Convento de Santo António dos Capuchos

IPA.00003284
Portugal, Leiria, Leiria, União das freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes
 
Convento de franciscanos capuchos, maneirista e barroco composto por igreja com galilé, nave única e coro-alto; dependências conventuais rodeando claustro do lado N. da igreja. De salientar a riqueza decorativa das pinturas murais de grotescos.
Número IPA Antigo: PT021009120006
 
Registo visualizado 509 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Convento / Mosteiro  Convento masculino  Ordem de São Francisco - Franciscanos Capuchos (Província da Arrábida)

Descrição

Convento de planta composta pela igreja, (de planta longitudinal, composta pela capela-mor e nave rectangulares, a que se adossa, a S., uma capela, também rectangular), e pelas dependências conventuais, a N., rodeando um claustro de planta quadrangular, abobadado, de um só piso, que abre para a quadra central por colunas e pilares toscanos suportando uma arquitrave. Os volumes articulados recebem coberturas diferenciadas: telhado de 3 águas sobre a igreja e dependências anexas, de 2 e 3 sobre as dependências conventuais, de 1 sobre o claustro. A fachada principal, virada a O., bastante adulterada, mostra 3 corpos separados por pilastras, outrora encimados por empena triangular, rematando hoje o corpo S. em cornija rectilínea; o corpo central, correspondente à igreja, é rasgado por uma serliana, que dá acesso a uma galilé, de abóbada rebaixada, ao fundo da qual se abre o portal com frontão de volutas interrompido; os corpos laterais são rasgados por 2 portais de acesso à capela e ao convento, com frontão contracurvado encimado por óculos ovais. INTERIOR: a nave da igreja foi dividida em 2 andares por um sobrado, suportado por grossos pilares cimentados, tendo a capela-mor sido entaipada a tijolo. São ainda visíveis as pilastras, o arco triunfal e o nicho que o encimava, bem como as pinturas murais de grotescos que forravam a parte superior das paredes da nave e a cobertura e as colunas do arco triunfal. Os azulejos que revestiam as paredes da nave foram retirados, desconhecendo-se o seu paradeiro, sendo bem visível as suas marcas.

Acessos

Bairro dos Capuchos. WGS84 (graus decimais) lat.: 39.743681; long.: -8.814015

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 28/82, DR, 1.ª série, n.º 47 de 26 fevereiro 1982 / ZEP, Portaria n.º 316/94, DR, 1.ª série-B, n.º 121 de 25 maio 1994

Enquadramento

Urbano. Sobre um morro de onde se vislumbra o lado E. do castelo de Leiria, junto ao moderno bairro dos Capuchos. A igreja é antecedida por ampla escadaria de um lanço.

Descrição Complementar

Segundo Pinho Leal a igreja tinha uma cripta onde se encontravam os ossos dos fundadores. Existiam duas lápides de mármore branco, que fariam parte de uma arca, tendo uma das lápides a inscrição: "N'ESTE CAIXÃO DO S.OR D. Pº VIEIRA / DA SILVA. E DE SVA MVLHER / A Srª. D. LEANOR DE NORO/NHA. Q. FVNDARÃO E / DOTARÃO ESTE COM / V.tº O QVAL DESPOIS / DE VIVVO. E FES / CLERIGO E FOI BPº DES/ TA CID.e.

Utilização Inicial

Religiosa: convento masculino

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Ministério da Defesa Nacional

Época Construção

Séc. 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17 - o convento é fundado por D. Pedro Vieira da Silva, que nele está sepultado com sua mulher, D. Leonor de Noronha, enquanto secretário de Estado e que viria a ser mais tarde, depois de viúvo, Bispo de Leiria; 1657 - entregue a frades arrábidos; 1770 - data gravada no corpo central da fachada, certamente correspondente ao ano de construção dos portais e ao revestimento da nave com azulejos; 1834 - convento é abandonado; 1864 - instalação do Hospital Militar; 1904, 13 junho - data do restauro e sagração da capela do lado S., segundo lápide afixada na fachada; 1985, 29 agosto - fixação da Zona Especial de Proteção do edifício, publicada em Portaria n.º 646/85, DR, 1.ª série, n.º 198, sendo retificada pela de 1994; 2016, 28 dezembro - o edifício integra a lista de 30 imóveis a concessionar pelo Estado Português a privados, para instalação de unidades hoteleiras; 2018, 26 setembro - lançamento do concurso público para a concessão do edifício ao abrigo do programa REVIVE; 2019, 13 fevereiro - publicação do Despacho conjunto das Finanças e Defesa Nacional, Gabinetes do Secretário de Estado do Tesouro e da Secretária de Estado da Defesa Nacional, a autorizar a concessão do edifício no âmbito do REVIVE para exploração de empreendimentos turísticos ou estabelecimento de alojamento local, em Despacho n.º 1597/2019, DR, 2.ª série, n.º 31/2019.

Dados Técnicos

Estruturas autónomas e autoportantes.

Materiais

Alvenaria e cantaria de pedra calcária; betão armado; madeira; telha cerâmica.

Bibliografia

COSTA, Lucília Verdelho da, Leiria, Lisboa, 1989; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal, vol V, Lisboa, 1955; ZUQUETE, Afonso, Leiria - Subsídios para a história da sua diocese, Leiria, 1943.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Séc. 19 - obras de adaptação a hospital.

Observações

1 - Ao longo da nave observam-se restos de pinturas murais e sinais de implantação de um silhar de azulejos.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login