Palácio das Repartições / Sede do Governo Provincial do Niassa

IPA.00031710
Moçambique, Niassa, Lichinga, Lichinga
 
Repartições públicas do séc. 20.
Número IPA Antigo: MZ910803000001
 
Registo visualizado 118 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Político e administrativo central  Repartições públicas    

Descrição

Composto de dois corpos, o maior apresenta planta rectangular com cerca de 17x60 metros de implantação, possuindo o mais pequeno uma planta igualmente rectangular (11x32m), dispondo-se de forma oblíquo em relação ao corpo maior e de frente para a praça, localizando-se ambos no meio do respectivo lote. O edifício maior seria originalmente reservado aos serviços administrativos com atendimento público, enquanto o mais pequenos deveria receber os espaços solenes (gabinete do governador e dos inspectores e sala de sessões).

Acessos

Praça dos Liberados, Lichinga

Protecção

Enquadramento

Urbano, isolado, localizando-se numa das faces do Praça do Liberados, a principal da cidade de Lichinga *1, próximo da Rua Filipe Samuel Magaia. Nas proximidades ergue-se a Igreja de Lichinga, também voltada para a Praça.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Política e administrativa: repartições públicas

Utilização Actual

Política e administrativa: política e administrativa regional e local

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Carlota Quintanilha (1961 - 1966); João José Tinoco (1961 - 1966).

Cronologia

1961 - 1966 - construção do edifício segundo projecto dos arquitectos Carlota Quintanilha e João José Tinoco.

Dados Técnicos

Materiais

Blocos de betão, grelhas cerâmica de sombreamento, mosaico cerâmico, painéis em contraplacado, pavimentos exteriores em quartzite, coberturas em fibrocimento e em lajes pré-fabricadas de betão.

Bibliografia

FERNANDES, José Manuel, JANEIRO, Maria de Lurdes, VELOSO, António Matos, João José Tinoco - Arquitecturas em África, Lisboa: Livros Horizonte, 2008, pp.48-50; FERREIRA, André Ferreira, Obras Públicas em Moçambique - Inventário da produção arquitectónica executada entre 1933 e 1961, Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, 2008, p.110-116;

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO. *1 - Lichinga designou-se por Vila Cabral até à independência de Moçambique.

Autor e Data

Tiago Lourenço 2011 (projecto FCT PTDC/AURAQI/104964/2008 "Gabinetes Coloniais de Urbanização: Cultura e Prática Arquitectónica")

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login