Casa de Cima na Rua Nova

IPA.00002672
Portugal, Coimbra, Lousã, União das freguesias de Lousã e Vilarinho
 
Casa nobre barroca de raízes tradicionais *2. De salientar a qualidade da escultura decorativa, a execução primorosa do brasão que sobrepuja o portal e a harmonia de todo o conjunto.
Número IPA Antigo: PT020607030007
 
Registo visualizado 146 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  

Descrição

Planta simples, rectangular, de massas simples dispostas horizontalmente. Coberturas homogéneas em telhado de 2 águas com beiral saliente. Fachada principal a O. com a marcação de embasamento em pedra. Composta por um único pano no qual se inserem dois registos diferenciados únicamente pela implantação da fenestração. No primeiro registo encontram-se oito janelas rectangulares horizontais, com gradeamento em ferro e molduras em pedra, com recorte de cantos salientes, que flanqueiam em número de 4 o portal principal. Este rasga-se amplo, composto por arco abatido flanqueado por pilastras assentes em plintos em forma de ábaco invertido decorado. Porta de madeira de duplo vão, com molduras decoradas, abrindo-se sómente a nível do primeiro registo. O portal tem arquitrave curva que suporta um frontão interrompido com enrolamentos na base, que limita no espaço central, emoldura um brasão esquartelado dos Almeidas, Serras, Amaut, Carneiros. Aquele assenta sobre uma cartela de concheados, sendo esquartelado, com elmo de viseira fechada e como timbre uma águia de asas abertas. No segundo registo abrem-se 8 janelas de guilhotina, de verga recta com moldura muito decorada com cabeceiras e aventais recortados, incluindo motivos de concheados e vegetais. O remate da fachada é em platibanda saliente assente sobre os cunhais de ângulo. Esta fachada continua ao nível do primeiro registo por um muro ao centro do qual se rasga um portão de verga curva rematado por uma platibanda saliente em forma de enrolamento, coberto com telha, dando acesso ao pátio interno. O espaço interno é diferenciado, composto pelas diferentes salas que possuem coberturas em tecto de madeira. O portal dá acesso a um largo vestíbulo.

Acessos

Gaveto da Rua das Forças Armadas, n.º 256

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 37 366, DG, 1ª série, nº 70 de 05 abril 1949 *1

Enquadramento

Urbano, inserida na zona histórica, em harmonia com a envolvente, flanqueada por outras contruções.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc.18, 2.ª metade - construída pelo Dr. Diamantino Arnau de Almeida Serra.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Pedra, alvenaria, madeira, vidro, telha, ferro nos gradeamentos.

Bibliografia

SAMPAIO, A. P. Forjaz de, Memórias do Bussaco, seguidas de uma viagem à Serra da Louza, Porto, 1864; SAMPAIO, A. P. Forjaz de, Uma Viagem à Serra da Louza, Lousã, 1938; ARANHA, P. W. de Brito, Memórias Histórico Estatísticas de algumas Villas e Povoações de Portugal, 1871; MEXIA, Femando C. P. de C. de Magalhães, Vila da Louza, Lousã, 1938; MASCARENHAS, Carlos de S. B. P., José Arnaud Almeida, Serra da Louzã e a sua descendência, Coimbra, 1927; GONÇALVES, A. Nogueira, Casas Nobres do Séc. XVIII, Lousã, 1950; LEMOS, Ávaro Viana, A Lousã e o seu Concelho, Lousã, 1950; GONÇALVES, Nogueira, A., CORREIA, Virgílio, Inventário Artístico de Portugal, Lisboa, 1953; DIAS, Pedro, REBELO, Fernando, Lousã a Terra e suas gentes, Lousã, 1985; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/72968 [consultado em 14 outubro 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Observações

*1 - DOF: Casa da Rua Nova, construção do século XVIII, de arquitectura solarenga, com características regionais. *2 - As casas antigas do Concelho da Lousã são quase todas do séc.18 e constituem um núcleo de evolução regional de modelos rurais com muito interesse.

Autor e Data

João Cravo 1994 / Maria Bonina / Fernando Grilo 1996.

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login