Câmara Municipal de Guimarães

IPA.00029593
Portugal, Braga, Guimarães, União das freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião
 
Arquitectura política-administrativa, revivalista.
Número IPA Antigo: PT010308340205
 
Registo visualizado 1984 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Político e administrativo regional e local  Câmara municipal  Casa da câmara, tribunal e cadeia  

Descrição

Acessos

Largo da Condessa de Mumadona. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,445212, long.: -8,290960

Protecção

ncluído na Zona Especial de Proteção do Núcleo Urbano da Cidade de Guimarães (v. PT010308340101), na Zona Especial de Proteção Conjunta do Castelo de Guimarães (v. PT01030834011), Igreja de São Miguel (v. PT01030834006) e Paço dos Duques de Bragança (v. PT01030834013) e na das Muralhas de Guimarães (v. PT010308340016)

Enquadramento

Urbano, isolado. Implantado num amplo largo, a partir do qual se desenvolvem várias artérias da malha urbana, com fachada posterior virada para o Paço dos Duques de Bragança (v. PT010308340013) e lateralmente a O. para as Muralhas (PT010308340016).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Política e administrativa: câmara municipal

Utilização Actual

Demolido

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Arquitecto: José Marques da Silva

Cronologia

1869, 18 Outubro - nascimento de José Marques da Silva; 1915, Agosto - nomeação de uma comissão para debater a necessidade e a localização do novo edifício dos Paços do Concelho; 1916, 16 Junho - foi lançado um concurso nacional para a execução do projecto do edifício; Dezembro - o vencedor foi o projecto Ourique, da autoria do arqto. Marques da Silva; 1923 - a comissão executiva da Câmara Municipal concluia que o local inicialmente proposto para a construção dos Paços do Concelho não era o mais aconselhado; 1924 - aprovação de construção de uma nova praça entre a rua Serpa Pinto e a estrada para Fafe, da autoria do engº António Martins Ferreira, com uma forma regular para a qual convergiam nove arruamentos, instalando-se o edifício dos Paços do Concelho na sua área mais a N.; início dos arranjos urbanísticos e das obras do edifício dos Paços do Concelho; 1925 - apresentação e publicação das memórias descritivas do projecto do edifício para a Câmara Municipal e do Plano Geral de Alargamento da Cidade (este último elaborado por Luís Pina); 1933 - pareceres desfavoráveis da DGEMN que consideravam o projecto caro e não suficientemente amplo, também contribuem para que as obras de edificação dos Paços dos Concelho sejam abandonadas, ficando o edifício inacabado; 1942 - a Câmara Municipal pede ao arqto. Marques da Silva novo projecto; 1942, Julho - o arqto. Marques da Silva apresenta os desenhos para novo edifício, de maior simplicidadde formal; 1950 - início do desmantelamento das ruínas das obras do edifício dos Paços do Concelho; 1947, 7 Junho - falecimento de José Marques da Silva.

Dados Técnicos

Materiais

Estrutura em alvenaria de granito e betão.

Bibliografia

MEIRELES, Maria José, A obra do Arquitecto Marques da Silva em Guimarães, Separata da revista Mínia, nº2, 3ª série, Braga, 1994; CARDOSO, António, O Arquitecto José Marques da Silva e a arquitectura no norte do país na primeira metade do séc. XX, FAUP publicações, Porto, 1997; http://arqpapel.fa.utl.pt/jumpbox/node/74?proj=Pa%C3%A7os+do+Concelho+de+Guimar%C3%A3es, 20 Setembro 2011;

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN / DREMN

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Sónia Basto 2010

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login