Cinema Tivoli

IPA.00002623
Portugal, Lisboa, Lisboa, Santo António
 
Arquitectura cultural e recreativa, ecléctica. Edifício ecléctico com algumas referências exteriores neo-clássicas. O seu interior apresenta uma decoração ao gosto do estilo Luis XVI. Foi o 1º "cinema music-hall" a ser construido, para o efeito, em Portugal.
Número IPA Antigo: PT031106450211
 
Registo visualizado 397 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Cultural e recreativo  Casa de espetáculos  Cinema  

Descrição

Planta composta quase quadrangular. Vários corpos, de volumes articulados e de acentuada horizontalidade, em gaveto. Cave e 2 pisos. Cobertura diferenciada, em cúpula e em telhado escalonado. No ângulo que torneja, corpo central, cilíndrico, rasgado por 3 portas em arco pleno, com as bandeiras preenchidas por rendilhado radiante em ferro. O corpo é coroado por uma cúpula com tambor rasgado por janelas, cornija e platibanda em balaustrada com jarrões, domo e lanterna circular. As fachadas laterais são divididas por pilastras. Fachada E.: 2 portas de vãorectangular com entablamento decorado com grinaldas e encimadas por óculo coroado por festões. Entre estas, janelas de vão rectangular emolduradas a cantaria e com guardas em balaustrada. Cornija encimada por platibanda em balaustrada esconde a cobertura rasgada por 6 trapeiras; por detrás destas ergue-se uma empena vazada por 1 óculo e coroada por uma espécie de remate contracortado, que esconde o telhado do corpo interior, rectangular, destinado á sala de espectáculos. Fachada N.: Ao nível da cave, 3 janelas de peito e 1 porta de verga curva e mais 2 grandes de acesso á garagem. 1º piso - 1 porta com decoração idêntica á da fachada E. e 4 janelas de peito. 2º piso é corrido por platibanda em balaustrada que esconde um telhado de 1 água, nos extremos, 2 corpos com janelas com guardas em balaustrada. Sobre o telhado, o corpo da sala de espectáculos. Na prumada das garagens ergue-se um corpo, cego e mais alto.

Acessos

Avenida da Liberdade, n.º 182 - 188; Rua Manuel de Jesus Coelho, n.º 5 - 13

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público, Portaria n.º 118/2015, DR, 2.ª série, n. 35 de 19 fevereiro 2015 / Incluído na classificação da Avenida da Liberdade (v. IPA.00005972) e na Zona Especial de Proteção Conjunta dos Imóveis Classificados da Avenida da Liberdade e área envolvente

Enquadramento

Urbano. Localizado no lado E. da avenida. No lado que dá para a rua perpendicular é dissonante.

Descrição Complementar

Este corpo mais alto, que se ergue ao nível das garagens, tem a caixa murária pintada com janelas, cornija e balaustrada idênticas às da fachada, confundindo-se mesmo com esta. A parte mais alta, recebe uma pintura com fundo prateado, dando a noção de espelhado, com um portão em ferro trabalhado envolto em vegetação. A entrada faz-se pelo corpo central, cilíndrico, em forma de vestíbulo, daqui partem as escadas, situadas lateralmente, e que conduzem à plateia e 1º balcão. Todo o seu interior é decorado com festões, grinaldas e pilastras com nervuras e capitéis jónicas.

Utilização Inicial

Cultural e recreativa: cinema

Utilização Actual

Cultural e recreativa: casa de espetáculos

Propriedade

Privada

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Raul Lino (1879 - 1974).

Cronologia

1924 - inauguração teve lugar a 30 de Novembro, com o filme de Henry Roussel "Violetas Imperiais"; o terreno, e depois o imóvel, era de Frederico Mayer; 1930 / 1940 - são feitas remodelações; 1989, 30 Junho - fechou as suas portas, embora esporadicamente tenha vindo a dar espectáculos, mas não de cinema; foi recentemente adquirido por um empresário espanhol; 1989, Maio - Despacho que determina a classificação do imóvel; 1997, 31 dezembro - publicação da classificação do edifício como Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 67/97, DR, 1.ª série-B, n.º 301; 2012, 13 novembro - publicação do projeto de decisão relativo à revisão da delimitação da classificação do edifício, em Anúncio n.º 13678/2012, DR, 2.ª série, n.º 219.

Dados Técnicos

Sistemas estruturais

Materiais

Alvenaria, cantaria, vidro e telha.

Bibliografia

ALMEIDA, Pedro Vieira de, CARVALHO, Manuel Rio de, FRANÇA, José Augusto, PIMENTEL, Lino, Catálogo da Exposição Retrospectiva de Raul Lino, Lisboa, 1970; RIBEIRO, Félix, Os Mais Antigos Cinemas de Lisboa, 1896 - 1939, Lisboa, 1978; ALMEIDA, Pedro Vieira de, FERNANDES, José Manuel, História da Arte em Portugal, Vol. 14, Lisboa, 1986.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DSARH

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CML: Arquivo do Alto da Eira, Procº. nº 3 166.

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

João Silva 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login