Celeiro dos Duques de Aveiro

IPA.00002654
Portugal, Coimbra, Montemor-o-Velho, Pereira
 
Arquitectura agrícola, maneirista. Espaço único de 2 naves separadas por arcada de pleno centro, coberto por abóbada de arestas, com vãos simples emoldurados por cantaria.
Número IPA Antigo: PT020610080015
 
Registo visualizado 153 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Armazenamento e logística  Celeiro  Celeiro senhorial  

Descrição

Planta rectangular simples, regular, disposta longitudinalmente, massa simples. Cobertura homogénea em telhado de 4 águas. Fachada principal orientada a 0. composta por pano único limitado pela escada de acesso ao segundo piso e pelo cunhal pétreo; 2 pisos definidos pela linha da fenestração, com uma janela gradeada e uma porta de volta perfeita no primeiro registo e uma fresta de emolduração em pedra, no segundo. A marcar a transição entre os dois, insere-se a escada de dois lanços, fruto de restauro recente o primeiro, sendo o segundo coberto por um alpendre assente em pilares, que cobre 2 portas de verga recta, apresentando a principal o brasão dos Lencastre, no lintel. Remata em cornija simples que serve de suporte ao telhado de beiral saliente. O alçado N. tem pano único, limitado pelos cunhais e dois pisos rasgando-se no primeiro 2 portas de verga recta e no outro uma janela quadrada com portadas de madeira, apresentando idêntico coroamento ao descrito atrás. O alçado E. com organização idêntica, varia no número de aberturas no primeiro registo, 2 portas de verga recta alternando com 2 duas janelas gradeadas e no segundo registo uma janela rectangular e 2 frestas. A S. o celeiro encosta-se a construção mais baixa, libertando o segundo registo do alçado, no qual se rasga uma janela quadrada. O interior tem espaço único de 2 naves separadas por arcada de pleno centro, com cobertura em abóbada de aresta, iluminadas pelas janelas e portas que se rasgam na estrutura murária.

Acessos

Rua da Misericórdia, junto à passagem de nível.

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, 02 agosto 2004

Enquadramento

Urbano, em harmonia com o meio, adossado a outras construções.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Armazenamento e logística: celeiro

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc.16 - época de construção pelos Duques de Aveiro, tendo como função recolher os cereais, principalmente o milho, proveniente das terras do ducado. Séc. 18 - notícia do brasão dos Lencastre ter sido danificado nesta época

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes, estrutura autónoma.

Materiais

Bibliografia

CONCEIÇÃO, Santos, Terras de Montemor o Velho, Montemor o Velho, 1944, pp. 336; GONÇALVES, Nogueira, A., CORREIA, Vergílio, Inventário Artístico de Portugal, Lisboa, 1953; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/72057 [consultado em 23 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Câmara Municipal: 1989 - Profunda campanha de restauro e consolidação estrutural.

Observações

Autor e Data

Maria Bonina e Fernando Grilo 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login