Estação Ferroviária da Trofa

IPA.00031191
Portugal, Porto, Trofa, União das freguesias de Bougado (São Martinho e Santiago)
 
Arquitectura de transportes, neoclássica. Estação ferroviária composta pelo edifício de passageiro, instalações sanitária e edifício de mercadorias.
Número IPA Antigo: PT011318030031
 
Registo visualizado 206 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Transportes  Apeadeiro / Estação  Estação ferroviária  

Descrição

Acessos

Rua Fontes Pereira de Melo

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: estação ferroviária

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1856, 28 Outubro - início da circulação de comboios em Portugal; 1857, 4 Junho - Carta de Lei que autoriza o Governo a construir os Caminhos de Ferro do Norte; 1859, 22 Dezembro - Decreto que aprova os Estatutos da Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses; 1867, 2 Julho - Lei autorizando o Governo a construir e explorar as linhas férreas do Porto a Braga e à fronteira da Galiza e do Porto ao Pinhão; 1872, 14 Junho - Decreto mandando proceder à construção do Caminho de Ferro do Porto à Galiza por Braga e Viana do Castelo, Linha do Minho, e aos estudos do Vale de Sousa por Penafiel até o Pinhão, Linha do Douro; 1872, 8 Julho - inauguração dos trabalhos de construção da Linha do Minho; 1873, 31 Maio - Decreto aprovando a emissão de obrigações para a construção do CF do Minho e Douro na importância de 2.034.000$000 réis; 1873, 8 Julho - inauguração dos trabalhos de construção da Linha do Douro; 1883, 31 Dezembro - abertura à exploração pública do troço entre Trofa e Vizela na Linha de Guimarães; 2010, 14 de Ourubro - inauguração da nova interface Ferroviária da Trofa e encerramento da antiga estação.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura rebocada e pintada de branco; cunhais, frisos, cornijas, tímpano, molduras dos vãos e outros elementos em cantaria de granito; portas e caixilharia de madeira; vidros simples; silhar de azulejos; estruturas da pala em ferro; algerozes metálicos; pavimento em linóleo; cobertura dos edifícios em telha.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO.

Autor e Data

Ana Filipe 2011

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login