Igreja Paroquial de Penacova / Igreja de Nossa Senhora da Assunção

IPA.00002703
Portugal, Coimbra, Penacova, Penacova
 
Arquitectura religiosa, renascentista. Igreja paroquial de planta regular longitudinal, com capelas colaterais da 2ª metade do séc.18 que documentam actividade das oficinas coimbrãs; retábulo da capela-mor do último quartel do séc. 17 com talha de "estilo nacional", decoração que cobre toda a estrutura, integra escultura de Nossa Senhora da Conceição; os retábulos colaterais são do séc.18; retábulo de madeira do séc.16 da Capela de Nossa Senhora da Piedade possui escultura em pedra do séc.15 de tipo coimbrão, a que falta mão esquerda; retábulo da Capela da Sagrada Família do séc.18; ornamentos da pia baptismal do séc.18 constituídos por florões, temática muito usual no barroco e rococó; sacristia apresenta vestígios dos retábulos pétreos renascentistas constituídos por 3 baixos relevos incrustrados e datados de 1560: " Aparecimento de Cristo a Madalena" de influência da oficina de João de Ruão, sobre o lavabo e "Adoração dos Magos" e "Deposição da Cruz" sobre o arcaz.
Número IPA Antigo: PT020613070005
 
Registo visualizado 192 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta composta, regular, longitudinal. Volumes articulados dispostos horizontalmente. Coberturas diferenciadas em telhados de uma e duas águas. Fachada principal orientada a 0. de pano único no qual sobressai portal rectangular composto por pilastras e entabelamento, com frontão curvo possuindo baixo relevo renascença com imagem de Nossa Senhora da Conceição ladeada por dois anjos; sobre pilastras dois pináculos piramidais; sobre portal rasga-se um óculo oval de moldura simples; fachada rematada por empena angular. Torre sineira à direita e recuada em relação à fachada principal apresenta cobertura em cúpula rematada com simulacro de lanternum, rodeada por quatro pequenos pináculos. Alçado S. articula-se através de vários volumes, anexos que se adossaram à nave; janela de recorte simples ilumina o interior. A capela-mor mais baixa e estreita constitui um corpo distinto coberto por telhado de duas águas, com volumetria de dois pisos e janela rectangular, adossada. Alçado N. possui volumetrias adossadas e duas janelas a nível do segundo registo. INTERIOR: nave única, capelas abertas nos seus flancos e fenestração a nível superior que a ilumina, cobertura simples em abóbada de berço em madeira. O altar-mor apresenta retábulo com três nichos e colunas torsas, de razoável trabalho de entalhador regional, e ainda altares colaterias. Do lado do Evangelho, rasgam-se duas capelas e o Baptistério: Capela de Nossa Senhora da Graça, dos Duques de Cadaval, com portal renascentista de arco com querubins ladeado por balaústes a suportar entabelamento interrompido ao meio por Brasão dos Braganças, mal interpretado, possui pequeno retábulo pétreo composto por duas pilastras e nicho central com imagem da Virgem, ricamente trabalhado e a Capela de Nossa Senhora da Esperança com arco de acesso composto por duas pilastras jónicas e entabelamento recto com inscrições, cobertura em abóbada de caixotões em pedra, pequeno retábulo simples com nicho entre duas colunas rematado por entabelamento e frontão com escultura da Virgem com o Menino, e revestimento a azulejos azuis e brancos. Entre estas duas capelas encontra-se o púlpito. Baptistério de espaço muito reduzido com pia baptismal ornada por festões. Do lado da Epístola rasgam-se três capelas e a sacristia: Capela da Sagrada família com portal à maneira da renascença com pilastras e «tondos» nas enjuntas; brasão com seis leões em pala e por timbre um leão dos Amaut; cobertura em abóbada esquartelada, e retábulo com tela a representar a Sagrada Família e algumas esculturas; Capela de Nossa Senhora da Piedade com portal semelhante aos anteriores, ladeado por balaústres com entabelamento direito, bustos de São Pedro e São Paulo nos óculos e brasão esquartelado *1; retábulo em madeira com escultura de Santa Viúva; Capela do Espírito Santo de portal renascença de boa qualidade, coberta por abóbada de aresta e imagem de Cristo. Sacristia possui arcaz, 3 relevos e vestígios de retábulo datado de 1560.

Acessos

Avenida Abel Rodrigues da Costa

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 5/2002, DR, 1ª série-B, n.º 42 de 19 fevereiro 2002

Enquadramento

Urbano, a meia encosta, flanqueado por construções dissonantes, próximo do Largo Alberto Leitão, destacado da envolvente pela sua volumetria, define a S. adro ajardinado com miradouro que proporciona amplas panorâmicas sobre a região.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Coimbra)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc.16, final - séc.17, início - grande reforma da igreja conduz ao seu actual carácter arquitectónico; várias esculturas; Capelas de Nossa Senhora da Graça, pertencente aos Duques do Cadaval e da Esperança; 1560 - lavabo e relevo colocado na Sacristia; 1574 - a igreja pertence ao padroado real e integra a Diocese de Coimbra; 1627 - Capela da Sagrada Família; 1628 - Capela do Espírito Santo; Capela de Nossa Senhora da Piedade mandada fazer por António de Almeida Botelho ; 1680 - Colocação de um sino de Rocha e C.ª do Porto; 1697 - retábulo da capela-mor; 1698 - reforma da Sacristia; séc.18 - altares colaterais, pia baptismal, retábulo e esculturas da capela da Sagrada Família, retábulo da capela do Espírito Santo; séc.19 - pertence ainda ao padroado do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova de Coimbra; 1905 - colocação de 2º sino, de Rocha e C.ª do Porto .

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Pedra, alvenaria, madeira, cimento, telha, vidro

Bibliografia

BORGES, Nelson Correia, Coimbra e Região, Lisboa, 1987; FRAZÃO, A. C. Amaral, Novo Dicionário de Portugal, Porto, 1981; GONÇALVES, Nogueira, A., CORREIA, Virgílio, Inventário Artístico de Portugal, Lisboa, 1953; NUNES, Mário, Nos Caminhos do Património, Coimbra, 1989; SERRÃO, Joaquim Veríssimo - Livro das Igrejas e Capelas do Padroado dos Reis de Portugal - 1574. Paris: Fundação Calouste Gulbenkian Centro Cultural Português, 1971; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/72139 [consultado em 23 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - mandada fazer por António de Almeida Botelho e sua mulher, segundo inscrição.

Autor e Data

Maria Bonina e Fernando Grilo 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login