Núcleo urbano da vila de Avis

IPA.00027397
Portugal, Portalegre, Avis, Avis
 
Núcleo urbano sede municipal. Vila situada em margem fluvial. Vila medieval de fundação de ordem religiosa militar (ordem de Avis) e posterior jurisdição régia, com castelo e cerca urbana.
Número IPA Antigo: PT041203030011
 
Registo visualizado 308 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Vila  Vila medieval  Vila fortificada  Ordem religiosa militar (Ordem de Avis)

Descrição

Acessos

EN244, EN370

Protecção

Inclui o Castelo de Avis (v. IPA.00004571) / Pelourinho de Avis (v. IPA.00001755) / Mosteiro de São Bento de Avis (v. IPA.00003224) / Cantina Escolar de Avis (v. IPA.00029466) / PP - Plano de Pormenor (Salvaguarda e valorização do centro histórico de Avis), Regulamento n.º 135/2008, DR, 2.ª série, n.º 55 de 18 março 2008 / PU - Plano de Urbanização, Portaria n.º 910/94, DR, 1.ª série-B, n.º 237 de 13 outubro 1994

Enquadramento

Urbano / rural, situado em margem fluvial. A vila de Avis localiza-se na peneplanície alentejana, entre a margem esquerda da albufeira do Maranhão e a Ribeira Grande / de Avis. O castelo e cerca urbana implantam-se sobre um maciço granítico sensivelmente à cota altimétrica de 200 m, crescendo a vila para S. e SE.. A envolvente é caracterizada por um relevo suave, marcada pelo montado de sobro e azinho, olival junto ao aglomerado urbano e agricultura de regadio, proporcionada pelos recursos hídricos da região. O concelho de Avis é constituído por seis freguesias: Alcorrego, Aldeia Velha, Avis, Benavila, Ervedal, Figueira e Barros, e limitado pelos concelhos de Alter do Chão a NE., Fronteira a E., Sousel e Mora a S. e Ponte de Sôr a NO.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Não aplicável

Afectação

Não aplicável

Época Construção

Séc. 13 / 14 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1211, 30 julho - doação da povoação de Avis a D. Fernão Anes por D. Afonso II, com a condição de a povoar e de construir um castelo; 1215, 10 julho - doação de carta de foral aos povoadores de Avis por D. Afonso II, à semelhança de Évora; 1218, agosto - confirmação da doação de foral; 1223, 20 agosto - Martim Fernandes, mestre da ordem de Avis, outorga foral à povoação; séc. 14 - a Mouraria passa a ser ocupada por vários nobres e a povoação cresce com a construção da Rua dos Mercadores, Rua do Meio e Rua das Videiras; 1706 - Avis é cabeça de Comarca (Costa, 1706); 1730 - na descrição de Francisco Xavier do Rego, é referido que no intramuros existiam as Ruas do Anjo, do Ferreiro, do Postigo, de São Roque, dos Calados, da Porta de Évora, de Baixo, da Carreira e da Cisterna; tinha 342 vizinhos; 1758 - nas Memórias Paroquiais, assinadas por Frei Gaspar Xavier Leitão, é referido que a povoação era do Rei, como grão-mestre da ordem, integrando o arcebispado de Évora; tinha 260 fogos, distribuídos por 20 ruas, e duas feiras francas (nos dias de São Bento e de Nossa Senhora das Neves, 21 de Março e 5 de Agosto); 2004, 30 outubro - declaração da área crítica de recuperação e reconversão urbanística (ACCRU) do centro histórico de Avis, pelo Decreto n.º 34/2004, DR n.º 256, 1.ª série-B.

Dados Técnicos

Não aplicável

Materiais

Não aplicável

Bibliografia

COSTA, António Carvalho da, Corografia Portuguesa, Lisboa, 1706, tomo II, p.596; COSTA, Maria Clara Pereira da, A Vila de Avis, Cabeça da Comarca e da Ordem, Separata da Revista do Instituto Geográfico e Cadastral, Lisboa, Setembro 1982, nº 2; FONSECA, Inês, Arquitectura de terra em Avis, Lisboa, Argumentum, 2007; REGO, Francisco Xavier do, Descrição Geográfica Cronológica, Histórica e Crítica da Vila e Real Ordem de Avis, in Cadernos de Divulgação Cultural, ano I, n.º 1, Avis, Câmara Municipal de Avis, Novembro 1985.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; CIMAA (Comunidade Intermunicipal Alto Alentejo); DGOTDU: Arquivo Histórico (Urbanização da Vila de Aviz, Arq. José de Lima Franco, 1950; Urbanização da Vila de Aviz, 1-4ª Remodelação, Arq. José de Lima Franco, 1951, 1954, 1955).

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMS

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSARH (Plano de urbanização de Avis, DSARH-010-039/24); DGARQ/TT: Memórias paroquiais, vol. 5, nº 63, p. 925 a 936; DGOTDU: Arquivo Histórico (Urbanização da Vila de Aviz, Arq. José de Lima Franco, 1950).

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Anouk Costa 2011

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login