Casa dos Navarro de Andrade / Arquivo Municipal Alfredo Pimenta

IPA.00027391
Portugal, Braga, Guimarães, União das freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião
 
Casa nobre do século 17, de planta rectangular, com fachadas separadas por friso, com pilastras nos cunhais, percorridas por embasamento e rematadas por friso e cornija, e rasgado por vãos de verga recta com moldura rectilínea. A fachada principal possui três portais encimados por frontão triangular, em que dois deles possuem brasão de família, de acesso à casa e o outro de acesso à capela.
Número IPA Antigo: PT010308340165
 
Registo visualizado 558 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre    

Descrição

Planta rectangular, massa simples de volume horizontal, com coberturas em telhados de quatro águas. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, com excepção do pano correspondente à capela, em cantaria de granito, possui os pisos separados por friso, rasgados regularmente por vãos de verga recta com moldura granítica rectilínea, os do último piso são encimados por frontão triangular. Fachada principal virada a O., de quatro panos, rasgada, no piso térreo, por seis portas, das quais três são encimadas por frontão triangular e duas delas integram brasão com as armas dos Peixotos e Leites. Sobre este piso, rasgam-se diversas janelas rectangulares, as maiores possuem guarda em ferro. No piso superior, abrem-se dez janelas de sacada, de varandim com guarda de ferro forjado. Fachada lateral esquerda, rasgada por duas pequenas janelas, encimadas por duas janelas de varandim com guarda de ferro. Fachada lateral direita, rasgada por duas pequenas janelas, encimadas por três janelas de varandim com guarda de ferro. Fachada posterior, de três panos, rasgada por cinco portas e sete janelas.

Acessos

Rua João Lopes de Faria.

Protecção

Incluído na Zona Especial de Proteção do Núcleo Urbano da Cidade de Guimarães (v. PT010308340101) e na das Muralhas de Guimarães (v. PT010308340016)

Enquadramento

Urbano, implantação adaptada ao declive do terreno, formando frente de rua, na fachada principal. Possui muro rebocado e pintado de branco, ligeiramente recuado à fachada principal, encimado por merlões e rasgado por dois grandes vãos de verga recta, com gradeamento quadriculado, em ferro, de acesso às fachadas laterais e a posterior, estas são envolvidas por espaços relvados, pontuados por algumas árvores. Na proximidade, ergue-se a Fonte do Largo Dr. João da Mota Prego (v. PT010308340094) e a Casa das Rótulas (v. PT010308340047).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Cultural e recreativa: arquivo

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 / 21

Arquitecto / Construtor / Autor

DESCONHECIDO.

Cronologia

Séc. 17 - construção da casa da família Peixoto Golias; 1820 - com o falecimento da última descendente, o Cónego Jacinto Navarro de Andrade herda a casa; 1833 - após o falecimento do Cónego Jacinto Navarro de Andrade, os seus herdeiros tomam posse da casa e dão-lhe o apelido de família, Navarros de Andrade; 1931 - o arquivo é criado pelo decreto n.º 19 952, de 27 Junho, publicado no Diário do Governo n.º 175, I série e republicado em 30 Junho 1931; incorpora o arquivo da extinta Colegiada de Guimarães, os documentos do antigo recolhimento do Anjo, processos crimes, cíveis e orfanológicos, livros dos cartórios e tabeliães extintos, livros paroquiais do concelho, todos os documentos, livros, processos e estatutos provenientes das irmandades, corporações e repartições extintas; 1931 / 1934 - o Arquivo instala-se no edifício da Sociedade Martins Sarmento; 1931 - é nomeado o director do Arquivo, Dr. Alfredo Pimenta; 1933, Março - publica-se pela primeira vez, o Boletim de Trabalhos Históricos, que permanece até aos dias de hoje; 1934, 14 Outubro / 1963 - o Arquivo passa para as instalações do antigo edifício dos Paços do Concelho, sito ao Largo da Oliveira; 1940 - instalação do Tribunal de Trabalho e da PSP; 1952, 29 Fevereiro - por portaria publicada no Diário do Governo n.º 51, II série, passou a designar-se Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, em homenagem àquele que foi seu Director durante 20 anos; 2001 - acompanhamento arqueológico nas obras de remodelação do edifício para instalação do Arquivo; 2003, 24 Junho - inauguração do Arquivo pelo Ministro da Cultura, Dr. Pedro Roseta.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes autonómas

Materiais

Estrutura em alvenaria de granito com paramentos rebocados e pintados de branco, embasamentos, molduras de vãos, frisos, cornijas, frontões, brasão, escadas, e outros elementos em cantaria de granito; portas e caixilharias das janelas em madeira; guardas das janelas e portões em ferro; vidros simples; cobertura em telha.

Bibliografia

www.csarmento.uminho.pt, 2 Março 2009; AFONSO, José Ferrão, FERRÃO, Bernardo, Edificações do Centro Histórico e sua envolvente com interesse patrimonial, in www.cm-guimaraes.pt, 2 Março 2009.

Documentação Gráfica

CMG

Documentação Fotográfica

IHRU: SIPA

Documentação Administrativa

CMG

Intervenção Realizada

CMG: 2001 - obras de remodelação para adaptação a Arquivo Municipal.

Observações

A capela que fazia parte da casa possuía um retábulo maneirista, actualmente exposto no Museu Alberto Sampaio (v. PT010308340007). O Arquivo integra um riquíssimo acervo documental do qual se salienta o Municipal (séc. XII-XX), o Notarial (1539-1975), o Judicial (séc. XIV-XX), o Paroquial ou Registo Civil (1537-1903), as Juntas de Turismo (1921-1989), a Colegiada de Guimarães (séc. X-XX), o Monástico-Conventual (séc. XVI-XIX), do Dr. Mariano Felgueiras (1905-1975), do Eng. Duarte do Amaral (1910-1973) e do Prof. Doutor Freitas do Amaral (doado a 24 de Junho de 2003).

Autor e Data

Sónia Basto 2009

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login