Estação Ferroviária de Belém / Subestação de Belém

IPA.00027021
Portugal, Lisboa, Lisboa, Belém
 
Arquitectura de transportes, oitocentista. Estação ferroviária, composta por um edifício de passageiros, de planta rectangular simples e rasgada por vãos rectilíneos na fachada que abre para as plataformas e na fachada lateral direita, onde se ergue uma torre de controle, por onde se processa, actualmente, o acesso; no lado virado às plataformas, possui uma pala de betão, para protecção dos passageiros. As instalações sanitárias encontram-se situados ao lado, anexas a um edifício de construção mais recente, onde se encontra o chefe da estação, também de planta rectangular e rasgado por vãos rectilíneos. Tem duas plataformas, onde se erguem dois abrigos metálicos, que servem duas linhas.
Número IPA Antigo: PT031106321421
 
Registo visualizado 93 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Transportes  Apeadeiro / Estação  Estação ferroviária  

Descrição

Estação composta pelo edifício de passageiros, a que se adossa uma torre de controle, um segundo edifício, bastante amplo, duas plataformas de embarque, cobertas por enorme pala, duas linhas férreas e uma passagem superior, no lado O. do conjunto. EDIFÍCIO de PASSAGEIROS de planta rectangular simples, com cobertura homogénea em terraço, protegido por guarda metálica, de piso único. Fachadas rebocadas e pintadas de bege, percorridas por embasamento de cantaria e remates em friso de betão. Fachada principal virada a N., possuindo, no lado direito, janela rectilínea com moldura simples, com sete lumes, divididos por frisos convexos. Fachada lateral esquerda, virada a E., rasgada por duas portas de verga recta e três janelas rectilíneas, todas com molduras simples, possuindo, na zona superior, uma inscrição com letras de metal "BELÉM". Fachada lateral direita, virada a O., com porta de verga recta, protegida por duas folhas de madeira e vidro simples, com acesso por um lanço de escadas de cantaria e protegida por pala de betão, actualmente desactivada; o acesso processa-se pela torre adossada, através de uma rampa com guardas de metal e porta de verga recta; a torre tem uma inscrição pintada a negro "BELÉM". Fachada posterior, virada às plataformas, rasgada por três portas de verga recta, com molduras simples de cantaria e por um guichet de venda ao público, protegidos por pala de betão. Ao lado deste, um segundo edifício de planta rectangular simples, com um corpo adossado no lado O., constituindo as instalações sanitárias, com coberturas diferenciadas em terraço, onde são visíveis dois respiradores, tendo fachadas rebocadas e pintadas de bege, percorridas por embasamento de cantaria, rematadas por friso de betão, rebocado e pintado de branco. Fachada posterior com pano central convexo e mais elevado, rebocado e pintado de branco, com ampla porta de verga recta, possuindo almofada negativa ovalada com a inscrição "SUBESTAÇÃO DE BELÉM"; no lado esquerdo, tem porta de verga recta, ladeado por duas bíforas, com molduras comuns, surgindo, no lado oposto, porta de verga recta, amplo óculo circular e, na zona inferior, três janelas jacentes, todas com molduras simples em cantaria. O corpo dos sanitários possui janela rectilínea, protegida por tijolo de vidro, encimada por dois respiradouros jacentes. Fachadas laterais e posterior cegas. As PLATAFORMAS estão pavimentadas a placas de cimento, possuindo dois resguardos para passageiros, em metal pintado de branco e com cobertura em pala, o mesmo material utilizado na passagem superior.

Acessos

Avenida da Índia

Protecção

Incluído na Zona Especial de Proteção do Palácio Nacional de Belém (v. IPA.00006547)

Enquadramento

Urbano, isolado, situado entre duas importantes vias públicas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: estação ferroviária

Utilização Actual

Transportes: estação ferroviária

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 19 - construção; séc. 20, final - construção de um novo edifício para o chefe da estação, anexo às instalações sanitárias; colocação de uma passagem superior e dos abrigos metálicos.

Dados Técnicos

Sistema estrutural.

Materiais

Estruturas em metal, em alvenaria de tijolo e betão, rebocadas e pintadas; modinaturas, embasamentos em cantaria de granito; janelas e portas metálicas e com vidro simples.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: séc. 20, final - tratamento de rebocos e pinturas.

Observações

Autor e Data

Paula Figueiredo 2008

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login