Pelourinho de São João de Areias

IPA.00002558
Portugal, Viseu, Santa Comba Dão, São João de Areias
 
Pelourinho quinhentista, de pinha cónica torsa, com soco octogonal de três degraus, coluna torsa com colunelos e ábaco facetado côncavo com anel. Tem como protótipo o modelo do pelourinho velho de Santa Comba Dão (v. PT021814040004).
Número IPA Antigo: PT021814060005
 
Registo visualizado 447 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição eclesiástica  

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco de quatro degraus escalonados, com base paralelepipédica quadrangular de vértices chanfrados superiormente. Plinto circular com toro, onde assenta fuste torso de quatro vergas espiraladas encimado por gola côncava entre molduras. Ábaco saliente, oitavado, com anel circular, remate cónico, torso, de dois registos escalonados, separados por gola estreita, finalizando em pequeno coruchéu de cinco esferas sobre anel. Sobre a esfera superior um galo catavento. A um terço da altura do fuste, dois furos tapados com gesso, indicam onde estiveram cravados os ferros de sujeição.

Acessos

Largo Silva Carvalho

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano, isolado, em pequeno largo de suave declive para N., circundado de edifícios de dois pisos e arruamentos.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1515, 10 Abril - D. Manuel dá novo foral a São João de Areias, o que, provavelmente, determinou a construção do pelourinho; 1708 - segundo Carvalho da Costa, a povoação tem 390 vizinhos; tem juiz ordinário, vereadores, procurador, escrivão da câmara, eleito anualmente, juiz dos órfãos com o seu escrivão e um tabelião; séc. 19 - extinção do concelho.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito de grão grosso;.catavento de ferro.

Bibliografia

AZEVEDO, Correia de, Terras com Foral e Pelourinho das Províncias do Minho, Trás os Montes, Alto Douro e Beira, Porto, 1967; CHAVES, Luis, Os Pelourinhos, Elementos para o seu Catálogo Geral, Lisboa, 1939, p. 86; COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza, vol. II, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1708; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; REAL, Mário Guedes, Pelourinhos da Beira Alta, São João de Areias, in Beira Alta, vol. IV, 1945, pp. 231-238; SOUSA, Júlio Rocha e, Pelourinhos do Distrito de Viseu, Viseu, 1998; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/73991 [consultado em 28 dezembro 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Nada a assinalar.

Observações

Autor e Data

Madeira Portugal 1991 / Lina Marques 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login