Núcleo urbano da cidade de Barcelos

IPA.00030348
Portugal, Braga, Barcelos, União das freguesias de Barcelos, Vila Boa e Vila Frescainha (São Martinho e São Pedro)
 
Núcleo urbano sede municipal. Cidade implantada em margem fluvial. Vila medieval de jurisdição régia e posterior jurisdição senhorial (casa de Bragança), com cerca urbana.
Número IPA Antigo: PT010302140184
 
Registo visualizado 583 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Cidade  Vila medieval  Vila fortificada  Senhorial (casa de Bragança)

Descrição

Acessos

Via Rápida de Cintura Interna

Protecção

Inclui Ruínas do Paço dos Duques de Bragança Condes de Barcelos (v. PT010302140002) / Palácio dos Pinheiros - Solar dos Pinheiros (v. PT010302140003) / Torre de Cimo de Vila - Torre da Porta Nova (v.PT010302140006) / Igreja Matriz de Barcelos (v. PT010302140007) / Pelourinho de Barcelos (v. PT010302140009) / Igreja do Bom Jesus da Cruz (v. PT010302140014) / Campo da Feira de Barcelos e envolvente (v. PT010302140095)

Enquadramento

Urbano, situado em margem fluvial. Barcelos implanta-se na unidade de paisagem do Vale do Cávado, na margem direita desse rio. Está num vale plano com abundância de água que se caracteriza por pequenas parcelas agrícolas delimitadas por muros, latadas ou renques de árvores. As terras baixas e fertéis são dedicadas à policultura e as vertentes são dominadas pelo verde onde se destaca o pinheiro. Na envolvente próxima à cidade surgem edificações tanto dispersas como densas, onde se reflecte a ausência de planeamento, transformando os terrenos agrícolas em áreas de construção, descaracterizando a paisagem. O município de Barcelos é dividido em 54 freguesias e pertence à sub-região do Cávado; está delimitado a N. pelos municípios de Viana do Castelo e de Ponte de Lima; a E. pelos os de Vila Verde e Braga; a S. pelos os de Póvoa de Varzim e Vila Nova de Famalicão e ainda a O. o de Esposende.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Não aplicável

Afectação

Não aplicável

Época Construção

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

713 - Barcellenos, nome árabe para Barcelos; 1140 - concessão de foral por D. Afonso Henriques; 1220 - Inquirições referem o rei como senhor de Barcelos; 1256 - D. Afonso III confirma o foral; 1298 - D. Dinis atribuíu o condado de Barcelos a D. João Afonso Meneses, "conde donatário vitalício da vila de Barcelos", cujo papel foi preponderante para a negociação do tratado de Alcanises; séc. 13 - D. Dinis concede o título do segundo conde de Barcelos a D. Martim Gil de Sousa; 1285, 12 Outubro - título atribuído por D. João I a D. Nuno Alvares Pereira, oitavo conde de Barcelos; desde então Barcelos passou a pertencer à casa de Bragança; 1320 - a vila de Barcelos pertence à Terra de Mestre-Escolado, onde se incluíam mais 20 freguesias; 1515, 7 Agosto - D. Manuel I dá foral novo a Barcelos; séc. 16 - D. Sebastião eleva a ducado a casa de Barcelos, sendo o duque D. João, filho de D. Teodósio de Bragança, o primeiro duque de Barcelos; 1706 - Barcelos pertence à casa de Barcelos e é cabeça de comarca (Costa, 1706); 1758 - a donatária de Barcelos é a futura rainha D. Maria Francisca, Duquesa de Bragança; 1928, 6 Setembro - elevação a cidade; 2013, 28 janeiro - criação da União das Freguesias de Barcelos, Vila Boa, Vila Frescaínha S. Martinho e Vila Frescaínha S. Pedro, por agregação das mesmas, pela Lei n.º 11-A/2013, DR, 1.ª série, n.º 19.

Dados Técnicos

Não aplicável

Materiais

Não aplicável

Bibliografia

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de, Barcelos, Lisboa, Editorial Presença, 1990; AZEVEDO, Carlos Moreira, dir., História de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 2000, volume 1, p.152; CAPELA, José Viriato, As freguesias do distrito de Braga nas Memórias Paroquiais de 1758, Braga, 2003, p.81; COSTA, António Carvalho da, Corografia Portuguesa, Lisboa, 1706, Tomo I, p.296; MACHADO, José T. Montalvão, Dom Afonso, 8º conde de Barcelos, fundador da Casa de Bragança, Guimarães, 1963 (não consultado).

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

IHRU: DSARH (Anteplano de urbanização de Barcelos, DSARH-005-4840/01; Urbanização de Barcelos, DSARH-4840/08); DGARQ/TT: Memórias Paroquiais, vol. 6, nº 33, p. 211 a 278.

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO. Barcelos está geminada com Vierzon (França), Pontevedra (Espanha) e São Domingos (Cabo Verde).

Autor e Data

Rita Vale 2011

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login