Vila Maior em Cabeça Boa

IPA.00002322
Portugal, Bragança, Torre de Moncorvo, Cabeça Boa
 
Aglomerado proto-urbano. Povoado romano aberto, talvez com origem na estrutura de uma villa.
Número IPA Antigo: PT010409030025
 
Registo visualizado 33 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Povoado  Povoado romano    

Descrição

Grande povoado aberto romano, implantado em posição dominando o Vale da Vilariça, apresenta uma área de dispersão dos vestígios com c. de 20 ha. Estes concentram-se num talude paralelo ao vale com uma extensão de c. de 250 m criando uma plataforma onde se detectam fragmentos de cerâmica comum romana, cerâmica de importação romana, "tegula", "imbrex" e elementos arquitectónicos. Os resultados das prospecções geofísicas permitiram detectar a existência de diversos alinhamentos de prováveis muros todos praticamente paralelos ou perpendiculares entre si formando um conjunto que se poderá interpretar como parte de um único grande edifício que pelos elementos arquitectónicos existentes deveria ter uma certa monumentalidade, devendo tratar-se de uma habitação porticado, interna ou externamente. Neste local foram igualmente recolhidas duas inscrições funerárias decoradas.

Acessos

Estradão a partir da Foz do Sabor; Gauss: M-285.8, P-469.9; Fl. 130

Protecção

Enquadramento

Rural, isolado, plataforma de terraço aluvial coberta com olival e vinhas, sobranceira à ribeira da Vilariça, próximo da sua foz no Rio Sabor.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Época romana

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

Época romana, Alto Império - primeira ocupação do sítio.

Dados Técnicos

Materiais

Construções em granito; elementos arquitectónicos em granito; cobertura de construções com "tegula" e "imbrex".

Bibliografia

ALVES, Francisco Manuel, Memórias Arqueológicas - Históricas do Distrito de Bragança, vol. IX, Porto, 1934, p. 694; ALMEIDA, Justino Mendes de, Varia Epigraphica, Revista de Guimarães, 76, Barcelos, 1966, p. 343 - 347; ALARCÃO, Jorge de, Roman Portugal, vol. 2 (1), Warminster, 1988, p. 44, nº 2 / 118; Projecto Arqueológico da Região de Moncorvo, Inventário Arqueológico do Concelho de Moncorvo, policopiado, Torre de Moncorvo, 1993; LEMOS, Francisco Sande, Povoamento Romano de Trás-os-Montes Oriental, dissert. de doutoramento, polic., vol. IIa, Universidade do Minho, Braga, 1993, p. 340 - 342.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGEMN, DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1990 - levantamento topográfico realizado por elementos do Projecto Arqueológico da Região de Moncorvo; 1990 - prospecção geofísica realizada pelo Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro dirigida pelo Doutor Senos Matias.

Observações

Entre o talude e o Ribeiro dos Cavalos, a S., existiam, num afloramento granítico, 3 sepulturas antropomórficas escavadas na rocha, parcialmente destruídas em 1991; epígrafes depositadas no Museu Abade de Baçal, em Bragança.

Autor e Data

Paulo Amaral 1995

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login