Solar dos Távoras

IPA.00002932
Portugal, Guarda, Pinhel, Souro Pires
 
Casa nobre renascentista, de planta rectangular, com fachadas simétricas, com zona central mais baixa e lateralmente com torres. Integra capela autónoma de planta quadrada. Iluminação efectuada por frestas de lintel recto, janela com moldura decorada. Portal em arco pleno. Existência de janelas maineladas de lintel recto decorado por motivos fitomórficos e mainel de mármore com capitel de decoração vegetalista, bem como janela de ângulo com mainel de fuste canelado.
Número IPA Antigo: PT020910240004
 
Registo visualizado 243 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Casa abastada  

Descrição

Planta rectangular irregular integrando capela autónoma, com cobertura diferenciada a quatro águas nas torres e a duas no corpo central. Fachada principal voltada a O., com embasamento biselado, dois registos no corpo central e três nas torres laterais. No primeiro registo, fresta de lintel recto no corpo central e portal em arco pleno na torre S., surgindo, no segundo registo, janela mainelada com lintel recto decorado por motivos fitomórficos em médio-relevo e mainel de mármore com capitel de decoração vegetalista, no corpo central. No terceiro registo, janela mainelada, janela de ângulo de lintel recto e mainel de fuste canelado, na torre S.. Remate em empena recta com cornija. Alçado N. com embasamento biselado, tendo três registos na torre e um no corpo lateral. No primeiro registo, fresta na torre e porta de lintel recto no corpo lateral, surgindo, nos superiores, janela mainelada com lintel recto decorado por motivos fitomórficos em médio-relevo e mainel de mármore com capitel de decoração vegetalista. Remate em empena recta com cornija. Alçado S. tem três registos na torre e dois no corpo lateral. No primeiro, porta de lintel recto na torre e, no segundo, fresta e janela de lintel recto no corpo lateral. No superior, janela de ângulo de lintel recto e mainel de fuste canelado. Remate em empena recta com cornija na torre e a meia empena no corpo lateral. Alçado E. possui três registos nas torres e dois no corpo central. No primeiro, três frestas e porta de lintel recto sem moldura, surgindo, no segundo, cinco janelas de lintel recto, das quais três sem moldura, uma com moldura biselada e outra com moldura decorada por meias esferas e ladeada por mísulas. No terceiro piso, duas janelas de lintel recto. Remate em empena recta. INTERIOR tem, no primeiro piso, pavimento lajeado, com átrio de pé-direito duplo com um lanço de escadas, três compartimentos e ausência de cobertura. No segundo piso, não existem pavimento e cobertura, restando vestígios de uma estrutura de seis compartimentos. No piso superior, ausência de pavimento e cobertura parcialmente ruída. A CAPELA de Nossa Senhora da Esperança, situa-se a E., junto ao alçado O., de planta quadrada e cobertura a quatro águas. Fachada principal voltada a O., rasgada por portal em arco pleno, sendo os alçados N. e S. cegos e o E. adossado. Remate em empenas rectas com cornija. INTERIOR sem recheio ornamental.

Acessos

Souro Pires, Largo da Igreja

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 32 973, DG, 1ª série, nº 175 de 18 agosto 1943

Enquadramento

Urbano, isolado mas enquadrado por muros laterais, situa-se em local plano fronteiro à Igreja Matriz, num largo delimitado por casas descaracterizadas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 15 / 16 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 13 - 14 - atribuição tradicional da fundação da povoação a Soeiro Pires ou Peres de Távora ou D. Soeiro Pires Escacha da Silva, casado com D. Froila Viegas; 1230 - A povoação é designada por Aldeia de Soeiro Pedro num arrolamento; séc. 15, fins / séc. 16, início - provável edificação do solar, atribuída à iniciativa dos Távoras.

Dados Técnicos

Paredes portantes em silharia de granito, travadas por pavimentos e coberturas em estrutura de madeira (vigas, barrotes e soalho).

Materiais

Granito, madeira, cantaria e alvenaria ( aparelho isódomo ), revestimento inexistente, telha de canudo.

Bibliografia

MARTA, Ilídio, Pinhel Falcão, Celorico da Beira, 1943; AZEVEDO, Carlos de, Solares Portugueses, Lisboa, 1971; BARROCO, Joaquim Manuel, Panoramas do Distrito da Guarda, Guarda, 1978; ALMEIDA, José António Ferreira de, dir., Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1980; Direcção-Geral do Planeamento Urbanístico, Plano da Área Territorial da Guarda, Património Artístico - Cultural, Situação Actual, Concelho de Pinhel, Lisboa; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/73389 [consultado em 2 janeiro 2017].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMC

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DSARH

Intervenção Realizada

DGEMN: 1954 / 1955 - levantamento da cobertura e consolidação da estrutura, colocação de cobertura com telha de canudo, reintegração da fresta da fachada lateral N., execução e assentamento de portas e portadas, consolidação de silhares sobre a porta principal; 2005 - projecto de arquitectura para a reabilitação do imóvel, da autoria dos arquitectos Joaquim Brízida e Alice Faria.

Observações

Autor e Data

Margarida Conceição 1992

Actualização

Maria Fernandes e Mónica Carminé 2005
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login