Pelourinho de Trancoso

IPA.00000226
Portugal, Aveiro, Arouca, Alvarenga
 
Pelourinho de bloco cilíndrico, assente em soco cilíndrico de três degraus, de onde evolui um fuste cilíndrico, rematado por capitel saliente e curvo, de onde evolui o remate em bloco cilíndrico e pequena calote semiesférica. Possui elementos heráldicos e a inscrição do remate inferior do escudo nacional parece ser 1580 - para além de outra numeração ilegível - e não de 1590 (Nogueira Gonçalves), possuindo, numa das faces, o escudo português.
Número IPA Antigo: PT010104020007
 
Registo visualizado 441 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição não determinada  Tipo bloco

Descrição

Estrutura em cantaria de granito composto por soco circular com três degraus, fuste cílindrico e liso, com vestígio da fixação do anel de sujeição e pinha de forma cilíndrica com gola, onde se crava escudo de Portugal, rude com datação, estrutura intermédia circular e remate anelar.

Acessos

Alvarenga, Largo de Trancoso. WGS84 (graus decimais) lat.: 40,965964, long.: -8,156941

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 23 122, DG, 1ª Série, nº 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano. Isolado em exíguo largo empedrado e arborizado, implantado defronte aos antigos paços concelhios mas rodeado de construções variadas e destoantes.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Época medieval - integra as freguesias de Alvarenga, Canelas e Janarde; a sede está em Alvarenga; 1514, 02 Maio - o concelho medieval de Alvarenga recebe foral manuelino; 1580 - data esculpida no brasão, indica a sua época de construção, bem como a da câmara, com a transição da sede do concelho de Alvarenga para Trancoso; 1855 - extinção do concelho.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito.

Bibliografia

Chaves, Luís - Os Pelourinhos Portugueses. Gaia: Edições Apolino, 1930; GONÇALVES, António Nogueira - Inventário Artístico de Portugal. Distrito de Aveiro, XI. Lisboa: Academia Nacional de Belas-Artes, 1991, p. 75; SILVA, Filomeno - «O Pelourinho de Alvarenga» in Jornal de Notícias, Porto; MALAFAIA, E.B. de Ataíde - Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral. Lisboa: Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997, p. 404; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/72373 [consultado em 14 outubro 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMC

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMC

Intervenção Realizada

1951 - calcetamento do largo onde se encontra o imóvel, tendo este beneficiado de trabalhos de consolidação da base.

Observações

Autor e Data

Margarida Alçada 1983 / Carlos Ruão 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login