Igreja Paroquial de Salir do Porto / Igreja de Nossa Senhora da Conceição

IPA.00024730
Portugal, Leiria, Caldas da Rainha, União das freguesias de Tornada e Salir do Porto
 
Arquitectura religiosa, oitocentista. Igreja paroquial.
Número IPA Antigo: PT031006100053
 
Registo visualizado 358 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, orientada a O. E., composta por nave e capela-mor, sendo estas flanqueadas, à direita, pela sacristia e por um corpo construído em finais do séc. 20; compondo uma sala de passagem, sala de arrumos, instalações sanitárias. Ao nível da fachada, adossada à fachada N., existe uma torre com um relógio, com quatro ventanas guarnecidas a cantaria, em arco ogival, e três sinos. Cobertura com telhado de 2 águas (telha lusa). A torre é rematada com cúpula oitavada rematada aos cantos e no vértice por pináculos. A fachada principal apresenta pórtico axial com aduelas de cantaria formando arco trilobado, cingida por uma marcação exterior de arco contracurvo em massa e sobrepujada por um janelão, com cantarias em arco ogival. Fachada formando empena contracurva, guarnecida com cimalha de massa, rematada aos extremos por pináculos e, os topo, por uma cruz trilobada. O alçado do lado N., apresenta porta de acesso à torre sineira, porta de acesso a uma sala de passagem e uma janela de iluminação da sacristia, bem como pequenas frestas horizontais para iluminação das diversas divisões desse corpo. A fachada S. apresenta uma porta travessa e duas janelas, uma de iluminação da nave e outra da capela-mor. Fachada posterior, a O., empena cega que outrora teve um pequeno óculo, hoje emparedado. INTERIOR, acede-se à nave através do pórtico axial protegido com guarda-vento em madeira e coro alto em madeira, guarnecido com balaústres, sustentado por dois pilares em pedra, policromados, de secção quadrada e arestas chanfradas. Nave única, paredes em alvenaria rebocada, revestida a estuque pintado imitando pedras e lambril de azulejos padronados. A ambos os lados da porta axial pias de água benta em forma de concha; ao lado direito baptistério acedido por um pórtico em arco de volta perfeita, isolado com portas gradeadas a madeira, no seu interior uma pia baptismal em forma de taça, pedra calcário bujardada; um púlpito com base em forma de mísula e guarnição plena em madeira. Ao lado esquerdo, porta travessa. Aos cantos, junto à capela-mor, dois altares colaterais em pedra, parcialmente policromados, o do evangelho dedicado a São José com o Menino e, ao lado da epístola, N. S. de Fátima. Os altares são formados por banqueta, duas pilastras estriadas com capitel jónico, sobrepujado com frontão contracurvo-triangular. Cobertura da nave em laje de pré-esforçado rebocada e pintada, suportada em vigas; com três tramos repartido em quatro secções, formando doze painéis, obra que reproduz o antigo tecto de madeira. Painéis dos tramos laterais, cada um decorado ao centro com uma grande estrela de seis pontas; no tramo central, cada painel, com uma estrela central e seis estrelas mais pequenas dispostas em seu redor. O mesmo sistema para o tecto da capela-mor, apenas com três painéis. Suspensos da nave dois lustres de latão. Acede-se à capela-mor através do arco triunfal de volta perfeita, rematada com chave com monograma de Maria, assente em ábacos e aduelas apoiados em socos. Presbitério vencido por dois degraus, pavimento em laje de pedra calcária. Mesa de altar com tampo em pedra apoiado em plinto de mármore cinza rectangular. Retábulo em pedra parcialmente pintada e dourada, em estilo barroco. Banqueta rematada lateralmente com volutas; friso da banqueta com palmas cruzadas e parreiras; com duas colunas de fuste liso, com capiteis coríntios, no qual assenta frontão curvo e contracurvo entrecortado, envolvendo boca do trono em forma de arco canopial; sobrepujada por resplendor dourado. Na base do trono a imagem da padroeira, N. S. da Conceição; abaixo desta o sacrário. Lateralmente ao retábulo, portas de acesso ao trono (à direita) e arrecadação (à esquerda). Portas em madeira em arco de volta perfeita, sobrepujado por marcação em arco contracurvo e, sobre este, mísula para apoio de santos: à esquerda São Martinho ou São Brás; à direita São Miguel Arcanjo. Nas paredes laterais dois plintos em estilo barroco onde se apoiam as imagens de Santo António e Santa Ana. Na parede lateral direita, uma porta de acesso a sala de comunicação, estando à sua esquerda a sacristia e no estremo oposto, um lavabo.

Acessos

Largo da Igreja; Rua do Castelo

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado, implantação destacada no centro de um largo rodeado de habitações. O frontispício da Igreja é voltado a um adro com acesso por um escadório.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Lisboa)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 18 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 18 - 19 construção ou reconstrução da igreja; 1880 - 1890 - construção da torre sineira.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO.

Autor e Data

Sérgio Gorjão 2004

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login