Igreja de Santo António Polana / Igreja da Polana

IPA.00027239
Moçambique, Cidade Maputo, Maputo (M), Maputo (M)
 
Arquitectura religiosa modernista, do século 20.
Número IPA Antigo: MZ910201000002
 
Registo visualizado 396 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja  

Descrição

Planta circular e volumetria cónica, constituída pela sobreposição sequencial de 16 membranas poligonais de betão aparente, dispostas radialmente, intercaladas com contrafortes, com os vazios fechados por vitrais policromos, coroada por cruz latina. Inferiormente é percorrido por alpendres triangulares com vãos também triangulares, correspondendo três dos virados a E. a portais. INTERIOR com pavimento de ladrilho castanho, circundado por nichos triangulares criando espaços funcionais: no enfiamento do portal, fica a capela-mor, com altar sobre plataforma circular, deixando visualizar o vitral representando Santo António no sermão aos peixes. Lateralmente funcionam seis capelas dedicadas a Santo António, São Salvador, Sagrada Família (lado do Evangelho, onde se situam a pia batismal e o confessionário), de Nossa Senhora de Fátima e São Francisco Xavier, do Presépio (lado do Epístola, onde se situam o cadeiral e o acesso à casa paroquial), cada uma com representação alusiva no vitral. O interior da cúpula, com vitrais policromos, resulta numa iluminação cromática do espaço central. O baptistério surge num dos nichos do lado esquerdo da porta principal.

Acessos

Rua Kwame Nkrumah, Rua Luis Pasteaur

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado. Ergue-se sobre plataforma adaptada ao declive do terreno, formando adro, vedado por muro e gradeamento, com portões em ferro. Junto à igreja, ergue-se a Residência Paroquial de Santo António da Polana (v. MZ910201000003), com a qual se interliga por túnel subterrâneo. Nas imediações, ergue-se o Liceu D. Ana de Portugal / Escola Secundária da Polana (v. MZ910201000055).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja

Utilização Actual

Religiosa: igreja

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Nuno Craveiro Lopes (1962).

Cronologia

1958 - Projecto da autoria do arquitecto Luís Possolo (Direcção dos Serviços de Urbanismo e Habitação - Direcção Geral de Obras Públicas e Comunicações do Ministério do Ultramar), nunca executado *1; 1959 - a Ordem Franciscana atribui a execução do projecto ao arquitecto Nuno Craveiro Lopes (Lisboa, 1921 - Lourenço Marques, Moçambique, 1972) na sequência de falta de comunicação com a metrópole associada a um ritmo lento da execução dos trabalhos; 1962 - construção da igreja segundo projecto do arquitecto Nuno Craveiro Lopes.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes autónomas.

Materiais

Estrutura em alvenaria de betão em bruto; portas de madeira; vitrais.

Bibliografia

FERNANDES, José Manuel, Geração Africana, Arquitectura e Cidades de Angola e Moçambique, Lisboa, Livros, Horizonte, 2002; FERREIRA, André Faria, Obras Públicas em Moçambique - Inventário da produção arquitectónica executada entre 1933 e 1961, Lisboa, Edições Universitárias, 2008, pp. 135-139; IDEM, O moderno em Moçambique, em Índico, Série II, Nº 46 Janeiro/Fevereiro 2009, pg. 39; MATTOSO, Dir. José, África. Mar Vermelho. Golfo Pérsico. Património de Origem Portuguesa no Mundo. Arquitectura e Urbanismo, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2010; http://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_da_Polana, Agosto 2011; http://camarao-tigre.blogspot.com/2005/12/igreja-de-santo-antnio-da-polana.html, Agosto 2011; http://pt.wikipedia.org/wiki/Nuno_Craveiro_Lopes, Agosto 2011.

Documentação Gráfica

AHU: MU/DGOPC/DSUH/Caixa15

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1992 - restauro da igreja.

Observações

EM ESTUDO. *1 - O projeto de Luiz Possolo encontrava-se originalmente localizado num lote de terreno distinto (no gaveto da Avenida dos Mártires de Machava com a Avenida Agostinho Neto), a cerca de 500 metros daquele onde a igreja efetivamente se construiu. *2 - Nuno Craveiro Lopes completou o curso de Arquitectura na Escola de Belas Artes de Lisboa, em 1945, e esteve em vários países africanos a estudar urbanizações tropicais antes de ser colocado em Lourenço Marques, como Chefe do Gabinete de Urbanização das Obras Públicas de Moçambique, em 1952. Entre as várias obras que ali executou, salienta-se a Igreja de Santo António da Polana, considerada muito inovadora na época. Craveiro Lopes não cobrou honorários pelo projecto à Ordem dos Franciscanos, mas as alterações que estes fizeram ao projecto original, desgostaram-no tanto que ele cortou as relações com a congregação. De facto, a Ordem substituiu o pavimento de mármore branco por ladrilhos castanhos e alterarou a disposição interior do altar-mor, que ficava no centro da igreja, directamente debaixo da cúpula, e não onde hoje se encontra, junto a uma das paredes. Ou seja, segundo o projecto, durante as cerimónias, os crentes sentar-se-iam em círculo à volta do altar-mor, iluminado pelos vitrais policromos da cúpula. Além disso, a Ordem modificou o enquadramento da igreja, construindo junto à mesma dois corpos, para a casa paroquial e salão de festas. Os principais projectos de Craveiro Lopes foram o projecto tipo de estação de serviço, difundido em Portugal continental e colónias, o Campo Militar de Santa Margarida, o conjunto de prédios da Avenida do Brasil, em Lisboa, a Barragem de Cambambe, em Angola, e a Igreja do Sagrado Coração de Jesus do Chibuto, em Moçambique.

Autor e Data

Anouk Costa 2009

Actualização

Tiago Lourenço 2011 (projecto FCT PTDC/AURAQI/104964/2008 "Gabinetes Coloniais de Urbanização: Cultura e Prática Arquitectónica") / Manuel Freitas (Contribuinte externo) 2011
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login