinho

IPA.00033035
Portugal, Faro, Portimão, Portimão
 
Arquitetura residencial, Islâmica. Pelo espólio encontrado terá sido erguido não para servir de fortificação (hisn), mas como residência senhorial, fortificada, erguida em importante posição estratégica, da qual se avistava Silves, uma atalaia existente nas imediações, o acesso desde a costa à Serra de Monchique e o Castelo de Alferce. O fosso que rodeia a estrutura e que teria não função defensiva, mas meramente simbólica.
Número IPA Antigo: PT050811030052
 
Registo visualizado 229 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  Tipo torre

Descrição

Planta trapezoidal definida por vestígios de grossas muralhas em taipa, assentes no substrato rochoso calcário; a estrutura é circundada por fosso, escavado no substrato rochoso, com c. de 3m de largura por c. de 1m de profundidade.

Acessos

Morgado do Reguengo

Protecção

Em vias de classificação

Enquadramento

Rural, no topo de um cerro, sobre um primitivo povoado pré-histórico, com vistas sobre Serra de Monchique, o estuário do Rio Arade e o litoral.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 12 / 13

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 12 - Séc. 13 - construção, hipoteticamente, pelo último rei muçulmano de Silves; 2004 - 2005 - escavações arqueológicas por Mário e Rosa Varela Gomes; 2016, 03 fevereiro - Deliberação da Câmara Municipal de Portimão a determinar a abertura do procedimento de classificação como Imóvel de Interesse Municipal; 2016, 24 outubro - Informação da Direção Regional de Cultura do Algarve a concordar com a classificação municipal, por não ter valor nacional, mas sugerindo que seja como Sítio de Interesse Municipal, a qual merece o Despacho de concordância de da diretora-geral da DGPC.

Dados Técnicos

Materiais

Taipa

Bibliografia

OLIVEIRA, Luís Filipe, Uma fortificação islâmica do termo de Silves: o Castelo Belinho, 1999; GOMES, Rosa Varela, "Silves (Xelb), uma cidade do Gharb Al-Andalus: trerritório e cultura", Trabalhos de Arqueologia, 23, Lisboa, Instituto Português de Arqueologia, 2002.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Rosário Gordalina 2012

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login