Castelo de Portuzelo / Palacete de António Pereira da Cunha

IPA.00002254
Portugal, Viana do Castelo, Viana do Castelo, Santa Marta de Portuzelo
 
Palacete romântico, de feição acastelada, de planta quadrangular e fachadas de dois registos encimados por torre central. Do período romântico absorveu não só todo o espírito subjacente, não deixando mesmo de ser desenhado pelo proprietário, como então era tão comum, como também o eclectismo epocal, conjugando assim elementos neogóticos e neomanuelinos na decoração das suas fachadas, que não deixam, de ser monótonas e repetitivas.
Número IPA Antigo: PT011609280023
 
Registo visualizado 443 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Palácio  

Descrição

Palácio de planta quadrangular com coberturas diferenciadas em terraço. Alçados de 2 pisos e 3 corpos, sendo o central delimitada por cordão vertical, e sendo coroados por cordão e merlões em escama; nos cunhais guaritas circulares com cobertura cónica. Fenestração muito semelhante, tendo no 1º piso 2 frestas em cruz ladeando vão ou, e noutras fachadas, 4 óculos circulares; no 2º, piso surgem 2 janelas em arco sobre colunelos e balaustrada de pedra ladeando varanda central com 5 janelas de arcos trilobados. A fachada nascente apresenta variante, tendo no 1º piso 2 portas de arco bilobado sobre colunelos ladeando portal em arco quebrado e 2 janelas também bilobadas; no 2º o grupo central tem 3 janelas, com varandas isoladas, e arco trilobado encimado por torsal; sobrepujando o central, as armas dos Cunhas. Ao centro do edifício ergue-se torre quadrangular, com as mesmas guaritas e remate e com vão de arco quebrado em cada fachada, dando para o terraço.

Acessos

Santa Marta de Portuzelo, Estrada Viana - Ponte de Lima, Rua Sebastião Pereira da Cunha. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,701994; long.: -8,785297

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 129/77 DR, 1.ª série, n.º 226 de 29 setembro 1977

Enquadramento

Rural, isolado, implantação harmónica. Implanta-se a cerca de 500 m do rio Lima e junto à estrada, no meio de propriedade murada e em estado de abandono; tem nas imediações da quinta outras construções. O palácio é rodeado por fosso, com ponte levadiça para acesso, e uma passagem abobadada para um pátio fechado, junto à fachada nascente; neste ergue-se chafariz central, de tanque octogonal, de coluna galbada e torça, 2 taças com algumas carrancas, e coroamento em pinha. Escadas num canto do pátio dão acesso a um outro, mais elevado onde existe torre circular com vão de arco e em torsal e sendo coroada por avançados merlões.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa singular (segundo informação do Dr. António Leal, Arqueólogo da Câmara Municipal de Viana, o actual proprietário, é espanhol e pretende vender o palácio)

Afectação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

António Pereira da Cunha

Cronologia

séc. 13 - ali existia o couto de Portuzelo com velha casa solarenga; os primeiros senhores da casa, que deram início à família, foram Fernão da Rocha Lobo e sua mulher D. Ana Lobo Barreto, ascendentes dos senhores do Couto; 1695 - D. Maria Lobo, sua descendente, renovou o prazo e fez importantes obras na casa, que se manteve na família; 1853 - António Pereira da Cunha, depois de uma viagem à Áustria e Alemanha, onde assistiu ao baptizado do primogénito de D. Miguel I, construiu o actual palácio, desenhando ele próprio a planta "com uma torcida de papel molhado em tinta"; 1977 - os seus herdeiros venderam-no a José Pulido de Almeida.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Estrutura de alvenaria rebocada e cantaria.

Bibliografia

SILVA, António Lambert Pereira da, Nobres Casas de Portugal, vol. 3, Porto, s.d.; SORDO, Albano, O Castelo de Portuzelo in Cadernos Vianenses, vol. 3, Viana do Castelo, 1974, p. 61 - 64; ANACLETO, Regina, A Arquitectura in História da Arte em Portugal, vol. 10, Lisboa, 1986, p. 95 - 131; ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de, Alto Minho, Lisboa, 1987.

Documentação Gráfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1980 - Obras interiores, com substituição de paredes, construção de estrutura de betão armado em pilares, vigas e tectos, modificações que podem colidir com a traça original do móvel.

Observações

Apesar de uma possivel influência directa das construções que António Pereira da Cunha viu na Áustria e Alemanha, julgamos que a principal fonte de inspiração foi o Palácio da Pena, em Sintra, com o qual mantém certas analogias: a existência do fosso, da ponte levadiça, da passagem abobadada dando para o pátio, o tipo de merlões do coroamento, a disposição e forma das guaranitas e a própria feição da torre quadrangular. O chafariz do pátio veio do Convento do Carmo da cidade de Viana.

Autor e Data

Paula Noé 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login