Convento de São Francisco

IPA.00030670
Brasil, Pernambuco, Pernambuco, Sirinhaém
 
Arquitectura religiosa, seiscentista e setecentista. Convento franciscano composto por igreja de planta rectangular, com eixo longitudinal, apresentando nave única, uma capela lateral do lado do Evangelho e capela-mor. Convento desenvolvido do lado direito da igreja, com claustro de planta quadrangular ao redor do qual se desenvolvem a portaria, sacristia e os corpos das demais dependências conventuais. Semelhante ao convento franciscano de Ipojuca (v. BR921700790017). Possui painéis de azulejo rococó, de produção protuguesa.
Número IPA Antigo: BR921701620016
 
Registo visualizado 88 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Convento / Mosteiro  Convento masculino  Ordem de São Francisco - Franciscanos (Província de Santo António do Brasil)

Descrição

Complexo conventual composto por igreja de planta rectangular, com eixo longitudinal, apresentando nave única, uma capela lateral do lado do Evangelho e capela-mor, com convento desenvolvido do lado direito da igreja, com claustro de planta quadrangular ao redor do qual se desenvolvem a portaria, sacristia e os corpos das demais dependências conventuais. Fachadas rebocadas e pintadas de branco com os elementos estruturais em cantaria. IGREJA com fachada principal rematada por frontão triangular, seccionado em apainelados, ornado superiormente por uma sequência de elementos escalonados em degrau, confluindo na cruz no topo, sendo ladeado nas pontas por dois pináculos. Encontra-se flanqueada por cunhais apilastrados, ostentando aparelhos distintos nos dois registos em que se secciona o corpo da fachada, divididos por friso. No primeiro registo abre-se o portal composto por arco de volta perfeita assente sobre duas pilastras dóricas de fustes almofadados, tendo aduelas igualmente almofadadas, rematado por um fecho saliente, sobre o qual corre uma curta cornija. O segundo piso é marcado por três janelas de volta perfeita, que permitem a iluminação do interior da igreja, cujas molduras se prolongam inferiormente, ligando-se ao friso que divide os registos. INTERIOR de paredes rebocadas e pintadas de branco, percorridas por painéis de azulejo figurativo, formando silhar, representando episódios da vida de São Francisco de Assis, envoltos em largas molduras decorativas de concheados, cornijas quebradas e contracurvas; pavimento em cantaria. No lado do Evangelho, uma capela profunda com retábulo, à qual se sucede o púlpito. Presbitério delimitado por teia balaustrada, dando origem a um espaço pavimentado em axadrezado. Arco triunfal de volta perfeita, assente em pilastras toscanas, assentes sobre altos plintos com as faces ornadas por elementos fitomórficos. Está flanqueado por dois retábulos colaterais, dedicados a Nossa Senhora da Conceição (Evangelho) e Santo António (Epístola). Capela-mor profunda, com as paredes ostentando painéis de azulejo recortados, em monocromia azul sobre fundo branco. No topo, estrutura retabular, ostentando na base reaproveitamento de elementos de talha pintada de branco e dourada. SACRISTIA com lavabo com grande espaldar recortado, rematando em cornija e concha e possuindo golfinhos que servem de bicas, as quais vertem para bacia ultrasemicircular, com profusa decoração estriada e friso de óvulos. CLAUSTRO de planta quadrangular de dois pisos separados por uma cornija corrida, sendo cada uma das alas composta por cinco arcos abatidos, sustentados por colunas toscanas, formando forte entase, surgindo, no piso superior, vãos arquitravados, que sustentam a cobertura de madeira e telha. Ao centro, poço-cisterna, em cantaria, composto por arcos de volta perfeita assentes em pilares e com guarda plena. Na PORTARIA conjunto de painéis de azulejo policromos, figurativos.

Acessos

PE-064. Em Serinhaém.

Protecção

Enquadramento

Urbano, isolado, no topo de uma colina.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: convento masculino

Utilização Actual

Religiosa: igreja

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 17 / 18 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Frei Bernardino de Santiago (1630).

Cronologia

1630 - fundação do convento e elaboração do projecto por Frei Bernardino de Santiago; 1654 - os frades regressam ao convento depois do período de domínio holandês; séc. 18, final - feitura dos painéis de azulejo para a igreja e portaria; séc. 19 - cai a fachada principal da igreja, sendo posteriormente refeita.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Paredes rebocadas e caiadas; painéis de azulejo; cobertura exterior em telha.

Bibliografia

BAZIN, Germain, A Arquitectura Religiosa Barroca no Brasil (2 vols.), Rio de Janeiro: Editora Record, 1983 (1ª ed. francesa 1956-58), vol. II, pp. 150; JABOATÃO, António de Santa Maria, O.F.M. Novo Orbe Seráfico Brasílico, ou Chronica dos Frades Menores da Província do Brasil (5 vols.), Rio de Janeiro: Typ. Brasiliense de Maximiano Gomes Ribeiro, 1858-62, vol. II., pp. 480, 505, e 509; SENOS, Nuno, Franciscan Art and Architecture in Colonial Brazil 1650-1800, Dissertação de doutoramento apresentada ao Institute of Fine arts, New York University, 2006, pp. 53-54, 107-108.

Documentação Gráfica

IPHAN

Documentação Fotográfica

Arquivo pessoal (Nuno Senos)

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Nada a assinalar.

Observações

Autor e Data

Manuel Apóstolo (Centro de História Além-Mar - CHAM) 2010

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login