Forte de Santa Apolónia / Baluarte de Santa Apolónia / Bateria do Manique

IPA.00003032
Portugal, Lisboa, Lisboa, Penha de França
 
Arquitectura militar, seiscentista.
Número IPA Antigo: PT031106410190
 
Registo visualizado 478 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Militar  Forte    

Descrição

Da primitiva planta pentagonal, observam-se actualmente apenas os flancos NO e SE (medindo cada um 45 m), ligados pelo muro de gola (dando sobre a Cç. das Lages), que só numa pequena parte é o primitivo da fortificação militar. Os muros são de alvenaria com cunhais em cantaria de calcário. Nestes últimos, são visíveis elementos de forma cónica invertida, adossados à aresta, trata-se de bases de guaritas, ainda existentes em 1945. No interior, é ainda visível um lanço de degraus adossado ao muro S.

Acessos

Calçada das Lages; Rua do Forte de Santa Apolónia. WGS84 (graus decimais) lat.: 38,723668 long.: -9,116715

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 2/96, DR, 1.ª série-B, n.º 56 de 06 março 1996 *1

Enquadramento

Urbano, isolado

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Militar: forte

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1652 / 1668 - edificação do Forte de Santa Apolónia, que na última data se encontrava concluído. Num momento por determinar, a perda de função fez com que o antigo forte ficasse integrado nos terrenos da quinta do Manique, que pertenceu ao visconde de Manique - que lhe acrescentou dois portões seiscentistas em cantaria - e depois aos condes de São Vicente; 1945 - os restos do forte de Santa Apolónia eram propriedade da firma George & H. Hall, Lda.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Cantaria de calcário e alvenaria

Bibliografia

SILVA, Augusto Vieira da, Os Fortes de Santa Apolónia e da Cruz da Pedra, in Revista Municipal, Ano V, Nº 11-12, 1942 ; ARAÚJO, Norberto de, Inventário de Lisboa, Fasc. 2, Lisboa, 1945 ; MACEDO, Luis Pastor de, Lisboa de Lés-a-Lés, 3ª ed., Vol. III, Lisboa, 1985.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSARH, DGEMN/DSID; IGESPAR: IPPAR, Pº Nº 81/3 (150)

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO *1 - DOF: Forte de Santa Apolónia (restos), também denominado «Baluarte de Santa Apolónia» ou «Bateria do Manique». O Forte de Santa Apolónia terá sido uma estrutura defensiva de planta pentagonal, com uma área de c. 8044 m2., com 95 m. de comprimento na face direita E. e c. 73 m. na face esquerda N., incompleta, realizando as duas faces um ângulo de 127 graus.

Autor e Data

Teresa Vale e Carlos Gomes 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login