Estação Ferroviária Espinho

IPA.00029482
Portugal, Aveiro, Espinho, Espinho
 
Arquitectura de transportes, do séc. 20. Estação ferroviária composta por edifício de passageiros e vias férreas. O edifício apresenta planta rectangular, composto por três corpos regularmente dispostos, o central de dois pisos e os laterais de um, com fachadas rasgadas em vãos de verga recta.
Número IPA Antigo: PT010107020047
 
Registo visualizado 71 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Transportes  Apeadeiro / Estação  Estação ferroviária  

Descrição

EDIFÍCIO DE PASSAGEIROS de planta rectangular composta por três corpos, dispostos paralela e regularmente à linha, o central sensivelmente mais avançado e de dois pisos e os laterais de apenas um. Volumes escalonados com coberturas em telhados de duas águas, existindo no corpo central uma chaminé elevada. Fachadas em granito, com excepção da fachada S. rebocada e pintada de branco, cunhais apilastrados em perpianho, e remates em beirada sobre traves de madeira. As fachadas são rasgadas regularmente por vãos de verga abatida, com molduras superiormente recortadas no exterior e chave saliente. Fachada principal virada a E., com o corpo central avançado, terminado em empena abrindo-se, no primeiro piso, duas portas, e, no segundo, duas janelas; superiormente, surge óculo com moldura de cantaria. No corpo lateral esquerdo rasgam-se duas portas, e no corpo direito abre-se uma porta. Fachada lateral esquerda, com inscrição, pintada ESPINHO VOUGA e a fachada lateral direita rasgada por uma janela elevada. Fachada posterior virada à linha-férrea, com os vãos simétricos à fachada principal, surgindo afixado no corpo lateral, duas placas comemorativas.

Acessos

WGS84 (graus decimais) lat.: 41,002177, long.: -8,643292

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado. Nas imediações, ergue-se a Fábrica Progresso (v. PT010107020042)

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: estação ferroviária

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1908, 23 Novembro - inauguração do primeiro troço da linha do Vale do Vouga com a presença do Rei D. Manuel II.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes autónomas.

Materiais

Estrutura em granito, cobertura em telha.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Sónia Basto 2010

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login