Igreja Paroquial de Aguada de Cima / Igreja de Santa Eulália

IPA.00023378
Portugal, Aveiro, Águeda, Aguada de Cima
 
Igreja paroquial construída nos séculos 17 e 18, de planta poligonal composta por nave e capela-mor, sacristia e torre sineira adossada à fachada S.. Fachada principal com remate em empena encimado por cruz com vãos rasgados em eixo composto por portal de verga recta moldurado rematado por friso e cornija e janela em capialço moldurada. Fachadas circunscritas por cunhais apilastrados com divisão em tramos nas naves laterais, firmados por pináculos nas naves laterais, capela-mor e sacristia e remate em cornija e beiral na nave principal e capela-mor e entablamento nas naves laterais e torre sineira nesta última encimada por balaustrada e com cobertura em coruchéu piramidal. Cobertura das naves laterais em terraço rasgada por poços de luz. Fachadas rasgadas por janelas em capialço molduradas confrontantes na capela-mor, janelas rectilíneas molduradas nas naves laterais e porta travessa de verga recta moldurada na nave lateral esquerda. Painel de azulejos padrão monócromo azul sobre fundo branco delimitado por friso representando Santo André, na fachada posterior. Igreja muito adulterada pelo adossamento de duas naves colaterais mas que mantém as características primitivas da fachada principal e torre sineira. Nesta destaca-se persistência das gárgulas de canhão. Cobertura rasgada por poços de luz.
Número IPA Antigo: PT020101030089
 
Registo visualizado 160 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta poligonal composta por três naves, capela-mor mais baixa e mais estreita, sacristia e torre sineira adossada à esquerda. Volumes articulados com cobertura diferenciada em telhados de duas águas na nave principal e capela-mor, em terraço rasgado por três poços de luz nas naves laterais e em coruchéu piramidal na torre sineira encimada por cruz e cata-vento. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, circunscritas por cunhais em forma de pilastras toscanas em cantaria de pedra calcária, firmados por pináculos nas naves laterais, capela-mor e sacristia, percorridas por embasamento de cantaria e rematadas em cornija e beiral na nave principal e capela-mor e entablamento nas naves laterais e torre sineira. Remates da nave e capela-mor em empena encimados por cruz. Fachadas rasgadas por janelas em capialço, confrontantes na capela-mor, e janelas rectilíneas molduradas nos outros volumes. Fachada principal orientada, rasgada por portal de verga recta moldurado rematado por friso e cornija, encimado por janela em capialço. À esquerda, adossada à nave, torre sineira composta de dois registos divididos por entablamento, rasgada no primeiro registo da face E. por abertura moldurada protegida por gradeamento em ferro e no segundo registo por pequena abertura rectangular moldurada a interromper o entablamento em posição centralizada. Todas as faces do segundo registo rasgadas por ventanas molduradas em arco de volta perfeita rematadas por entablamento e balaustrada em cantaria interrompida por relógio em posição centralizada na face O., com gárgulas de canhão nos ângulos e cobertura em coruchéu octogonal encimada por cruz e cata-vento. Fachada é flanqueada pelos corpos das naves laterais, recuados, e rasgados por fresta no lado esquerdo e janela no direito. Fachada lateral esquerda virada a S. dividida no corpo da nave em quatro panos definidos por pilastras de cantaria encimados por pináculos, rasgados os centrais por porta de verga recta moldurada e janela. O corpo da capela-mor possui janela. Fachada lateral direita virada a N. de três panos com características semelhantes às anteriores, cegos, surgindo janela no corpo da capela-mor. Fachada posterior cega com painel de azulejos padrão monócromo azul sobre fundo branco delimitado por friso representando Santo André. Nos corpos das naves laterais, recuados, rasgam-se uma janela no lado esquerdo e duas no direito.

Acessos

Aguada de Cima, Largo de Santa Eulália

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado, inserido no núcleo habitacional em vasto largo em terra batida, ladeada a O. pela via principal que atravessa a povoação e a S. pela Escola Primária (v. IPA.00023875), Chafariz de Aguada de Cima (v. IPA.00023520) e edifício da Junta de Freguesia. No largo surge um plátano ladeado por cabina telefónica.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Aveiro)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1064 - Igreja de Aguada de Cima incluída entre os bens do mosteiro da Vacariça; 1514, 23 agosto - concessão do foral por D. Manuel; 1711 - data gravada numa pedra *1 indica ano de reconstrução; 1822 - Aguada de Cima pertence aos Duques de Lafões; 1835, 06 novembro - supressão do município; séc. 20, anos 50 - A. Nogueira Gonçalves refere na obra citada na bibliografia "recentes" obras de reparação em que foram elevadas as paredes laterais e refeitos os tectos, vigamentos e pavimentos; 2004, início - obras de restauro e construção das naves laterais com remoção de alguns elementos da fachada principal.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Calcário, telha, madeira.

Bibliografia

Águeda. Passado e Presente, Rumo ao Futuro, Paredes, 2001; ARROTEIA, Jorge, NEVES, Amaro, SEMEDO, Enio, Aveiro - do Vouga ao Buçaco, Lisboa, 1989; AZEVEDO, José Correia de, Inventário Artístico de Portugal. Beiras, Algés, s.d.; Dicionário Enciclopédico das Freguesias, vol. 2, Minhoterra, s.d.; GONÇALVES, A. Nogueira, Inventário Artístico de Portugal. Distrito de Aveiro. Zona sul, VI, Lisboa, 1959; Guia de Portugal. Beira. I - Beira Litoral, 3º vol., Lisboa, 1993; LADEIRA, Francisco Dias, O município de Águeda, Águeda, s.d.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

2004, início - restauro da igreja e construção das naves laterais, com modificação ao nível dos cunhais e empenas.

Observações

*1 - esta pedra encontra-se actualmente colocada sobre a porta de acesso ao coro-alto na nave lateral (Evangelho).

Autor e Data

Ana Lemos 2004

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login