Casa dos Escravos na Ilha de Gorée

IPA.00031966
Senegal, Dakar, Dakar, Dakar
 
Prisão de escravos setecentista.
Número IPA Antigo: SN910101000002
 
Registo visualizado 1310 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Prisional  Cadeia    

Descrição

Planta organizada em torno de pátio central, rectangular, composta por corpo principal rectangular, disposto em dois pisos, disposto no sentido N. - S., do qual partem duas alas, térreas, a partir dos extremos da fachada O., dispostas no sentido O.- E., e terminando cada em corpo mais elevado, quadrangular. Volumes articulados, com cobertura em telhados de duas águas no principal e uma água nos corpos de remate das alas laterais. Fachada principal a O. antecedida por escadaria monumental de dois lances, curvos.

Acessos

Rue Saint Germain

Protecção

Incluído na Ilha de Gorée (v. SN910101000001)

Enquadramento

Orla maritima, na costa E. da Ilha de Gorée (v. SN910101000001), adossado a SE. a outros imóveis; diante fica o "Musée de la Femme Henriette Bathily".

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Prisional: cadeia

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 17 / 18 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1444 - descoberta por Dinis Dias de uma pequena ilha ao largo de Cabo Verde, a que foi dado o nome de Ilha da Palma; 1445 - o primeiro europeu, o navegador português Álvaro Fernandes, desembarca na Ilha de Bezeguiche, Ilha de Gorée (SN910101000001); 1445 - 1446 - Lançarote de Freitas, almoxarife de Lagos, desembarca na Ilha de Gorée; 1536 - construção de uma primeira casa de escravos pelos portugueses; 1627 /1628 - os holandeses consideram a ilha fundamental para a protecção do comércio no Atlântico Sul, construindo dois fortes; 1776 - construção da casa de escravos pelos holandeses, que ainda existe; 1783 - segundo alguns autores, a Casa do Escravos teria sido construída apenas neste ano, pelos franceses, destinada a moradia do seu proprietário, Nicolas Pépin, irmão de Anne Pépin, uma "signaire" (descendente da união entre portugueses e mulheres de etnia Wolof e Fula, da Costa Senegalesa); os Pépin dedicavam-se ao comércio da goma-arábica, do marfim e do ouro, residindo e orientando os seus negócios no piso superior; no piso térreo residiriam os escravos que serviam na casa*2;1794 - abolição da escravatura durante a revolução francesa; 1802 - reposição da escravatura e do comércio de escravos por Napoleão; 1815 - proibição do tráfico de escravos pelo tratado de Viena; 1975 - inscrição da Ilha de Gorée no inventário dos monumentos históricos do Senegal; 1978 - inscrição da Ilha de Gorée na lista do património mundial; 1990 - restauro da Casa dos Escravos com a ajuda da UNESCO.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Rosário Gordalina 2011

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login