Igreja Paroquial de Candelária / Igreja de Nossa Senhora das Candeias

IPA.00032610
Portugal, Ilha de São Miguel (Açores), Ponta Delgada, Candelária
 
Igreja paroquial oitocentista, de planta poligonal composta por nave, capela-mor, anexos adossados e torre sineira no lado direito, com coberturas interiores diferenciadas, de masseira na nave e em falsa abóbada de berço abatido na capela-mor, iluminada uniformemente por janelas rasgadas nas fachadas laterais. Fachada principal rematada em frontão contracurvo, vazado por janelão; é rasgada por portal em arco abatido. Torre sineira de dois registos, o superior com ventanas de volta perfeita e remate em cornijas e balaustradas. Tem uma estrutura semelhante à da Ermida de Nossa Senhora da Piedade, em Arrifes (v. IPA.00034725), a que terá servido de modelo, e à Igreja Paroquial de Ginetes (v. IPA.00032617). Interior com púlpito quadrangular no lado do Evangelho, com acesso por portal a partir dos anexos. Arco triunfal de volta perfeita, assente em pilastras toscanas.
Número IPA Antigo: PT072103030050
 
Registo visualizado 245 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta retangular composta por nave, capela-mor, com anexos adossados às fachadas laterais e com torre sineira no lado direito, de volumes articulados e escalonados com coberturas diferenciadas de duas e três águas. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, percorridas por altos socos de cantaria, flanqueadas por cunhais de cantaria e rematadas em cornijas do mesmo material. Fachada principal virada a SO., rematada em frontão contracurvo, volutado nos ângulos inferiores e no vértice, este com cruz latina; o tímpano tem janela de volta perfeita encimada por escudo; é interrompido por frisos verticais que prolongam as modinaturas do portal axial. Este é em arco abatido, assente em duas ordens de pilastras, assentes em altos plintos paralelepipédicos de molduras almofadadas, enquadrado por moldura retilínea. Está flanqueado por duas candeias relevadas, alusivas ao orago. Sobre os cunhais, surgem pináculos do tipo balaústre. No lado direito, a torre sineira, de dois registos definidos por frisos, o inferior com fresta retilíneas e moldura simples e o superior com ventanas de volta perfeita, assentes em impostas salientes e com pano de peito em balaustrada. A estrutura remata em platibanda balaustrada, com acrotérios nos ângulos, encimados por pináculos fusiformes. No lado esquerdo possui corpo adossado, rasgado por fresta em capialço. Na fachada lateral esquerda, dois corpos adossados, o do lado direito rematado em empena e o lado oposto com porta de verga reta na face SO.. INTERIOR com as fachadas rebocadas e pintadas de branco, percorridas por silhares de azulejo de padrão policromo, com o teto da nave de masseira, rebocado e pintado de branco e assente em cornija de madeira pintada de bege. As janelas e as portas estão encimadas por sanefas de madeira. No lado do Evangelho, o púlpito quadrangular com bacia em cantaria, assente em consola, tendo guarda de madeira torneada e acesso por porta de verga reta, sobrepujado por guarda-voz de talha em branco, de perfil curvo e com lambrequins. Confrontantes, dois nichos em arcos de volta perfeita, assentes em pilastras toscanas, contendo mísulas com imaginária. Arco triunfal de volta perfeita, assente em pilastras toscanas e com armas no fecho. Capela-mor com falsa abíobada de berço abatido, assente em cornija, com o teto pintado de azul e contendo painel central. Mesa de altar composta por tampo assente em duas colunas. Na parede testeira, retábulo-mor de talha pintada.

Acessos

Candelária, Rua da Igreja

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Peri-urbano, isolado, na periferia de uma povoação de habitação dispersa, implantado em ligeiro declive, sobre plataforma artificial, que forma um pequeno adro acedido por escadas frontais em cantaria de basalto, encimados por várias floreiras.. Abre para um amplo largo, onde se situa um Coreto, separados por uma via pública pavimentada a alcatrão. Está rodeado por terrenos de cultivo e, nas imediações, passa uma ribeira.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Angra)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 16 (conjectural) / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1535, anterior - instituição da paróquia e construção da respetiva igreja, segundo o Padre Lopes da Luz, pois antes deste ano foi doado o terreno para a edificação do templo e do passal, que ficava contíguo; é possível que surja sobre uma ermida anterior com a mesma invocação 1632 - 1690 - feitura de novos ornamentos; 1697, 11 janeiro - aprovação dos estatutos da Confraria do Santíssimo Sacramento; séc. 18 - beneficiação da igreja, com várias obras na capela-mor e sacristia; provável construção do retábulo-mor; 1713, 17 dezembro - na sequência de fortes tremores de terra, que danificam a povoação, a de Ginetes e Mosteiros, sai, pela primeira vez, em procissão, a imagem do Santo Cristo dos Milagres; 1731 - obras de douradura da capela; 1811 - reedificação autorizada pelo Bispo de Angra; esta compreendeu um novo frontispício, teto novo, torre e as sacristias; 1826 - as obras ainda não estão completas; séc. 19, finais - beneficiação da igreja, sendo reedificados o altar-mor e os altares laterais, dedicados a São Pedro, Santo Antão, Nossa Senhora do Rosário e às Almas; 1900 - pintura e douramento do altar-mor e dos altares laterais de São Pedro, Santo Antão, Nossa Senhora do Rosário e das Almas

Dados Técnicos

Sistema estrutura de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em alvenaria, rebocada e pintada; modinaturas, pináculos, cornijas, bacia do púlpito, armas, pilastras em cantaria; mobiliário de madeira; guarda do púlpito de talha em branco; retábulo-mor de talha pintada; silhares de azulejo industrial; cobertura em telha cerâmica.

Bibliografia

MENDES, Hélder Fonseca (dir.) - Igrejas paroquiais dos Açores. Angra do Heroísmo: Boletim Eclesiástico dos Açores, 2011; http://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_de_Nossa_Senhora_das_Candeias_(Candelária)[consultado em julho 2013]; [consultado em julho 2013).

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGPC: SIPA; Diocese de Angra

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO.

Autor e Data

Ana Fernandes, Bruna Valério e Paula Figueiredo 2013 (no âmbito da parceria IHRU / Diocese de Angra)

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login