Pelourinho de Moura

IPA.00000323
Portugal, Beja, Moura, União das freguesias de Moura (Santo Agostinho e São João Baptista) e Santo Amador
 
Memória de pelourinho de bola, com soco quadrangular de cinco degraus, de feitura recente, onde se ergue coluna jónica, com ferros se sujeição com decoração zoomórfica, encimado por esfera e pináculo cónico, truncado. Utiliza material romano, na base e fuste (LIMA, 1951).
Número IPA Antigo: PT040210070002
 
Registo visualizado 111 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Comemorativo  Memória de pelourinho    

Descrição

Estrutura em cantaria de mármore, composta por soco quadrangular, em alvenaria de tijolo, com cinco degraus, onde assenta uma base tronco-piramidal com volutas nos vértices, encimada por coluna jónica, de onde evoluem ferros de sujeição terminados em elementos zoomórficos. Remate constituído por esfera encimada por cone truncado.

Acessos

Praça Sacadura Cabral

Protecção

Em estudo

Enquadramento

Urbano, isolado. Situa-se num pequeno largo arborizado, revestido a calçada, em frente ao portal lateral da Igreja de São João Baptista (v. PT040210070001).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comemorativa: memória de pelourinho

Utilização Actual

Comemorativa: memória de pelourinho

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1171, abril - concessão de foral por D. Afonso Henriques; 1217, novembro - confirmação do foral por D. Afonso II; 1295, 09 dezembro - concessão de foral por D. Dinis; 1512, 01 junho - concessão de foral por D. Manuel I; é Senhor de Moura, o Infante D. Luís; tem voto em Cortes, com assento no banco 5.º; 1575 - arranjo da praça onde se encontra a estrutura; 1607 - construção do primitivo pelourinho, colocado à esquerda da entrada da Rua das Tendas (SILVA, p. 20); 1855 - apeamento, sendo os restos empregues na ornamentação de uma parede na Praça da Verdura; 1925 - os fragmentos são retirados da parede e guardados no Museu; 1982 - reconstrução da estrutura.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Soco em alvenaria de tijolo; estrutura do pelourinho em mármore.

Bibliografia

LIMA, José Fragoso de, Aspectos da romanização no território português da Bética, in O Arqueólogo Português, nova série, vol. I, Lisboa, 1951; MALAFAIS, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; MATA, José Avelino Silva e, Anais de Moura, Moura, 1991 (manuscrito de 1855, Biblioteca Municipal de Moura).

Documentação Gráfica

BNP: E3812 P

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Nada a assinalar.

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login