Capela de Santa Luzia

IPA.00000280
Portugal, Beja, Alvito, Alvito
 
Arquitectura religiosa, popular, gótica. Pequena ermida de planta quadrada e cobertura em cúpula oitavada, com alpendre adossado, inspirada nos morábitos muçulmanos implantados em locais ermos ou mesmo reaproveitando a sua estrutura ( VALÉRIO, 1993 ). No interior, cúpula e alçados decorados com pinturas murais sesicentistas, de ferroneries e cartelas emoldurando figuras de santos, revelando algum eruditismo na composição e na delicadeza dos pormenores. Não apresenta remate de merlões chanfrados, à semelhança de outras construções religiosas do período. As pinturas murais seiscentistas do interior cuja qualidade de desenho e modelação contrasta com a vernacularidade arquitectónica da ermida.
Número IPA Antigo: PT040203010008
 
Registo visualizado 924 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta centralizada, de planta quadrada, com alpendre quadrangular adossado a O.. Volume prismático simples. Cobertura diferenciada, em cúpula de base oitavada e remate cónico, encimada por um falso lanternim rodeado por merlões piramidais; cobertura em madeira em telhado de 1 água no alpendre. Fachada principal orientada rasgada por portal adintelado e alpendre rasgado nas 3 faces por arcos redondos. Fachada S. rasgada por fresta rectangular. INTERIOR: cobertura em cúpula oitavada assente em trompas. Na parede do altar edícula de verga semicircular, sem imagem. Vestígios de pinturas murais nos alçados e cúpula: esta apresenta a repartição octogonal dos panos e zona do tambor sublinhada por frisos decorados com pérolas e enrolamentos; nos panos da cúpula figuram, enquadrados por faixas decoradas com ferroneries, molduras circulares com os símbolos dos 4 evangelistas alternados com a figuração de anjos músicos de corpo inteiro; nos alçados figuram-se, enquadrados por molduras em trompe l'oeil, cartelas e elementos vegetalistas, santos de corpo inteiro.

Acessos

Cabeço de Santa Luzia a c. de 1Km da vila, na Herdade de Santa Luzia e Cágado.

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 45 327, DG, 1.ª série, n.º 251 de 25 outubro 1963 *1

Enquadramento

Rural, outeiro, implantação destacada no topo de uma colina arborizada (olival), dominando visualmente as regiões vizinhas.

Descrição Complementar

Pinturas murais do interior: nos alçados, as molduras fingidas sublinham a repartição octogonal do espaço e a curvatura das trompas de descarga da cúpula; definem nichos de volta perfeita cujas paredes fundeiras se encontram tripartidas através da figuração fingida de dois arcos abatidos descarregando em colunelo central; nos dois panos do nicho assim criados representam-se santos mártires de corpo inteiro com os seus atributos, posando em pavimento de ladrilhos vermelhos ingenuamente perspectivado; nas enjuntas decoração de cartelas, panejamentos e motivos vegetalistas de folhagens e frutos ( provavelmente romãs ); dos santos figurados identificam-se Santa Luzia. A postura dos santos e os pontos de fuga dos pavimentos têm em conta a espacialidade interior ordenando-se em função da edícula do altar. Predominam os tons quentes, numa pintura quase bicromática, em vários tons de vermelho e amarelos nos panejamentos, molduras, fundos, avivados pelo branco das carnações e alguns panejamentos.

Utilização Inicial

Religiosa: ermida

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Época Construção

Séc. 15 / 16 (conjectural) / 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 15, finais / 16, inícios - data provável de construção; séc. 17 - data provável da construção do alpendre e das pinturas murais.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Estrutura em alvenaria de pedra e tijolo rebocada e caiada; tijoleira em pavimentos; madeira, pinturas murais.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Beja, Lisboa, 1993; Património Arquitectónico e Arqueológico Classificado, Inventário, Vol. I, Distrito de Beja, Lisboa, 1993; VALÉRIO, António João Feio, Alvito: o espaço e os homens (1251 - 1640) - Subsídios para a história de uma vila alentejana, (texto policopiado, tese de mestrado apresentada à Faculdade de Letras de Lisboa), Lisboa, 1993; IDEM, Arte e História no Concelho de Alvito - Guia para uma visita, Alvito, Câmara Municipal, 1994.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; Arquivo Mural da História

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1979 - consolidação de paredes e da abóbada; reconstrução de pavimentos e da cobertura; restauro das ameias; assentamento de porta; 1982 - assentamento de tecto de madeira.

Observações

*1 - DOF ... situada na propriedade de Santa Luzia e Cágado; *2 - As paredes e cúpula mostravam não há muito tempo um rodapé imitando azulejos enxaquetados (ESPANCA, 1993); *3 - Incluído no Plano de Acção para as Terras da Baronia de Alvito, CMA, 1999.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1993 / Rosário Gordalina

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login