Fortim de Palheiros

IPA.00002636
Portugal, Coimbra, Figueira da Foz, Buarcos
 
Arquitectura militar, típico fortim de artilharia de costa dos séc. 16 / 17.
Número IPA Antigo: PT020605040011
 
Registo visualizado 390 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Militar  Bateria    

Descrição

Resto de um pequeno fortim com a forma de meio círculo, preparado como bateria de artilharia para 10 horas de fogo, apresenta apenas parte da muralha e das grandes aberturas quadrangulares para a artilharia.

Acessos

Parque do Palácio Sotto Maior

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 45 327, DG, 1ª série, n.º 251 de 25 outubro 1963; Decreto nº 47 508, DG, 1ª série, n.º 20, de 24 janeiro 1967 *1

Enquadramento

Rural, ergue-se no cimo de um pequeno outeiro, numa cota de 25 metros, sobre uma enseada, no sítio onde existiu a antiga povoação de redondo, fazendo parte do parque arborizado.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Militar: bateria

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: pessoa colectiva

Afectação

Época Construção

Séc. 16 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc.16 - Construído no reinado de D. João III para em conjunto com a fortaleza de Buarcos e forte de Santa Catarina varrerem, com fogo cruzado, toda a costa; séc.17 - restaurado durante a Guerra da Restauração; séc. 18. finais - faz parte da praça de guerra de Buarcos, tendo sido restaurado.

Dados Técnicos

Estrutura autónoma

Materiais

Bibliografia

ALMEIDA, João, Roteiro dos Monumentos Militares Portugueses, vol. II, Lisboa, 1946; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/73661 [consultado em 14 outubro 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

1974 - Os proprietários realizaram trabalhos de consolidação sob orientação da DGEMN.

Observações

*1 - O imóvel foi incorrectamente classificado como Forte dos Redondos, designação que seria rectificada pelo Decreto de 1967. Buarcos resulta da fusão das antigas vilas de Buarcos, na parte baixa da fortaleza marítima doada em 1206 à Sé de Coimbra, e de Redondos, na parte alta do Castelo Medieval pertença do Mosteiro de Santa Cruz. No Museu da Figueira existe uma maquete do seu último estado. Poderá ter havido no local uma fortaleza anterior.

Autor e Data

João Cravo / Horácio Bonifácio 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login