Casa dos Salazares / Casa da Viscondessa do Espinhal / Palácio dos Viscondes do Espinhal / Meliá Palácio da Lousã Boutique Hotel

IPA.00002784
Portugal, Coimbra, Lousã, União das freguesias de Lousã e Vilarinho
 
Arquitectura residencial pombalina, neoclássica. Inicialmente o edifício constituía um corpo de dois pisos ao qual foi acrescentado um 3º de características já neoclássicas; a porta principal, o brasão, as urnas e as janelas do 3º registo são neoclássicos; as janelas do 2º registo são pombalinas.
Número IPA Antigo: PT020607030013
 
Registo visualizado 857 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  

Descrição

Planta simples. Apresenta fachada corrida de três panos, definidos por pilastras de cantaria, com os laterais de dois registos e o do meio de três. As janelas do primeiro registo são quadrangulares, simples, de peito; as do segundo são de peito com verga curva e cabeceira erguidas, recortadas, em dois tipos alternados de cabeceiras, finas de cornija quebrada ou mais largas de cornija arredondada, e as do terceiro do corpo principal são de sacada, com molduração e grades de ferro com monogramas da viscondessa do Espinhal e marido. Encimam o corpo principal um brasão de Portugal - Antigo, Arnauts, Sarmentos e Eças e urnas no seguimento das pilastras. Acesso através de portal central que abre para átrio com escadaria de corpo alto, de lanços simétricos divididos por patamares.

Acessos

Largo Viscondessa do Espinhal

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 5/2002, DR, 1ª série-B, n.º 42 de 19 de fevereiro 2002

Enquadramento

Urbano, destacado, frente à rua principal do agregado populacional, onde se situa a Capela da Misericórdia (v. PT020607030006), e a S. das ruas envolventes da igreja matriz (PT020607030032), que constituem o centro histórico da Vila da Lousã (v.PT020607030043). Fronteiro ergue-se um antigo solar (v. PT020607030046).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Comercial e turística: hotel

Propriedade

Privada: Pessoa colectiva

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 18 - construção do edifício apenas com dois registos, provávelmente por Bernardo Salazar Sarmento de Eça e Alarcão, pai da Viscondessa do Espinhal, substituindo velhas construções no mesmo local, talvez pertencentes à mesma família que há muito vivia na Lousã; 1818 - construção do 3º registo e do portal do corpo principal; 1977, 29 de Setembro - por decreto nº 129/77, DR 226, classificado como Valor Concelhio ; 1996, 24 Julho - por Desp. do IPPAR, foi aprovado condicionalmente o Projecto de adaptação a hotel, requerido por Carlos Mexia Santos; 2002, 19 de Fevereiro - reclassificado como imóvel de interesse público; 2005 - abre ao púbico como unidade hoteleira, com o nome "Meliá Palácio da Lousã Botique Hotel.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Alvenarias de pedra e de tijolo revestidas (paredes), cantarias (pilastras, cunhais, frisos, molduras dos vãos, escadaria), madeira (tectos soalhos, portas, janelas), estuques (tectos), telha cerâmica (telhados)

Bibliografia

ALMEIDA, António Ferreira de, Tesouros artísticos de Portugal, Lisboa 1976; ARANHA, P. W. de Brito, Memórias Histórico - Estatística de Algumas Vilas e povoações de Portugal, Lisboa, 1871; BORGES, Nelson Correia, Coimbra e Região, Lisboa, 1987; CORREIA, V., GONÇALVES, A. Nogueira, Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Coimbra, vol.IV, Lisboa, 1953; DIAS, Pedro, REBELO Fernando, Arte e Paisagem na Região de Turismo do Centro, Coimbra, 1984; DIAS, IDEM, Lousã. A Terra e as Gentes, Lousã, 1985; DIONÍSIO, Santana, Beira Litoral, in Guia de Portugal, 2º ed., Lisboa, 1984; GONÇALVES, A. Nogueira, A Lousã e o Turismo - Casas Nobres do Séc.XVIII, Lousã, 1950; IPPAR - Património Arqueológico e Arquitectónico Classificado. Vol.I, Lisboa, 1993; LEMOS, Álvaro Viana de, A Lousã e o seu Concelho, Lousã, 1950; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/71076 [consultado em 23 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, SIPA

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Séc.18- construção de toda a fachada corrida; Séc.19 (início)- obras de remodelação: levantamento do corpo central, construção da portada que ostenta o milésimo de 1818; 2003 /2004- obras gerais de adaptação a unidade hoteleira

Observações

Autor e Data

João Cravo 1993

Actualização

Margarida Silva 2005
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login