Padrão do Vimeiro

IPA.00003057
Portugal, Lisboa, Lourinhã, Vimeiro
 
Arquitectura civil comemorativa, neoclássica. Padrão comemorativo de base piramidal truncada de aparelho "incertum", com obelisco rematado por fogaréu. Traduz sentimentos patrióticos, e embora tenha sido construído no início do séc. 20, segue as directrizes gerais de tantos outros erguidos em finais do séc. 19 em Lisboa e outras cidades em estilo neoclássico. Integra-se na tipologia dos padrões de tipo obelisco.
Número IPA Antigo: PT031108080005
 
Registo visualizado 415 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Comemorativo  Monumento comemorativo    

Descrição

Com acesso por escadaria a O., destaca-se jardim com 6 painéis de azulejos alusivos às batalhas da 1º Invasão Francesa e 2 pirâmides em cantaria que ladeiam a plataforma piramidal truncada, rasgada ao meio por escadas, onde se ergue o padrão, virado a N., protegido por gradeamento de ferro.padrão, virado a N., protegido por gradeamento de ferro. De base piramidal, também truncada, de aparelho "incertum", tendo incrustada lápide com inscrição e obelisco segmentado por várias molduras. Sensivelmente a meio, tem cabeça de leão, simbolizando a força e a coragem, envolta em cartela (com a inscrição de "1808" à esquerda e de "1908" à direita) e, no topo, escudo português; intercalam-nos inscrições: "Batalha do Vimeiro / I Centenário / 20 Agosto 1808" O obelisco é rematado por fogaréu.

Acessos

Rua do Monumento. WGS84 (graus decimais) lat.: 39,176231; long.: -9,315952

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 28/82, DR, 1.ª série, n.º 47 de 26 fevereiro 1982

Enquadramento

Urbano. No cimo do monte sobranceiro à povoação do Vimeiro com excelente paisagem panorâmica. Rodeia-o pequeno jardim; a SE., a cerca de 30m cemitério.

Descrição Complementar

Lápide inserida na base do padrão: "A expedição Britannica sob o commando do / general Wellesley, tendo desembarcado em / Lavos e reunido a si tropas Portuguezas / Marchou sobre Lisboa bateu as avançadas inimigas / na Roliça e sendo atacada pelo exército / do comando de Junot nestes sítios do Vimeiro / alcançou sobre elle uma gloriosa vitoria"; 6 painéis de azulejos que retratam as batalhas da 1ª Invasão Francesa: mapa explicativo das batalhas "Batalha do Vimeiro / 21 Agosto 1808"; "Fonte de Lima e Ventosa / 21 Agosto 1808 / 2ª frente de Batalha / 4º e 5º ataques franceses" (2000); "Antiga Igreja do Vimeiro / 21 Agosto 1808 / Foi defendida pela brigada Anstruther / do 3º Ataque Francês" (1999); "Cabeço ou Outeiro / 21 Agosto 1808 / Centro de defesa das linhas inglesas / Início dos primeiros dois ataques franceses"(2000); Porto Novo / 20 Agosto 1808 / Desembarque da brigada Ackland" (2000); "Paimogo / 19 Agosto 1808 / Desembarque da brigada Anstruther" (2000) (v. PT031108010004); na plataforma painel de azulejos: "Batalha do Vimeiro/Comemorações dos 180 anos em/21 de Agosto de 1988". AZULEJARIA: séc. 20.

Utilização Inicial

Comemorativa: monumento comemorativo

Utilização Actual

Comemorativa: monumento comemorativo

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Regime de Infantaria de Mafra

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

PINTORES de AZULEJO: Ana Aragão (1988); Salvador Victor S. Ferreira (1999-2000).

Cronologia

1808, 21 de Agosto - Batalha do Vimeiro, entre o exército anglo-luso, sob comando de Artur Wellesley (futuro Duque Wellington), e o exército francês, comandado por Junot, e que pôs fim à 1ª Invasão Francesa; 1908, 21 de Agosto - inauguração do Monumento Comemorativo do centenário da Batalha, a que presidiu o rei D. Manuel II e o Ministro da Guerra.O monumento simboliza o agradecimento dos valorosos serviços prestados pelas tropas inglesas na referida batalha; 1988 - colocação do painel de azulejos na base da plataforma, da autoria de Ana Aragão; 1999 / 2000 - colocação de 6 painéis de azulejos comemorativos das batalhas da 1ª Invasão Francesa, pintados por Salvador Victor S. Ferreira.

Dados Técnicos

Estrutura monolítica

Materiais

Granito, calcário, ferro forjado e azulejo tradicional

Bibliografia

VARELA, José de Sousa, Notas sobre a Lourinhã e o seu concelho, Torres Vedras, 1937; AZEVEDO, Carlos de, FERRÃO, Julieta, GUSMÃO, Adriano de, Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, Lisboa, 1963; ALVES, M., Vimeiro, in Enciclopédia Luso-Brasileira de Cultura, vol. 18, Lisboa, 1976, p. 1230; ANACLETO, Regina, Neoclassismo e Romantismo in História da Arte em Portugal, vol. 10, Lisboa, 1986; LOPES, Flávio (cood. de), Património Arquitectónico e Arqueologico Classificado, vol.II. Lisboa, 1993.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; IGESPAR: IPPAR

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

1988 - colocação do painel de azulejos na plataforma; 1999/2000 - colocação de 6 painéis de azulejos no jardim acerca das batalhas referentes à 1ª Invasão Francesa

Observações

Autor e Data

Paula Noé 1991

Actualização

Sara Andrade 2001
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login