Igreja Paroquial de Camarate / Igreja de São Tiago

IPA.00003124
Portugal, Lisboa, Loures, União das freguesias de Camarate, Unhos e Apelação
 
Arquitectura religiosa, maneirista e barroca. Igreja paroquial seiscentista conservando ainda a sua feição maneirista. Contraste entre a sobriedade exterior e a riqueza decorativa interior. A excelente conjugação de azulejos, talha e telas pintadas faz desta igreja um notável exemplo de arquitectura religiosa no limiar do barroco. Magnífico revestimento azulejar, onde conjuga 2 composições de enxaquetado com efeitos de multiplicação espacial. Interligado a este está a pintura do tecto em caixotões figurando passos da vida de São Tiago, seguindo assim uma das mais correntes decorativas maneiristas. A talha dos altares é barroca, de estilo nacional. Os estuques da capela-mor são do séc. 18 tardio e as pinturas do arco triunfal talvez mesmo do 19.
Número IPA Antigo: PT031107030021
 
Registo visualizado 1268 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, composta, de nave única e capela-mor rectangular, tendo adossada de ambos os lados torres sineiras quadrangulares e construções de apoio. Volumes articulados e coberturas diferenciadas com telhados de 2 e 1 água. Frontespício, flanqueado por torres com parastáticas, terminado em frontão triangular e rasgado por portal de verga recta encimada por frontão triangular e janela estreita. Torre da direita com cúpula bolbosa entre bolas sobre socos; a da esquerda sem remate, com pequena sineira e relógio. Nave com tecto de masseira em caixotões com composições figuradas; revestida a azulejos enxaquetados organizados em 2 níveis, 4 capelas colaterais, de arco pleno e retábulos de talha dourada, intercaladas por tribuna com balaustrada e púlpito no lado do Evangelho; coro-alto de perfil ondulado, 2 altares laterais de talha dourada, arco triunfal pintado com figuras angélicas e festões, envolvido por pinturas emolduradas a talha e tendo ao centro "Calvário". No lado do Evangelho, entre o altar colateral e o lateral, "Pietá". Capela-mor com lambril de azulejos, 2 telas colaterais e abóbada de canhão com trabalhos de estuque. Sobre banqueta de mármores embutidos, retábulo de talha dourada e trono num camarim profundo.

Acessos

Praça Primeiro de Maio, Rua de Avelino Salgado de Oliveira. WGS84 (graus decimais) lat.: 38,801378; long.: -9,129471

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 2/96, DR, 1.ª série-B, n.º 56 de 06 março 1996 *1

Enquadramento

Urbano, isolado, implantação harmónica. No centro da povoação e na confluência de várias ruas, num largo espaçoso e empedrado em xadrez, tendo ao meio cruzeiro.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Lisboa)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

ENTALHADOR: José Antunes (1696-1697). ESCULTOR: Domingos Pereira Lobo (1753). PINTORES: André Gonçalves (1714); António Machado Sapeiro (1710); Jerónimo da Costa (1696-1697); José de Sousa de Figueiredo (1703); José Sequeira Freire Preto (1696-1697); Manuel Soares (1696-1697).

Cronologia

Séc. 14 - Bispo de Lisboa, D. Agapito Colona, (entre 1371 - 1380) lança 1ª pedra numa capela; 1511 - desmembrando-se a freguesia de Sacavém, reconstruiu-se o templo; séc. 17 - nova reconstrução; 1630-1650 - pintura do tecto em caixotões; 1696-1697 - feitura do retábulo-mor por José Antunes; douramento do retábulo por Jerónimo da Costa, Manuel Soares e José Sequeira Freire Preto, os quais foram o responsáveis pela pintura de brutesco do tecto da capela-mor; séc. 18 - alguns elementos decorativos, como talha dos altares da nave, "Pietá" e Evangelistas, estuques do tecto e pinturas do arco triunfal; 1703, 19 maio - José de Sousa de Figueiredo, o Coxo, é um dos 14 pintores - douradores que se associam para a pintura da tribuna da igreja (RODRIGUES, pp. 99-100, nota 74); 1710 - pintura das telas da capela-mor por António Machado Sapeiro; 1712 - pintura das telas da capela-mor (David e os pães da Proposição e Moisés e as Tábuas da Lei) por António Machado Sapeiro (f. 1740); 1714 - pintura das telas do arco triunfal, a representar os Doutores da Igreja por André Gonçalves; 1753 - escultura dos quatro Evangelistas para a banqueta do altar-mor por Domngos Pereira Lobo; pintura de telas para a capela-mor por António Machado Sapeiro; 1761 - sepultura de Jácomo Esteves Nogueira, secretário do Santo Ofício, no chão da capela-mor.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Alvenaria rebocada e cantaria. Calcário, azulejos, talha, mármores, estuques, telas e pinturas na decoração. Cobertura de telha.

Bibliografia

AZEVEDO, Carlos de, FERRÃO, Julieta, GUSMÃO, Adriano de, Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, Lisboa, 1963; FERREIRA, Sílvia Maria Cabrita Nogueira Amaral da Silva, A Talha Barroca de Lisboa (1670-1720). Os Artistas e as Obras, Lisboa, Dissertação de Doutoramento em História da Arte apresentada à Faculdade de Letras de Lisboa, 2009, 3 vols.; Guia Laranja, Lisboa, 1985; MADEIRA, Silva, Elementos Subsidiários para a História do Concelho de Loures, Loures, 1974; MECO, José, Azulejaria Portuguesa, Lisboa, 1989; Monumentos, n.º 9 a n.º 10, n.º 16, Lisboa, DGEMN, 1998-1999 e 2002; MOURA, Carlos, O sentido do Barroco na Arte Seiscentista e do início do Séc. XVIII in História da Arte em Portugal, vol. 8, Lisboa, 1986, p. 159 - 178; RODRIGUES, Martinho Vicente - O "Santíssimo Milagre" de Santarém. Santarém: Real Irmandade do Santíssimo Milagre, 2008; SERRÃO, Vítor, O tecto da Igreja de Nossa Senhora do Loreto, comunidade dos italianos de Lisboa, in A Cripto-História de Arte, Lisboa, Livros Horizonte, 2001, pp. 149-165; SERRÃO, Vítor, História da Arte em Portugal - o Barroco, Barcarena, Editorial Presença, 2003; VAZ, Maria Máxima, Património Histórico - Artístico, Loures. Tradição e Mudança - I Centenário da Formação do Concelho 1886 - 1986, vol. 1, Loures, 1986, pp. 87 - 136.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

DGEMN: 1992 - execução de nova mesa de altar, ambão e candeeiros; 1997 - execução de novas coberturas na nave central, capela-mor e anexos Norte; 1998 - conclusão das beneficiações das coberturas; 1999 - recuperação do anexo sul (interiores); execução de rebocos, pavimentos e revestimentos, carpintaria e instalações técnicas; CMLoures / Paróquia: 2001- conservação e restauro das telas da capela-mor; 2002 - conservação e restauro das talhas de 2 altares laterais (São Miguel e Nossa Senhora da Conceição).

Observações

*1 - DOF: Igreja de Santiago, incluindo todo o seu revestimento de azulejo, talha e pinturas.

Autor e Data

Paula Noé 1991

Actualização

Ana Rosa 2002
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login