Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Lagos / Igreja de Santa Maria de Lagos / Igreja de Nossa Senhora da Assunção

IPA.00002888
Portugal, Faro, Lagos, São Gonçalo de Lagos
 
Arquitectura religiosa, neoclássica. Igreja da misericórdia de nave única com 3 capelas colaterais e sacristia adossada à fachada lateral esquerda.
Número IPA Antigo: PT050807050022
 
Registo visualizado 670 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja de Confraria / Irmandade  Misericórdia

Descrição

Planta longitudinal com casa paroquial adossada à fachada lateral esquerda. Volumes articulados, com coberturas de 2 águas. Frontespício a NO., de composição simétrica, reforçada pela 2 torres sineiras coroadas por cupulins. Frontão clássico na empena, com nicho vazio ao centro. Portal principal em cantaria, composto por um arco de volta inteira, ladeado de 2 imagens, de São Pedro e São Paulo, e de 2 colunas dóricas sobre plintos que sustentam janela de sacada com gradeamento em ferro forjado. Conjunto ladeado de 2 janelas idênticas, em cantaria e com pequeno frontão clássico no cimo. Nave única com tecto de masseira estucado, com florões. Capela- mor elevada, com arco cruzeiro revestido a cantaria e encimado por óculo. Retábulo do altar-mor estucado, com as imagens do Senhor Crucificado, no altar-mor, de Nossa Senhora da Assumpção, no altar lateral do lado do Evangelho e de São José, no da Epístola. Altares colaterais do mesmo estilo, com as imagens em madeira estufada, de São Gonçalo de Lagos, do lado do Evangelho, e de Nossa Senhora do Carmo *1, do lado da Epístola. 3 capelas colaterais, 1 do lado do Evangelho, estucada, com a imagem de madeira estufada de Nossa Senhora da Piedade, e 2 do lado da Epístola ( a primeira estucada, com quadro no altar, a segunda, sob o coro-alto, com decoração de arabescos). 3 tribunas laterais, nos locais de acesso ao interior. Órgão positivo no coro-alto.

Acessos

Praça Infante Dom Henrique, Rua do Castelo dos Governadores e Jardim da Constituição.

Protecção

Enquadramento

Urbano, situada em volta de largo ajardinado. Muralhas da cidade a E. (v. PT050807050003), Armazém Regimental (v. PT050807050021) e Mercado de Escravos (v. PT050807050018) a NO..

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja de confraria / irmandade

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese do Algarve)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 15 (conjectural) / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

ORGANEIRO: Walcker & C..

Cronologia

1586 - referência dando conta que é a maior igreja da vila, donde saíam as procissões "Corpus Christis" e a mais antiga (anterior a 1480), segundo demanda entre as colegiadas de Santa Maria e de São Sebastião; 1594 - passa a Matriz; 1712 - o Padre Carvalho da Costa refere a existência da Misericórdia e de "um bom hospital"; 1755 - terramoto causa a ruína da Igreja de Nossa Senhora da Graça ( v. PT050807050042 ); a igreja da Misericórdia, apesar de muito danificada, passa a ser paroquial e a receber os ofícios divinos; 1888 - incêndio, devido a foguetes, destroi o templo assim como a documentação existente, salvando-se unicamente as imagens do interior; 1891 - recuperação custeada por Maria Júdice Biker Moral Canête, conforme data na Capela; 1893 - execução do órgão por Walcker & c., de Ludwigsburg, op. 561.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes em alvenaria de pedra

Materiais

Alvenaria de pedra rebocada (paredes exteriores), pedra calcária (cunhais, colduras, elementos decorativos exteriores exteriores), madeira (caixilhos, balaustrada do coro-alto, tribunas, portas guarda-vento), ferro (gradeamento adro), telha de aba e canudo, vidro, estuque (tecto, altares).

Bibliografia

COSTA, P. António Carvalho da, Corografia Portugueza..., 2.ª ed., tomo III, Braga, 1869 [1.ª ed. de 1712]; LEAL, Pinho, Portugal Antigo e Moderno, vol. 4, Lisboa, 1874; PEREIRA, Esteves, RODRIGUES, Guilherme, Portugal Diccionário, vol. 4, Lisboa, 1909; FERNANDES, Gustavo, Obras na Igreja de Santa Maria em fase final, Barlavento, 22 Fevereiro 1990; Reabre na Páscoa a velha Igreja de Santa Maria, Diário de Notícias, 22 Fevereiro 1990; VALENÇA, Manuel, A Arte Organística em Portugal, vol. II, Braga, 1990; ROCHA, João Paulo, Monografia de Lagos, Faro, 1991; Paula, Rui M., Lagos, Evolução Urbana e Património, Lagos, 1992; LAMEIRA, Francisco I. C., Inventário Artístico do Algarve. A Talha e Imaginária. XI - Concelho de Lagos (Secretaria de Estado da Cultura, Delegação do Algarve), Faro, 1994; ROSADO, Valentim, MARTINS, José de A. Jesus, Património Monumental de Lagos. As muralhas e o sistema defensivo medieval in I Encontro Ibérico de Municípios com Centro Histórico. Santarém, 6-8 de Novembro de 1992. Actas, Câmara Municipal de Santarém; Guia Expresso das Cidades e Vilas Históricas de Portugal. Lagos e Silves, Jornal Expresso, 26 Agosto 1996.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMS

Intervenção Realizada

1848 - recuperação da igreja; Paróquia: 1983 - recuperação e redecoração dos estuques; Paróquia: 1989 - demolição e execução do tecto, assente em placas de estuque, execução de estuque com geometria igual à existente, remoção da telha, colocação de nova cobertura em telha de aba e canudo.

Observações

*1 proveniente da Igreja de Nossa Senhora do Carmo (PT050807050012)

Autor e Data

Anouk Costa 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login