Capela do Anjo da Guarda

IPA.00002239
Portugal, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Arcozelo
 
Capela construída no último quartel do séc. 13, com estrutura alpendrada medieval, interiormente abobadada, e reformada no séc. 18, altura em que se deve ter fechada uma das faces e se colocou o nicho no interior. Apresenta planta quadrangular, de pequenas dimensões, com estrutura revelando a transição do românico tardio para o gótico. Denota certo arcaísmo nos pilares e nas colunas, que conservam as garras nas bases, ao mesmo tempo que a decoração vegetalista dos capitéis ainda se destaca pouco dos cestos. Os arcos apontados possuem já uma certa evolução estilística, anunciando os novos valores góticos. A reforma barroca levou ao reforço dos pilares, com friso ao nível do ábaco dos arcos, e ao seu remate com cornija e pináculos. No interior colocou-se nicho sobre mísulas, de linguagem barroca, com imagem policroma de São Miguel, de cariz ingénuo.
Número IPA Antigo: PT011607040028
 
Registo visualizado 657 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta quadrangular, com estrutura alpendrada, coberta por domo, coroado por pináculo. Apresenta faces em arco apontado, de dupla arquivolta, a interior biselada e assente em colunas, de fuste liso, com garras nas bases e de capitéis vegetalistas. Exteriormente as faces são reforçadas por pilares quadrangulares, dispostos de ângulo, percorridos por friso, no alinhamento do ábaco dos capitéis das colunas, rematados em cornija e coroados por pináculos piramidais, sobre plintos; inferiormente, os pilares possuem esbarro. A face posterior é fechada por silhares de cantaria. INTERIOR com pavimento em cantaria e cobertura em abóbada de aresta, assente em mísulas e com bocete decorado ao centro. Na parede testeira, sobre duas mísulas, dispõe-se nicho, pintado, em arco abatido, de moldura volutada e com concheado no fecho, ladeado de aletas. Alberga imagem de São Miguel Arcanjo, igualmente pintada, vestido de guerreiro, pisando o dragão, já muito desfigurado e já sem a balança nas mãos. Inferiormente, existe banco corrido de cantaria.

Acessos

Arcozelo, Além-da-Ponte, Largo da Alegria (ou Alexandre Herculano), ponte romana. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,770045; long.: -8,587550

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto nº 95/78, DR, 1.ª série, n.º 210 de 12 setembro 1978

Enquadramento

Peri-urbano e fluvial, isolado, implantação harmónica. Ergue-se no cais da margem direita do rio, junto ao leito, tendo a poente e noroeste o Parque do Arnado, espaço de jardim e lazer com cruzeiro, antigamente conhecido por Campo do Arnado. Nas proximidades, a cerca de 40 m a sul-sudoeste, localizam-se a Igreja de Santo António da Torre Velha (v. IPA.00002217) e as Alminhas da Ponte (v. IPA.00003528) em plataforma que separa os troços romano e medieval da Ponte sobre o Rio Lima (v. IPA.00000424) e, a cerca de 120 m para poente, a Casa do Arnado, onde funciona o Albergue de Peregrinos e o Museu do Brinquedo Português (v. IPA.00030078).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 13 / 18 (conjetural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 13, último quartel - época provável de construção, sendo anualmente inundada pelas águas do rio Lima; séc. 18 - depois de parcialmente derrubada pelas cheias, é reconstruída, reforçando-se os pilares e nela se colocando nicho com a imagem de São Miguel; 1758 - segundo o abade Manuel de Abreu, nas Memórias Paroquiais da freguesia, a ermida dedicada ao anjo São Miguel, "intitulada S. Miguel do Arnado", é aberta e formada de cantaria em três arcos, situando-se na margem do rio e contígua à ponte e pertencendo à Câmara de Ponte de Lima; é muito antiga e a ela vinham todas as procissões reais, porém, nesta data só vem a do Anjo da Guarda, não vindo as outras há cerca de 40 anos, por requerimento feito por Manuel Carneiro de Lima, prior da Colegiada de Ponte de Lima, ao arcebispo de Braga D. Rodrigo de Moura Teles; 1834 - até esta data, tem culto a expensas do Senado da Câmara; 1999 - a parede testeira ainda era rebocada e pintada de branco; 2018, maio - o monumento apresenta preocupantes sinais de degradação quer pela ação dos agentes meteorológicos, quer pela poluição, quer ainda pela ação humana, incluindo vandalismo.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em granito; argamassas de rebocos e juntas de cal e areia; nicho e imagem em cantaria pintada.

Bibliografia

AURORA, Conde d' - Roteiro da Ribeira Lima. Porto: 1959; BARREIROS, Pe. Manuel de Aguiar - Egrejas e Capelas Românicas da Ribeira Lima. Porto: 1926; CAPELA, José Viriato - As freguesias do distrito de Viana do Castelo nas Memórias Paroquiais de 1758. Braga: Casa Museu de Monção; Universidade do Minho, 2005; LEMOS, Miguel Roque dos Reys - Anais Municipais de Ponte de Lima. Ponte de Lima: 1977; s.a. - «Vinhetas Vianenses». in O Comércio do Porto. Porto. 30 outubro 1966.

Documentação Gráfica

DGPC: DGEMN:DSID; (AGUIAR: 1926, Est. 19)

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID, SIPA

Documentação Administrativa

DGPC: DGEMN:DSID

Intervenção Realizada

1991 - substituição dos pináculos; 1993, posterior - remoção do gradeamento metálico, franqueando o acesso ao interior.

Observações

Autor e Data

Paula Noé 2019

Actualização

João Almeida (Contribuinte externo) 2019
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login