Pelourinho de Ucanha

IPA.00002580
Portugal, Viseu, Tarouca, União das freguesias de Gouviães e Ucanha
 
Pelourinho seiscentista, sem remate, pelo que não pode ser alvo de classificação tipológica, com fuste octogonal e capitel de inspiração jónica, integrando peça heráldica. Armas reais representadas sem fidelidade heráldica, mostrando apenas seis castelos na orla e um escudete com ponta ao centro, e cinco besantes dispostos em cruz. Desmesurada altura do fuste, resultado de reconstrução recente.
Número IPA Antigo: PT011820080004
 
Registo visualizado 169 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição monástica  Sem remate

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco octogonal de quatro degraus octogonais lisos. Coluna com fuste oitavado de faces igualmente lisas, apresentando base quadrada chanfrada nos ângulos. Aproximadamente a meio do fuste observa-se um anel rebordante, formado por duas molduras, uma plana e outra curvilínea. Sobre esse elemento, vê-se uma epígrafe quase ilegível. O fuste mostra um remate idêntico à base. O capitel, de inspiração jónica, é composto por volutas angulares, salientado-se numa das faces o escudo com as armas reais. Sobre o capitel, apoia-se a mesa, formada por moldura, com os quatro lados de recorte côncavo.

Acessos

Largo do Pelourinho. WGS84 (graus decimais) lat.: 41.047649; long.: -7.745712 (à rua)

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano, ergue-se, isolado, a meia encosta, organizando pequeno largo resultante do alargamento da rua principal, e única, da antiga Vila do Couto de Salzedas (v. PT011820080017). Destaca-se a Casa da Câmara e Cadeia, ocupando um dos gavetos, bem como uma casa com varanda em madeira. Este espaço é contíguo ao largo onde se situa a Capela da Senhora da Ajuda.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1504, 05 Janeiro - concessão de carta de foral ao Couto de Salzedas por D. Manuel I, documento que designa Ucanha como cabeça do couto, mencionando ainda a Câmara e extinguindo a cobrança de portagem na ponte; 1527 - a vila de Ucanha contava 111 moradores; séc. 16 - a Câmara era composta por um juiz ordinário e três vereadores, um procurador do concelho, um tabelião, vários escrivães e dois almotacés; 1673 - provável edificação do pelourinho (MALAFAIA, 1997); 1708 - a povoação, com 150 vizinhos, pertence à Coroa e integra a Comarca de Lamego; 1836 - extinção do estatuto concelhio, passando a integrar o concelho de Mondim da Beira; demolição do pelourinho durante as Lutas Liberais; 1898 - integração definitiva no concelho de Tarouca.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito.

Bibliografia

CHAVES, Luís, Os Pelourinhos - Elementos para o seu Catálogo Geral, Lisboa, 1939; COLLAÇO, João Tello de Magalhães, Cadastro da População do Reino ( 1527 ), Lisboa, 1931; COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza, vol. II, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1708; FERNANDES, A. de Almeida, As Dez Freguesias do Concelho de Tarouca, Braga, 1995; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; MOREIRA, Vasco, Monografia do Concelho de Tarouca, Viseu, 1924; REAL, Mário Guedes, Pelourinhos da Beira Alta - Ucanha, in Revista da Beira Alta, 1965, vol. XXIV, nº1, pp. 79 - 95; SOUSA, Júlio Rocha e, Pelourinhos do Distrito de Viseu, Viseu, 1998; VASCONCELOS, José Leite de, Memórias de Mondim da Beira, Lisboa, 1933; VASCONCELOS, José Leite de, A Ucanha e o seu Pelourinho in Revista de Guimarães, 1940, n.º 1, pp. 74 - 76.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

José Leite de Vasconcelos: 1935 - reconstrução do pelourinho, a partir da identificação de duas partes do fuste e do capitel, reutilizados numa construção na aldeia de Murganheira; execução de novos degraus da plataforma, segundo plano de Carlos Negrão.

Observações

*1 - os diversos caracteres insculpidos na parte superior do fuste encontram-se quase ilegíveis. *2 - a inscrição parece estar invertida, dificilmente correspondendo à data de 1673.

Autor e Data

Madeira Portugal 1992 / João Carvalho 1997

Actualização

Margarida Tavares 1999
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login