Ruínas da Igreja da Trindade / Igreja do Senhor da Coluna

IPA.00002931
Portugal, Guarda, Pinhel, Pinhel
 
Igreja paroquial gótica, de planta longitudinal: dois rectângulos justapostos; nave única. Passo da Via Sacra adossado ao lado N. do portal; ausência de cobertura; vãos entaipados; interior coberto por vegetação parasitária.
Número IPA Antigo: PT020910170005
 
Registo visualizado 110 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal composta por dois rectângulos justapostos; ausência de cobertura. Fachada principal voltada a O.; sem embasamento; dois registos; primeiro registo: portal em arco quebrado de 4 arquivoltas, assentes em 3 colunas com capitéis decorados com motivos florais estilizados em "croché"; Passo da Via Sacra *2 adossado e interceptando os colunelos do lado N.; segundo registo: quatro mísulas; empena angular com cornija interrompida, tendo no vértice sineta com duas aberturas em arco pleno rematadas por empena angular. Fachada N.: porta sem lintel e entaipada no primeiro registo da nave; muros incompletos em altura. Fachada S.: porta de lintel recto e sem moldura, entaipada, no primeiro registo da nave; duas janelas de lintel recto e sem moldura, entaipadas no segundo registo da capela-mor; muros incompletos em altura. Fachada E.: cego; muro incompleto em altura. Interior: nave única; coberto por vegetação parasitária.

Acessos

Estrada da Circunvalação

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 37 450, DG, 1ª série, nº 129 de 16 junho 1949 / ZEP, Portaria, DG, 2ª série, nº 8 de 10 janeiro 1963 *1

Enquadramento

Rural e paisagístico, na proximidade do aglomerado, isolada, situa-se em local plano sobranceiro à vertente N. do Castelo; na proximidade existem algumas construções recentes descaracterizantes, havendo um galinheiro encostado á capela-mor.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese da Guarda)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 14 / 15 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 14 / 15 - provável edificação; era sede da paróquia da Santíssima Trindade, sendo curato da apresentação do Comendador da Ordem de Malta e rendia 10$000 de côngrua mais o pé de altar; 1675 - a situação anterior mantinha-se; os retábulos colaterais eram dedicados a São Sebastião e Santa Catarina; 1758 - tinha três altares, o mor e dois colaterais, o de São Sebastião e Nossa Senhora; era curato da comenda de Malta, com o rendimento de 10$000; 1875 - ainda tinha telhado; teria tido alpendre no alçado principal, atendendo às mísulas existentes sobre o portal.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Granito, cantaria; aparelho isódomo; revestimento inexistente.

Bibliografia

DIONÍSIO, Sant'Ana, Guia de Portugal, Lisboa, 1927; MARTA, Ilídio, Pinhel Falcão, Celorico da Beira, 1943; ALVES, Alexandre, O Antigo Arciprestado de Pinhel nos livros da Câmara Eclesiástica de Viseu, in Separata da Revista Beira Alta, Viseu, 1970; ALMEIDA, José António Ferreira de, dir., Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1980; Direcção-Geral do Planeamento Urbanístico, Plano da Área Territorial da Guarda, Património Artístico - Cultural, Situação Actual, Concelho de Pinhel, Lisboa, 1984; VAZ, Padre Francisco, Santa Maria de Pinhel, Carvalhos, 1995.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DSARH

Intervenção Realizada

DGEMN: 1961 - obras de conservação, escoramento e consolidação de paredes e arcos de cantaria; 1971 - consolidação e refechamento de juntas nas paredes, reconstrução de paredes com reaproveitamento de silhares dispersos.

Observações

*1 - também designada por Igreja do Senhor da Coluna. *2 - nicho em arco pleno com prolongamento lateral recto, encimado por cruz de hastes rectilíneas; tinha várias sepulturas, actualmente recolhidas no Museu Municipal.

Autor e Data

Margarida Conceição 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login