Igreja Paroquial de Marrazes / Igreja de São Tiago

IPA.00003254
Portugal, Leiria, Leiria, União das freguesias de Marrazes e Barosa
 
Arquitectura religiosa, oitocentista. Igreja paroquial de nave única e capela-mor, frontespício marcado por torre sineira.
Número IPA Antigo: PT021009140026
 
Registo visualizado 313 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal composta pelos volumes da nave, capela-mor, torre sineira, sacristia e baptistério; massa disposta na horizontalidade; cobertura em telhado diferenciado de 2 águas (nave, capela-mor e baptistério), de 1 água sobre a sacristia e dependências paroquiais, a domo sobre torre sineira. Frontespício orientado a SE. com escadaria de acesso ao adro, pano delimitado por cunhais de cantaria, aberto por porta de verga em arco abatido encimada por janela de parapeito em balaustrada, com remate em frontão de lanços convergindo no tímpano em volutas pintadas e sobrepujado por cruz no vértice. Marca a fachada a torre aberta ao nível do 2º piso por 4 sineiras encimadas por 4 relógios intercalados com pináculos e com remate em coruchéu de angulos quebrados com pináculo e catavento. Fachada NE.: corpo da nave aberto por porta de frontão triangular e por 2 janelas em arco agudo; adossamento da sacristia sobre a qual se abrem 2 janelas da capela-mor; empenas rectas. Fachada NO. de pano único, em empena triangular aberta por janelo. Fachada SO. adossada a edifício contíguo, com articulação dos volumes do baptistério em empena angular, aberto por janela, e do acesso à torre sineira. INTERIOR: coro-alto de balaustrada assente em 2 colunas abre para a nave única de pavimento em mosaico e cobertura em abóbada de berço com estuques relevados e pintados em cartelas contendo São Tiago Maior AP. Ao centro rodeado de anjos e vieiras; silhar de azulejos interrompido pelas 2 capelas laterais e por baptistério com taça da pia baptismal em forma de vieira sob representação em estuque do baptismo de Cristo, azulejos de padrão variado; arco-triunfal pleno acede à capela-mor em abóbada de berço semelhante à da nave, com altar constituído por colunas pseudosalomónicas enquadrando o trono. Iluminação feita por janelas do coro-alto, nave e capela-mor.

Acessos

Rua Padre Manuel da Silva

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, implantação destacada junto à berma da estrada, num amplo adro calcetado e jardinado com coreto; na parte posterior do edifício um terreiro de feira.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Leiria - Fátima)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1811 - supressão e consequente desmembramento da vasta paróquia de Santiago do Arrabalde da Ponte; 1828 - 1829 - edificação do templo pelo fidalgo da Quinta do Amparo e pelos fregueses da nova paróquia; 1829 - pintura dos tetos; 1838 - acrescentam-se os dois altares laterais de Santo António de Leiria; 1845 - construção da torre sineira; 1852 - obras de acabamento; 1865 - acabamento do retábulo do altar-mor.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes e estrutura mista.

Materiais

Alvenaria e cantaria; mosaico; telha; estuque; azulejos; talha.

Bibliografia

SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal, vol. V., Lisboa, 1955.

Documentação Gráfica

CMLeiria: planta cartográfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Lurdes Perdigão 1998

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login