Capela da Póvoa da Rainha Santa

IPA.00002587
Portugal, Coimbra, Arganil, Pombeiro da Beira
 
Capela maneirista, de planta centralizante octogonal, correspondendo a espaço interior único.
Número IPA Antigo: PT020601130013
 
Registo visualizado 80 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso      

Descrição

Planta octogonal regular centralizante, de massas simples e volumes articulados de predominante vertical. Cobertura homogénea em telhado de oito águas com beiral saliente. Fachada principal a O., com 3 panos divididos em altura por pilastras de ângulo e dois pisos rematados por forte cornija saliente. Vãos em cada pano dos alçados laterais. Portal coroado por cornija saliente encimada por nicho, actualmente vazio. Fachada dominada por pequena sineira ao nível da cimalha. INTERIOR: espaço único iluminado através de fenestração de vãos rectangulares. Pé direito elevado correspondente a dois andares, limitados por pilastras adossadas. Cobertura em cúpula decorada com florões. Possui retábulo simples e púlpito em pedra despojado. Sepultura do fundador em campa rasa com inscrição recente.

Acessos

Póvoa da Rainha Santa *1

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 642/2012, DR, 2.ª série, n.º 212 de 02 novembro 2012

Enquadramento

Urbano, destacado, franqueado por outras construções.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Coimbra)

Afectação

Época Construção

Séc. 17 / 18 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1633 - Fundação pelo cónego da Sé de Coimbra Tomé Nunes que tomara parte, como notário, no processo preparatório para a canonização da Rainha Santa e responsável pelo auto de abertura do túmulo da Rainha; as obras decorrem em bom ritmo; 1642 - as obras deviam estar concluídas, pois a 4 de janeiro aí foi sepultado em campa rasa o fundador; 1746 - data esculpida no púlpito, referindo talvez campanha de obras de recuperação do interior; séc. 18 / 19 - Data provável das pinturas do retábulo, peça de oficina regional; 1992, 30 de abril - Proposta do IPPC para abertura de classificação através do Anúncio n.º 5560, DR, 2.ª série, n.º 52; 6 de maio - despacho de abertura do Vice-Presidente do IPPC; 13 de outubro - proposta da DRCCentro para a classificação como MIP - Monumento de Interesse Público; 23 novembro - parecer favorável da SPAA do Conselho Nacional da Cultura.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Alvenaria, pedra, madeira, vidro

Bibliografia

SANCHES DE FRIAS, Visconde de, Pombeiro da Beira, Lisboa, 1899; GONÇALVES, A. Nogueira, A Capela de Santa Isabel na Frequesia de Pombeiro, in Comarca de Ar anil, Arganil, 1948; GONÇALVES, Nogueira, A., CORREIA, Virgílio, Inventário Artístico de Portugal, Lisboa, 1953; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/155605 [consultado em 11 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 -O lugar da Póvoa da Rainha Santa, designava-se Póvoa da Judia (Diário de Coimbra, Coimbra).

Autor e Data

Maria Bonina / Fernando Grilo 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login